COVID-19: a primeira morte em Vitória de Santo Antão!!!

( Vitória de Santo Antão, 07 de abril de 2020 – 22:35h ) Aos poucos, tudo que as autoridades sanitárias do pais anunciaram, no inicio da pandemia do coronavirus, estão acontecendo. Quando o “surto” era ainda algo localizado na China, daqui, através dos noticiários, olhávamos para os seus efeitos como algo distante de nós. Desde a primeira confirmação do contágio no Brasil – final de fevereiro – entramos em estado de alerta! Infelizmente, hoje, foi confirmada a notícia do primeiro óbito antonense pela COVID -19.

Aos céticos, uma constatação importante. Para as pessoas pertencentes ao chamado “grupo de risco” uma dose a mais de nervosismo. Com a certeza de que o vírus, agora, está  circulando livremente entre nós – vitorienses – resta-nos orar, redobrar os cuidados e se puder isolar-se ainda mais. Afirmam os especialistas que temos uma enorme sub -notificações. Vitória não é uma ilha. Quando os testes forem realizados em larga escala, algo que se espera,  os números só tendem aumentar drasticamente.

No dia de hoje, também, circularam nas redes sociais e grupos de whatsapp vários áudios dando conta de que profissionais de saúde,  lotados no Hospital João Murilo,  testaram positivos para o coronavirus. Isso é muito preocupante. Nossa principal “fortaleza” do sistema público de saúde, além dos desfalques humanos, sugere uma deficiência no que se refere aos EPIs.  Algo inadmissível nesse contexto.

Fica evidente que a tática usada pela Secretaria de Saúde do Estado foi reforçar a estrutura da capital no combate a pandemia. Imagino que esse será o roteiro para os infectados da nossa região até porque não conheço nenhum plano “B” já divulgado pela prefeitura e demais autoridades locais.

Resta-nos, contudo, reforçamos os pedidos de proteção ao Glorioso Santo Antão. Um pouco mais de consciência da população de maneira geral para não sermos mais um número nessa impiedosa estáticas da morte. Se puder, FIQUE EM CASA!!!

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Dose de Parceria!!!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Covid-19: e agora Jair?

O frisson causado pela possibilidade da demissão do atual ministro da saúde, Luis Henrique Mandetta, hoje, desde o inicio da tarde até o inicio da noite,  deu o tom da enrascada política que se meteu o presidente Jair Messias Bolsonaro. Antes,  porém,  se faz  necessário uma defesa contundente pró-Capitão.

Excluindo os eleitores patológicos – aqueles que acreditam que Lula é honesto e que Bolsonaro é um Mito – de maneira geral, Bolsonaro não enganou ninguém. Antes mesmo da campanha eleitoral de 2018 e no curso dela, através das muitas declarações descabidas, posicionamentos extravagantes e radicalização do discurso à extrema direita  poderíamos dizer que o mesmo demonstrou uma linha  coerente de pensamento.

Um conjunto de variáveis, por assim dizer, dentre as quais incluímos um atentado que por pouco não o despachou para a cidade de “pés-juntos” o fez vencer a disputa sem ao menos haver participado de uma roda de debate com os demais  postulantes.

De cima do seu palanque digital (internet) -  lastreado nos estudos da neurociência -  as novas ferramentas sociais tornaram-se uma espécie de estetoscópio gigante para que sua equipe pudesse ouvir as vozes dos eleitores com sede de mudança, nos quatro cantos do  Brasil.

Evidentemente que por trás de todas as suas palavras verborrágicas havia também um monitoramento minucioso e científico,  calibrado  pelas pesquisas de opinião pública. Objetivo alcançado, enfim, chegou a hora de governar. Aliás,  diz  uma corrente política que a verdadeira “lua de mel” dos vencedores está justamente no fugaz  intervalo de tempo entre a vitória e a posse.

Pois bem, sentado na cadeira mais importante do país o Capitão não conseguiu entender que para governar em céu de brigadeiro faz-se necessário “abandonar” o palanque. Mal acompanhado,  Bolsonaro conseguiu -  num só tempo -   ser situação e oposição,  nesses últimos dezesseis meses. Os efeitos positivos da sua administração não conseguiram  ecoar com mais fluidez  no seio da sociedade em virtude  do barulho desafinado das auto-crises que ocorreram, invariavelmente,   sempre num  volume superior.

