1º Concurso Garoto & Garota Belas Artes 2011

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

Sexta-feira será de muita poesia, música e dança

Nesta sexta-feira (09), será realizado no teatro Silogeu uma apresentação cultural que reunirá Poesia, Música e Dança, com objetivo de encantar os presentes. No convite, temos a bela descrição: "A Poesia se tornará mais doce, a Música alcançará a sua alma e a Dança provocará o seu riso e seu prazer."

O evento está sendo coordenado pela Prof. Marilene e tem o apoio do Instituto Histórico e Geográfico, Academia Vitoriense de Letras, Artes e Ciência e do Centro Acadêmico de Vitória (UFPE/CAV).

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

Só após cobrança do blog as coisas acontecem

Após postagem do blog mostrando os blocos de cimentos não retirados da calçada pela Prefeitura, depois de quatro dias, finalmente apareceu um “chefe” e resolveu a peleja. Até parece,  que as coisas só acontecem na cidade depois que cobramos.

Publicado em A Lupa, Editorial | 4 comentários

Será que esses “motoristas” estão habilitados?

Na manhã de hoje (06) nossas lentes flagraram, em pleno centro comercial da cidade, por volta das 8 horas, cenas, de quem deveria por princípios dar o exemplo, que escancaram, mais uma vez, que nosso trânsito é de fato “salve-se quem puder”.

Em algumas reportagens estamos mostrando, carros da frota da Prefeitura, cujo o desrespeito as leis de trânsito são tão primários que chegamos até a questionar se esses condutores são realmente habilitados, o que seria uma falta grave, sob o ponto de vista administrativo, caso, estejam contratando para dirigir, transportando pessoas sem as condições mínimas.

Outra coisa que devemos atinar é quanto ao respeito que devemos ter aos nossos guardas municipais, que estão nas ruas. Ora! Se os próprios “motoristas” da prefeitura são os primeiros a não reconhecerem neles a autoridade que lhe competem, imaginem os sujeitos que já tiram onda por natureza?

Outra coisa que o Prefeito Elias Lira e a Secretaria de Defesa do Cidadão precisam explicar a população se essas tais câmeras de monitoramento estão realmente funcionando, como mostram as propagandas que se fez tanto alarido por ocasião da inauguração do sistema. O que corre a “boca-miúda” e que essas tais câmeras não servem para nada, tanto é prova que os próprios funcionários da Prefeitura cometem erros nas “barbas” de uma dessas câmeras na avenida Mariana Amália, sem o menor constrangimento e sem o menor receio. Não servem para nada, mesmo! Se não, os responsáveis por esses infratores já teriam resolvido o problema, não o deixando virar rotina em nossa cidade.

E o pior!!

Além da infração cometida acima, o veículo ainda vem circulando com a documentação atrasada, e com multa no estado da Paraíba. Conforme site do DETRAN:

Quer conferir? acesse o site do Detran (clique aqui) e coloque a placa do referido veículo: KIY5885, depois de consultar clique em "detalhamento de débito".

Ora, só nos resta escolher o adágio popular que diz: "Contra fatos, não há argumentos".

Publicado em A Lupa, Editorial | 7 comentários

Só piorando (2)

Atenção motoristas e motoqueiro ao trafegar pelo bairro do Lídia Queiroz, no sentido Vitória/Escada e for pegar a BR 232 terá que redobrar os cuidados, pois existe um enorme buraco que já virou paisagem no local. Segundo o morador daquela localidade nos falou, em uma outra ocasião, os esgotos que correm por cima da via só vem piorando a situação. Pelo o que se vê, parece que nem tão cedo o problema será resolvido.

Leia também: Só piorando 

Publicado em A Lupa, Editorial | Deixar um comentário

Cenas do trânsito “Salve-se Quem Puder” da Vitória

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

Internauta flagra porca espalhando lixo, no Viaduto do Cajá.

Na tarde de ontem (05) recebemos do internauta Claudio, morador do bairro do Cajá, um vídeo onde o mesmo flagra uma porca fuçando e espalhando lixo por todos os lados, próximo ao Viaduto do Cajá.

Pedimos, mais uma vez, que o Sr. Beto Lira, que além de ser sobrinho do prefeito, segundo comentários, é o responsável em resolver o problema, tome as devidas providências.