No mega problema da vez, que se chama pandemia do coronavirus, por exemplo,  o Capitão, até agora, só  entrou em campo para dá “canelada”. Com a cabeça antenada em 2022, até aqui, não conseguiu administrar a boa desenvoltura do seu ministro da saúde no que refere à condução da crise.

Num estilo diferente de se comunicar, falando pausadamente e sem subterfúgios, aos poucos, Mandertta, até então um ilustre desconhecido, ganhou a confiança da população brasileira. Médico experiente e com passagem no parlamento, traquejado, o mesmo tornou-se uma espécie de “balsamo” do Covid-19 a brasileira.

Pois bem, dentro daquilo que os  ex-aliados  de Bolsonaro apontam como “gabinete do ódio”,  - uma espécie de usina conspiratória -   deve ter saído a ordem para expurgar da cadeira o  eloquente auxiliar que, como uma espiral,  ascendeu ao posto de figura nacionalmente popular. Inconformado, de uns dias pra cá, o presidente resolveu ir para o tudo ou nada!!

Desafiando as orientações públicas do ministro do seu próprio governo, resolveu circular pela região metropolitana de Brasília - ficou mal na fita.  Depois, além de ter postagens apagadas pelos administradores das redes sociais,  foi obrigado a pedir desculpa por compartilhar vídeo mentiroso. No último final de semana, Bolsonaro desconsiderou a “regra de ouro” da política e ameaçou publicamente demitir o atual desafeto - quem  assim o faz  é por que já não reúne as condições favoráveis para fazê-lo....

Resumo da ópera: hoje, segunda-feira, 06 de abril, o presidente Bolsonaro, que disse o que quis e o que não quis em sua campanha, mesmo  com a sua caneta (bic) cheia de tinta, foi obrigado a engrenar marcha à ré e engolir as vozes das redes sociais que disseram: #MANDETTA FICA!!!

AGUARDEMOS AS CENAS DOS PRÓXIMOS CAPÍTULOS......

Publicado em A Lupa | 1 comentário

NOTA À IMPRENSA – Gabinete do Vereador Lourinaldo Martins Júnior

Preocupado com o momento grave que estamos passando, o gabinete do vereador Lourinaldo Júnior junto com os colegas da bancada de oposição, tomou algumas medidas para ajuda ao combate ao Covid-19. Em vídeo divulgado nas redes sociais, abordamos alguns temas bastante relevantes: I – Requerimento solicitando uma sessão extraordinária, para debatermos algumas ações em conjunto com o poder executivo em combate ao novo coronavírus; II – Requerimento para a prorrogação de 90 dias do pagamento do alvará de funcionamento para empresas; III – Solicitação de inclusão de dois representantes do Poder Legislativo no comitê de enfrentamento ao Covid-19 do Poder Executivo; IV – Indicação para a antecipação do 13º salário para os servidores e aposentados do município; V – Solicitação para a suspensão da cobrança da tarifa da zona azul por 90 dias no centro da cidade.

Estamos trabalhando em conjunto com os colegas vereadores Mano Holanda, André de Bau, Edmilson de Várzea Grande, Toninho e Irmão Duda. É hora de esquecermos os partidos, números e cores do processo eleitoral, defender a nossa gente é a maior bandeira nesse momento.

Por fim, agradeço aos amigos da imprensa pela oportunidade de nos comunicarmos e afirmo, PERMANEÇA EM CASA, isso é de suma importância.

Gabinete do Vereador Lourinaldo Martins Júnior Vitória de Santo Antão, 04 de Abril de 2020.

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Momento Pitú: a Dose de Parceria!!!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Leilão da Vida: uma praga no meio da pandemia!!!

Em tempos de confinamento social o mundo parece mudar de tamanho – vale lembrar “que cada cabeça é um mundo”. Na hipotética rota traçada e pavimentada por você mesmo, através dos pensamentos, pode-se ir, em 10 segundo, de zero a cem por mares nunca antes navegados ou mesmo engrenar marcha à ré e transitar pelo emaranhado de teias de aranhas localizado justamente nas encruzilhadas da vida que muitas vezes deixamos para trás sem nunca trata-las como deveríamos, ou seja: uma espécie de gripe mal curada...

De uns dias para cá, nesse reboliço que o mundo se enfiou, estamos todos virando doutores, epidemiologistas, infectologistas e tudo mais no que se refere a essa “tal” curva que deverá ser “achatada” para que se possa mais adiante atenuar o contágio de um vírus letal ou não, até porque existe outra legião de “entendidos” que atestam ser apenas uma “gripezinha”, sobretudo aos que tem um histórico de atleta, mas que mesmo assim continua-se a falar nesse tal de “ventilador” -  algo  imprescindível nesse contexto -  para  ser  colocado  num sem números de leitos de uma “invenção” que atende pelo nome de “hospital de campanha” construídos nos lugares nunca antes imaginados e, diga-se de passagem:  numa velocidade de pensamentos, algo também inimaginável nas terras comandadas  justamente por um “chefe do mal" que atende pelo nome de  aedes aegypti que certamente não está nada satisfeito com o seu isolamento no circuito desse  grande debate.

Num vacilo qualquer, num simples piscar de olhos temos a certeza que tudo isso não passa de um sonho ou mesmo um pesadelo. No sonho, somos impulsionados à sala escura de um cinema qualquer –  Cine Iracema ou Braga.  Nela,  todos estão  aflitos, pensando no fim dos tempos. Eis que bem pertinho da trama acabar, mais ou menos aos 43 minutos do segundo tempo, ejetam do derrotismo o Capitão América e o Homem de Ferro para aniquilarem o mal que nos afligia -  não  completamente pois a pomposa bilheteria não pode cessar nunca, muito menos ceifar aquilo que os estudiosos cravaram, lá na longínqua metade do século XX,  como “industria cultural”.

Na outra ponta, por assim dizer, acordamos no meio do pesadelo real em que o noticiário do dia nos dá conta que o todo poderoso “guardião das galáxias”, detentores de todos os poderes universais e dono do maior PIB terráqueo, numa ação invertida, em meio aos caos que atende pelo nome de CORONAVIRUS, tornou-se  o maior vilão do planeta pois começou a surrupiar e confiscar das nações amigas/irmãs máscaras,  equipamentos e respiradores,   como se a vida dos norte americanos fossem mais valiosas que as demais. Ao pagar mais caro pelo material –uma espécie de leilão da vida -  no meio do furacão da calamidade planetária,  os EUA se despem do imaginário das telas cinematográfica para tornarem-se "o lobo mal das selvas". Lamentável. Esses super-heróis nunca me enganaram mesmo....

Agora eu pergunto: e desse mal,  quem poderá nos salvar?

Publicado em A Lupa | 2 comentários

Pela primeira vez na história da Vitória o PDT terá diretório municipal permanente!!!

 

É com entusiasmo que o PDT em Vitória de Santo Antão/PE se prepara para a disputa eleitoral que se aproxima, onde teremos candidatura para prefeito e vereadores, com total autonomia.

Após cumprir o rito legal – que culminou com uma convenção partidária municipal e que contou com a presença do presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, nosso partido apresenta a consolidação da diretoria pelo TRE/PE, com mandato até dezembro de 2022.

Cidade polo e 8ª economia de Pernambuco, Vitória carrega em sua história uma mancha movida pelo descaso de famílias que se revezam no poder e que, para se manterem, buscam dificultar a ascensão de novos e promissores quadros. O Partido Democrático Trabalhista se coloca como uma alternativa de caminho seguro para romper as barreiras que as oligarquias da cidade buscam impor.

O desleixo com a coisa pública pode ser demonstrado pelo momento que passamos, onde uma grave crise social, de saúde pública e econômica nos acomete e infelizmente, as atitudes do Governo Municipal demoram a ser implementadas e acabam sendo tímidas, diante da gravidade da COVID-19.