Publicado em A Lupa, Editorial | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Elias Lira comemora (1982)

Foto: acervo pessoal do blogueiro

Churrasco de comemoração realizado em 1982, após as eleições onde Elias Lira foi eleito prefeito da Vitória pela primeira vez.

 
Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Gestão Amadora

[portfolio_slideshow timeout=1000, nav=false, size=medium, showtitles=false, trans=scrollHorz, thumbs=false]

Ainda se encontra na calçada, atrapalhando os pedestres, três blocos de cimento, conhecidos por "GELO BAIANO" que foi colocado pela Diretoria de Trânsito, por ocasião da inauguração da unidade de saúde, na sexta-feira passada, no bairro da Matriz (CEO). É oportuno lembrar, que se passaram quatro dias e até agora só tiveram tempo de retirar apenas os cavaletes, sem dar a menor importância com o ir e vir das pessoas. São por essas e outras que a gestão do Governo de Todos, vem amargando alto índice de rejeição junto a opinião pública.

Publicado em A Lupa, Editorial | Deixar um comentário

Eu tive uma namorada em Caruaru

Isso foi na década de 70. Eu era adolescente e achei de me engraçar de uma menina lá em Caruaru. Todo domingo, eu ia passear na pátria de Vitalino. Pulava da cama cedo, me enfatiotava todinho e ia pra BR, pegar ônibus. Os ônibus apostavam carreira. Tinha da São Geraldo - parece que da Jotude - e Caruaruense. Eu viajava com a cabeça na janela para ver a paisagem. A ventania ficava fazendo uma zoadinha no ouvido. Seguia pensando na vida, imaginando o futuro, no horário da esperança. Não sei por que, mas associo a aurora ao porvir. Já minha avó Celina dizia que a noite era a hora da saudade. Sei lá...

A princípio, eu ia assistir a filmes no Cine Santa Rosa e Irmãos Maciel. O Cine Santa Rosa ficava na pracinha, como quem ia para o Bairro do Salgado. Um dia, passou Dr. Jivago, com Omar Sharif e Julie Christie, um filme americano de 1965. O pessoal do meu tempo deve se lembrar. Eu comprava uma carteira de Continental, sentava na avenida e pedia uma cerveja Antártica Paulista. Pedia Brahma Chopp também. Parecia um hominho. Foi quando, passeando pela Feira de Caruaru, conheci uma vendedora de sandálias, alpercatas, um bocado de coisa de couro. Olhos pretos em moldura amendoada, pele morena afogueada, feito um cavalo alazão. Era todinha um chocolate. Nem parecia gente, parecia uma figura de livro, de romance, de literatura. Ou qualquer coisa que só aparece em sonho. Os cabelos batiam na cintura, e a boca tinha um eterno frescor de chiclete Ping-Pong. Eu ficava o dia todo peruando pra namorar com ela. Um dia, a gente namorou numa esquina lá na Caruá. E eu terminei dormindo na Princesa do Agreste, inalando aquele cheirinho de travesseiro de marcela que tem praquelas bandas. Chega dava sono. A morena era boazinha que era danada, toda silenciosa, andava devagar e ria baixinho. Os olhos é que eram tagarelas. Dava vontade de comer um pedaço, embora, naquele tempo, a gente namorasse de roupa, era proibido namorar nu. Eu ficava tão contente que botava pra contar história. Dava um pigarro e enfeitava a conversa. Meus colegas diziam que eu estava mentindo. Minha mãe também pensava que eu mentia. Um dia, descobriu que era poesia. Adolescente abraço! Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Curiosidades vitorienses: Codigo de Posturas (1897)

Conforme havíamos postado ontem, publicaremos trechos do CODIGO DE POSTURAS do município da Vitória, datado de 1897. Os trechos foram retirados do volume 07 da revista do Instituto Histórico e Geográfico da Vitória, editada em 1977. São muitas curiosidades, que valem a pena serem disponibilizadas em nosso blog.

Publicado em Curiosidades Vitorienses | Deixar um comentário

1º Concurso Garoto & Garota Belas Artes 2011

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

Querida Cidade na voz de Carlinhos.

CARLINHOS canta a música QUERIDA CIDADE de TONY AMORIM.

[powerpress url=../mp3/carlinhos.mp3] Gostou da música? - Baixe a MP3

Aldenisio Tavares

Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Ruas da Vitória viram picadeiro

Com vários meses de atraso e adiamento na data de inauguração, foi finalmente disponibilizado pela Prefeitura, após várias cobranças aqui no blog, o atendimento do CEO (Centro de Especialidades Odontológica) no bairro da Matriz.