Contudo, chegamos à conclusão de que é preciso estar inconformado para mobilizar, manifestar e oferecer passagens que nos deem as condições para superar as evidentes carências do nosso povo. E o caminho escolhido pelo PDT-Vitória é a da inclusão responsável, plural e propositiva – visto que não há mais espaço para promessas vazias.

Não é a primeira vez que esse inconformismo motivou o PDT em nossa cidade. Em 2008, o propósito de revitalização e de um pensamento de mudança  nascia a partir do ideário de renovação responsável e desenvolvimento social que a campanha de Gilvan Leonel (Contador), aquela época, representou; o que contribuiu para alimentar a chama democrática necessária, capaz de fortalecer a trajetória da agremiação partidária que somos hoje.

Cremos que a legitimidade angariada pela reputação daqueles que compuseram este conjunto de forças foram imprescindíveis à consolidação do nosso diretório. O que só fortalece a ideia de que é necessário seguir a difícil jornada de enfrentar os “donos da cidade”, para alcançarmos o propósito de construção de uma administração pública proativa, definindo uma agenda clara de prioridades para Vitória, com coragem para tomar decisões que retomem o nosso desenvolvimento econômico, com justiça social.

Hoje, a legenda conta com a presença de lideranças expressivas, como a do médico Saulo Albuquerque e a do publicitário André Carvalho que, reunidos, têm se comprometido a instituir o diálogo com outras lideranças do município, em torno de uma agenda de desenvolvimento local e buscando alianças contra os grupos que determinaram a política de Vitória por 50 anos.

Somos empresários, professores, estudantes, profissionais de saúde, trabalhadores informais, taxistas, advogados, contadores, comerciantes e profissionais liberais. Todos, indistintamente, afirmando uma aliança em favor da cidade, pela maior eficiência da atenção básica, por um melhor resultado de educação pública, por uma administração conectada às novas tecnologias, com planejamento urbano e com foco na qualidade de vida de nossa gente.

Neste sentido, o partido vem estimulando suas pré-candidaturas ao estudo da legislação, assim como ao entendimento das obrigações eletivas de quem se propõe a enfrentar uma eleição: “o que faz um(a) vereador(a)? O que faz um(a) prefeito(a)?” Nossa responsabilidade com o eleitor é a de que a política não deve abrigar aventureiros. Por isso, aqueles/aquelas que quiserem chegar à Casa Diogo de Braga através do nosso partido, encontrarão a formação necessária.

E é importante dizer que essa construção só foi possível com o apoio integral das lideranças da sigla que, para além do estímulo, nos proporcionaram suporte amplo e irrestrito. Nossa gratidão aos deputados federais Wolney Queiroz e Túlio Gadelha; ao deputado estadual José Queiroz; ao secretário estadual do partido, Welington Batista; entre outros.

Estamos em marcha, com inteligência e prudência.

Gustavo Leonel

Presidente municipal

PDT – Vitória de Santo Antão (PE)

Publicado em A Lupa | 1 comentário

Guilherme Pajé: um ano sem o “Comunicador do Frevo” – por Osman Prado.

No dia 1º de abril de 2019,  por volta das 21h,  nos deixava Guilherme Pajé -  "Comunicador do Frevo".  Na última quarta feira, 01 de abril de 2020, lembrei  da passagem do primeiro ano da  sua ausência entre nós.

Pajé,  se aqui estivesse, estaria satisfeito, completando 15 anos de programa na Rádio Tabocas FM. Seu programa,  "Sua Excelência o Frevo", sempre  das 10h às 11h,  na manha dos domingos. Durante oito anos atuei sonoplasta do seu programa.

Ainda não consegui esquecer: no fatídico dia derradeiro fui chamado, lá na rádio, para  ir até a sua residência, localizada à Rua Paes Cabra.  Lá chegando encontrei o amigo Pajé,  já sem vida, na cadeira. Tirei seu corpo e coloquei na cama. Na qualidade de sonoplasta do seu programa,  durante oito anos, tive com Pajé uma amizade intensa. Uma lembrança marcante e um aprendizado para toda vida. Viva o Frevo!!

Osman Prado.  