Fazendo parte do programa Federal Brasil Sorridente, a unidade que já era para estar funcionando há muito tempo, está sob a gerência da Secretária de Saúde Drª Veraluci Lira, que é sobrinha do Prefeito Elias Lira, que vem desenvolvendo um trabalho, segundo gente da área, muito abaixo da média.

Por ocasião das “comemorações” pela abertura da unidade do CEO, as ruas da cidade, em até bairros mais afastados do centro, como é o caso do Alto José Leal, serviram mais uma vez de “PICADEIRO” para a palhaçada protagonizada pelos “soldados” do Prefeito. Já em duas ocasiões são usadas unidades móveis de saúde do SAMU para participar de desfiles (tipo carreatas) na cidade, tal qual acontece, nos pequenos  municípios  onde os “coronéis ainda conduzem suas boiadas para os currais com uma mão no chicote e a outra mão na pistola”, sendo assim, não seria de bom tom, nem muito menos dentro da lei, se utilizar das unidades do SAMU, visto que, a Secretária, mais que ninguém sabe, que é um atendimento para urgências, e não para se fazer política partidária extemporânea.

Ainda sobre as “comemorações” pela abertura do CEO, que ocorreu na última sexta (02), ainda se encontra do mesmo jeito, interrompendo a calçada para as pessoas, sobretudo idosos, crianças e pessoas com locomoção especial, três blocos de Gêlo Baiano em cima da calçada, o que, apenas demostra não só amadorismo, como também que a gestão do Governo de Todos não tem olhos para a agenda administrativa da cidade, e sim, para o calendário eleitoral, dando, desta forma, continuidade ao modelo de gestão implantado na cidade pelo seu antecessor, o folclórico ex-Prefeito, José Aglailson.

Publicado em A Lupa, Editorial | 5 comentários

Carro da prefeitura atrapalha ainda mais o trânsito da nossa cidade

Na tarde de hoje (05) nossas lentes flagraram, uma cena que já virou "comum", onde os próprios carros da Prefeitura, conduzidos, não se sabe se por motoristas habilitados, protagonizam transgressão e abuso as leis de trânsito e as pessoas que precisam se locomover no centro da cidade.

Por conta desses abusos, o já caótico trânsito “salve-se quem puder” teve mais um "dia de cão", onde desrespeitar as leis do Trânsito, se tornou uma coisa “normal” e corriqueira, visto que, sai prefeito, entra prefeito e ninguém quer levar a sério o trabalho dos guardas municipais da cidade.

Não sei se seria a hora do Secretário de Defesa do Cidadão, que é um rapaz com boa vontade “chamar o feito a ordem”, como se diz na linguagem Jurídica, e provocar uma reunião com o senhor Prefeito Elias Lira, para saber realmente qual  é o trabalho que ele deseja realizar na cidade, pois do jeito que está, sem dar a mínima estrutura à secretária, está maculando o trabalho do Secretário, que segundo comentários ficará prejudicado na sua campanha de Vereador no próximo ano. Independente de qualquer coisa a cidade não pode ficar “imobilizada” a disposição do “humor” do Prefeito, a sociedade civil organizada, precisa cobrar atitudes rápidas dos seus gestores, afinal a cidade é ou num é uma Vitoria de Todos?

Publicado em A Lupa, Editorial | Deixar um comentário

Matadouros da Vitória são interditados

Nesta segunda-feira(05), conforme estava programado, os matadouros em nossa cidade foram  interditados pelos os órgãos estaduais competentes.

Os políticos de nossa cidade, que não tomam atitudes para promover nada e que adoram jogar a culpa dos fracassos nos outros, certamente deveram explorar, o tema levando para os palanques nas próximas eleições, cada qual, botando a culpa no outro, o que não é nenhuma novidade esse modelo de política na República das Tabocas.

Em nossa cidade, é bom ficar atento, pois os políticos falam a verdade quando se acusam e mentem quando se defendem.

Publicado em A Lupa, Editorial | 3 comentários

Livro registra a História da Vitória de Santo Antão – de 1988 à 2010.

No dia 19 de Dezembro, o jornalista João Alvares, o Prof. Pedro Ferrer, o Prof. Lucivânio Jatobá e Diva de Holanda, irão lançar o livro "História da Vitória de Santo Antão - de 1988 à 2010".

O lançamento será realizado no Auditório da FACOL, às 20h. O livro, que tem aproximadamente 600 páginas, conta com a história recente da cidade, repleta, segundo o autor, de temas polêmicos.

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Inauguração de Praça na Cabanga (1973)

Foto: acervo do IHGVSA

INAUGURAÇÃO DA PRAÇA RÁDIO CLUBE NA CABANGA. Foto registrada em 03 de Agosto de 1973

 
Publicado em O Tempo Voa | 1 comentário

Internauta flagra cavalo quase provocando um acidente nos Ferreiros

O internauta Décio Gustavo, enviou para nossa redação um vídeo registrado nos Ferreiros, onde flagra um cavalo quase provocando um acidente.

"Veja que se não fosse o garoto provavelmente o animal ia provocar um grave acidente. Cade o secretário que não ver isso? (...) mas a eleição esta chegando!!" - relatou Décio, ao enviar o vídeo. Confira o vídeo:

Publicado em A Lupa, Editorial | Deixar um comentário

Reunião do Instituto Histórico

Sob o comando do seu Presidente, o professor Pedro Ferrer, o Instituto Histórico realizou neste domingo (04) mais uma reunião. Na ocasião o presidente repassou algumas informações de ordem administrativa, como também considerou alguns comentários no que diz respeito as homenagens pela passagem dos 61 anos de vida do nosso Instituto.

Como de costumes, alguns consórcios usaram da palavra: Egídio leu uma bela poesia e falou da intenção do lançamento do seu livro pedindo apoio de todos, dona Severina Moura demostrou um certo descontentamento com a atual gestão municipal por ter apagado algumas de suas poesias exposta na praça do livramento, já o consórcio Jones Pinheiro usou da palavra para pedir sua renúncia ao cargo de primeiro vice-presidente da instituição, a senhora Ângela Silveira expôs seu novo projeto intitulado “De Mãos dadas”.

Ainda na Reunião, foi celebrado com uma empresa vitoriense um plano de monitoramento e vigilância eletrônica para o nosso museu, entrando assim, nos mesmo modelo dos grandes Museus do mundo. Para finalizar ficou combinado que a confraternização será a próxima sexta, dia 9.

Mais uma vez a reunião contou com um bom números de sócios, o que não deixa de ser uma mudança animadora no perfil dos nossos consórcios.

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

Passeio Dominical

Neste domingo (04) a mamãe porca, aproveitando as ruas menos movimentadas, deu um passeio com seus porquinhos, certamente para ensinar-lhe os melhores pontos de lixos no bairro do Cajá. Seria cômico se não fosse trágico, mas em nossa cidade, sai Prefeito, entra Prefeito e as “gerações” de animais são criados, literalmente, nas ruas.

Na atual gestão, segundo comentários, o Prefeito deixou a responsabilidade dos serviços de fiscalização e recolhimento de animais ao seu sobrinho, o senhor Beto Lira, que convenhamos, não vem resolvendo o problema da cidade, ou seja, a nossa Vitória continua sendo um grande curral.

Publicado em A Lupa, Editorial | 2 comentários

Já começaram as confraternizações

Por ocasião na nossa relação política, profissional e de amizade, com o Senador Armando Monteiro, participamos, junto com seu staff de assessores, no último sábado (04) na cidade de Gravatá, de mais um evento do nosso partido (PTB).

O evento foi organizado pelo pré-candidato a Prefeito daquela cidade, o senhor Bruno Martiniano, que deu início ao ciclo de confraternizações natalinas do partido, desta feita, na terra do morango. Na ocasião, alguns vitorienses, como também, pessoas intimamente ligada com a  nossa terra, marcaram presença no evento demostrando assim sintonia com os acontecimentos nas cidade circunvizinhas.

Pilako e o presidente da FIEPE, o Deputado Federal Jorge Corte Real

Pilako e o secretário geral do partido o deputado estadual José Humberto

Pilako e o pré-candidato a prefeito do Recife o deputado estadual Silvio Costa Filho

Pilako e o staff do Senador, Tomé franca, César Rocha e João Batista.