Publicado em A Lupa | 1 comentário

Restaurante Carnes & Galetos : SEU CHURRASCO – SEM SAIR DE CASA!!!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Pitú: DOSE DE PARCERIA!!!

Publicado em Anúncios, Sem categoria | Deixar um comentário

Grau Técnico oferece Ensino a Distância como opção para seus alunos!!!

Somando esforços no combate ao coronavírus e como forma de oferecer aos alunos uma oportunidade de continuar seus cursos nesse tempo de quarentena, o Grau Técnico está oferecendo a opção de Ensino a Distância. Com esta medida, os estudantes podem assistir às aulas  em qualquer hora e local, pelo celular, notebook, tablet ou computador. Esta alternativa estará disponível a  partir do dia 30 de março nas unidades do Grau Técnico que já iniciaram as aulas, sem custos adicionais para os estudantes. As aulas das turmas que ainda não tiveram início serão adiadas para o fim de maio, em data a ser confirmada, conforme orientações de cada Estado. O  Ensino a Distância é opcional e quem preferir pode continuar o curso presencialmente, assim que passar a situação emergencial de combate ao coronavírus.

As aulas são válidas para todos os cursos e serão correspondentes às disciplinas teóricas. A parte prática será feita na escola, após a normalização das atividades. O  material didático das aulas será disponibilizado de forma digital e, assim que possível, em forma de apostila.

Os estudantes que optarem pelas aulas a distância farão as provas de forma presencial, também quando as unidades voltarem às atividades normais. No dia a dia, eles podem contar como o apoio dos coordenadores pedagógicos, que estarão à disposição para orientar e esclarecer dúvidas por e-mail, WhatsApp e Portal Acadêmico, onde o aluno também pode confirmar sua opção pelo Ensino a Distância.

“O Grau Técnico preparou as aulas de Educação a Distância como alternativa para que nossos alunos não parem de estudar durante este período. Nós trouxemos todas nossas salas de aula para a internet, para os estudantes não percam tempo, em dias tão difíceis como estes”, diz Ruy Porto Carrero, presidente do Grau Educacional.

Maior rede de ensino técnico particular do País, o Grau Técnico é o carro-chefe do grupo Grau Educacional. Com mais de 60 unidades, presente nas cinco Regiões do País, o Grau Técnico oferece mais de 20 cursos nas áreas de saúde, negócios, tecnologia e indústria. Os cursos duram de um ano e meio a dois anos, com aulas três vezes na semana. O alunos recebem gratuitamente apostilas técnicas e contam com salas de aula integradas aos laboratórios.

Segundo Romero Porto Carreiro, franqueado de Caruaru, a ferramenta será importante para ampliar a chegada do grau em maiores escalas. " Caruaru por ser a Capital do Agreste pernambucano, acompanha a orientação do Grau Educacional, investindo no EAD, que vai  não só servir em tempos de crise, mas essa ferramenta oportuniza e democratiza o ensino técnico. Ajudando a chegar nossos cursos, nas vilas mais remotas do Agreste”.

A maior rede de ensino técnico do Brasil também garante seu espaço em Vitória Santo Antão, zona da Mata do Estado pernambucano. De acordo com Antonio Pereira Lins, franqueado da cidade, afirma que a novidade vem para consolidar as medidas em benefício ao aluno. “Na unidade de Vitória Sto Antão, estamos atentos a todas as necessidades dos nossos alunos. E o EAD vem pra somar esses esforços", enfatizou.

Também integra o Grau Educacional a franquia Grau Profissionalizante (antiga Nível A), fundada em 2015. "A escola da sua profissão", como é conhecida, possui completa estrutura voltada para a qualificação de mão de obra para o mercado de trabalho e conta com mais de 30 cursos profissionalizantes, rápidos e práticos, em áreas como corpo de bombeiro civil, cuidados de idosos, eletricidade, gastronomia, informática, manutenção de smartphones, mecânica de carros e de motos, e refrigeração, entre outras. Veja mais informações no site www.grautecnico.com.br

Publicado em A Lupa, Anúncios | 2 comentários

“A SAUDADE” FOI A MINHA ÚLTIMA MULTIDÃO – por Pablo Dantas.