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

Bingo beneficente movimento tarde de domingo

O público lotou a Praça Duque de Caxias, neste domingo (04) para fazer uma “fezinha” no Bingo beneficente, em prol da construção da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro da Bela Vista. As cartelas custaram 10 reais e foram sorteadas 5 motos.
Publicado em Editorial | Deixar um comentário

O Tempo Voa Documento: Anúncio da Alfaiataria Realce (1947)

Anúncio da Alfaiataria Realce, publicado no jornal O Progresso, de 03 de Outubro de 1947.

 
Publicado em O Tempo Voa Documento | Deixar um comentário

Ricardo Rico vem agradando público vitoriense

Na última sexta (02) no Espetinho do Tio Juca, o Público “saboreou” um bom “tempero” musical comandado pelo artista vitoriense Ricardo Rico. Rico, como é chamado na intimidade, vem sendo muito requisitado pelos points de Vitória como também em outras cidades, com um repertório musical de qualidade, mesclando o novo com antigo, vem agradando e conquistando a boêmia.

Publicado em A Lupa, Editorial | Deixar um comentário

Falta de energia.

Em decorrência à falta de energia no centro da cidade, estamos impossibilitados de atualizar o nosso blog. Voltaremos a postar, assim que for normalizada a rede elétrica.

Atenciosamente,

Cristiano Pilako. Do dispositivo móvel.

Publicado em Editorial | Deixar um comentário

João Caverna e Edilma cantam Benito de Paula

JOÃO CAVERNA E EDILMA ao vivo no CD e DVD ALÉM DO LIMITE, cantam BENITO DI PAULA.

[powerpress url=../mp3/joao_caverna11.mp3] Gostou da música? - Baixe a MP3 Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Fim de Semana Cultural:
Água que sempre quer ir pro teto. (poesia) – por Rildo de Deus

Água da torneira privada, da cachoeira que sobe pro teto. Teto onde embaixo todos mora. Água que cai em pé: Pé d’agua! E desce em ré de quem sobe a ladeira com a lata d’agua na cabeça. Água da privada da descarga que parece cachoeira. Água que sempre quer ir pro teto. Teto que embaixo todos mora.

Rildo de Deus é Escritor e Estudante de Filosofia da UFPE

Você também é escritor, poeta ou compositor vitoriense? Envie o seu texto para ser publicado no fim de semana cultural. E-mail: contato@blogdopilako.com.br

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Fim de Semana Cultural:
O outro Sol (poesia) – Por Elmo Freitas

O outro sol pediu passagem... E as estrelas começaram cair... Luzes desfocavam a cor constante do céu. O vento ficara visível... O belo e o horrendo deram-se as mãos... O caos reinou... Abraços... Lágrimas... Venerações... Adorações... Clemência... Medo... Dor... Uma vida de sonhos, E em um instante tudo fora consumido... Tudo fora engolido Tudo fora banido Só restara... O outro Sol. Porque um dia as coisas surgem, e outro dia as coisas.... esvaecem.

Elmo Freitas - Poeta do "Os Confundidos"

Você também é escritor, poeta ou compositor vitoriense? Envie o seu texto para ser publicado no fim de semana cultural. E-mail: contato@blogdopilako.com.br

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Fim de Semana Cultural:
Sintomas do Coração (poema) – Por Egidio T. Correia

Existem corações felizes, Estes são bem-amados. Existem corações tristonhos, Estes foram desprezados. Existem corações sofridos, Outros estão magoados. Corações que foram traídos, Estes são desconfiados. Corações que estão doentes, Batendo descompassados. Corações com falta de amor, Vivem sós e chateados. Corações cheios de saudades, De amores separados. Corações que sofreram tanto, Que estão dilacerados. Corações embrutecidos, Outros bem delicados. Os corações nascem bons; Mas se forem maltratados Tornam-se perigosos Alguns deles revoltados. Coração é como planta Precisa ser bem regado. Corações quebrados, partidos... Pela vida atropelados. Consertá-los requer perícia, sentimentos e muito cuidado. Cientistas da medicina Nem todos estão preparados. Entender de corações é deveras complicado. Portanto peço aos Juízes, Nem sempre bem-informados Se acaso for julgá-los Por favor – não sejam precipitados.

Egidio T. Correia é poeta, membro da Academia Vitoriense de Letras, Artes e Ciência

Você também é escritor, poeta ou compositor vitoriense? Envie o seu texto para ser publicado no fim de semana cultural. E-mail: contato@blogdopilako.com.br

Publicado em Fim de Semana Cultural | 2 comentários