E se a gente não se ver? E se o mundo parar? Vocês pensam nisso? Essa quarentena me colocou em outro lugar. Minha casa, hoje, é o mundo. Meus pais os únicos habitantes e um simples dominó virou um carnaval. A internet não é a salvação! Acho não. Tem filme, música e até gente pelada. Mas, essa não é a charada.

Como eu disse, "A Saudade" foi a minha última multidão. Depois de tanto ouvir que lá "a gente brinca melhor", fui conferir e fiquei espantado. Como pode tudo tão organizado? Penso que o senhor Zito Mariano deve estar feliz. Pilako é mesmo um grande maestro. Para quem o conhece de perto (ele é meu vizinho, inclusive), sabe que são meses de planejamento. Servem até gelo!

A Orquestra Super Oara tem um repertório brilhante. Eu cantei tanto que não dava tempo de beber. Encontrei Silvana, Márcio, Hérika, André, amigos queridos. Aplaudi os 70 anos do Instituto Histórico e me emocionei com a exaltação ao Clube Taboquinhas que se fez no percurso e no final do espetáculo. Foi um grande ato! A idade passa e a gente vai ficando mais seletivo, mais fresco. É melhor um lugar mais calmo, sem muita agitação, feito na Lanchonete/Bar de Manoel Peixe na 15 de Novembro. Pronto. Dois lugares incríveis para se divertir:  "A Saudade" e o "Bar de Manoel Peixe".

A charada é essa: a gente precisa de gente. Que volte logo o calor das ruas, a alegrias das festas e o nosso reencontro com a vida. Eu trocaria todo o meu pacote de internet por uma voltinha na Bela Vista. Você trocaria? Enfim... Obrigado, Célio Bisneto, pelo convite. Agora eu entendo que na Saudade a gente brinca melhor. Parabéns, Pilako, pela coragem e empenho. Vida longa! Xô coronavírus! Fica em casa! Saravá!

Pablo Dantas.

Publicado em A Lupa | 1 comentário

COVID-19: BRF – uma esperança para a população da Vitória de Santo Antão.

No conceituado blog do jornalista Jamildo Melo a notícia de que a BRF – uma das maiores companhias de alimentos do mundo –  promoverá doações na ordem de R$ 50 milhões em forma de alimentos, insumos médicos e apoio a fundo de pesquisa e desenvolvimento social, para contribuir com os esforços de combate aos efeitos da pandemia da COVID-19 mostra que nem tudo está perdido. Ainda segundo a aludida matéria, “a ação alcançará hospitais, Santas Casas, organizações de assistência social e profissionais de saúde nos estados e municípios em que a empresa possui operação”.

Vale destacar também, no que se refere à preocupação com o corpo funcional, relatado na matéria, a companhia está contratando mais de 2.000 pessoas, entre colaboradores próprios e terceiros, para manter a produção e o abastecimento e substituir os funcionários considerados do grupo de risco que foram preventivamente orientados a permanecer em casa.

Pois bem, todas e essas e outras providências que a companhia está tomando revelam uma  sintonia com o que ocorre no mundo e no Brasil,  em virtude da pandemia que estamos vivenciando nesse momento. Assim sendo, diante dessa espetacular iniciativa da BRF imagino que nossa cidade – Vitória de Santo Antão – também será contemplada com significativa ajuda, uma vez opera em nosso território uma das suas mais importantes unidades fabril.

Não custa lembrar que na nossa “aldeia” - e no seu entorno - não há um leito de UTI (adulto) para uma população estimada em 300 mil pessoas. Nossa rede pública de saúde não aguenta nem um "espirro", imaginar,  então,  esse tal de coronavirus!

Na qualidade de nativo  – mais ou menos informado - acredito haver chegado a hora e o momento da referida companhia “abraçar” nossa cidade, até porque  há mais de uma década operando  em nosso solo certamente  ainda desconhece as boas causas antonenses. Possivelmente não sabe que a Vitória tem imprensa, que também tem grupos artísticos, um Instituto Histórico, um Glorioso  Padroeiro que se chamada Antão, um carnaval secular e etc.

Concluo, lembrando: “quem não vem pelo amor, vem pela dor”. Na qualidade de população, carente, antecipadamente, agradecemos pela mão estendida nesse momento de calamidade pública e caos mundial. Como diz o grupo musical Titãs, “A gente não quer só comida -  A gente quer bebida - Diversão, balé -  A gente não quer só comida -  A gente quer a vida -  Como a vida quer....

Publicado em A Lupa | 1 comentário

VÍDEO OFICIAL DA SAUDADE – CARNAVAL 2020.

 

TUDO ISSO VAI PASSAR!!! EM BREVE, O ABRAÇO APERTADO VOLTARÁ A SER A MELHOR FORMA DE CELEBRARMOS A VIDA... NA SAUDADE, A GENTE BRINCA MELHOR!!!

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Eleições 2020: se as eleições forem adiadas para 2022 quem ganha e quem perde no xadrez eleitoral vitoriense?

Em tempos de pandemia do coronavirus, em terras tupiniquins, existe um segmento que anda tão agitado que mais parece linha de produção do álcool gel. Iniciando a última semana para o prazo final das chamadas filiações partidárias – aos que desejam disputar em 2020 – o mercado da política, nos mais de cinco mil municípios brasileiros, através das siglas partidárias até a próxima sexta (03), deverá fechar mais essa etapa do calendário eleitoral.  Na República da Cachaça – Vitória de Santo Antão – os bastidores de reunião políticas, até lá,  certamente não irão cumprir as determinações numéricas para aglomeração de pessoas,  conforme decretos estadual e municipal em voga.

Para colocar mais dúvidas no já pantanoso terreno do “mercado futuro eleitoral”, existe um debate posto na imprensa e no Congresso Nacional propondo um adiamento das eleições municipais que seriam realizadas no primeiro domingo de outubro (2020).

Sem querer adentrar na parte técnica/jurídica da questão em tela (adiamento das eleições municipais), até porque não é um troço tão simples como descascar uma banana madura, apenas para exercitarmos nossos sentidos,  nesse marasmo de quarentena, imaginemos que o pleito de 2020 sejam realmente realizado conjuntamente em 2022, quando já teríamos, então, eleições para presidente, governadores, senadores, deputados federal e estadual e também, acrescentaríamos,  prefeitos e vereadores.

Pois bem, daqui para frente estamos  apenas criando um cenário hipotético. Algo que ainda não foi decidido. Para tanto se isso realmente acontecer – eleições gerais em 2022 – os atuais mandatos de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores teriam que ser obrigatoriamente prorrogados por mais dois anos. Imagino que, após prorrogação,  prefeito com 10 ou 6 anos consecutivos, sentados na cadeira,  não teriam direito a disputar o mesmo cargo novamente.

Trazendo para o caso concreto da Vitória de Santo Antão o prefeito Aglailson Junior não poderiam disputar nem indicar um parente (esposa, filho, irmão e etc). Mas ele poderia disputar um mandato para deputado federal – já que o filho seria estadual. Para tanto, o mesmo (Junior) teria que obrigatoriamente se desincompatibilizar do cargo.  Nesse contexto, assumiria a prefeitura, por alguns meses, o vice, Doutor Saulo. Dúvida: Saulo poderia ou não disputar um mandato de prefeito, já que o referido cargo ele não disputou?

Dentro desse mesmo raciocínio (hipotético), pelo lado "amarelo" o deputado Joaquim Lira estaria mais maduro e certamente seria ungido pelo pai para a disputa majoritária. Para “segurar” o assento da Assembleia Estadual, certamente, o próprio Elias Lira, já com 83 anos, cumpriria essa missão. Certamente como o Aglailson Junior colocaria um candidato “meia-boca” para disputar,  o vice de Joaquim  poderia ser Ozias Valentin  ou mesmo o Paulo Roberto. Nesse caso, o federal do grupo, com toda certeza,  voltaria ser o “titular da posição”, ou seja: André de Paula.

 

Pelo grupo “verde”, por assim dizer, imagino que o atual deputado estadual, Henrique Filho tentaria a reeleição, e o seu irmão, Carlos Henrique,  disputaria uma vaga na Casa Diogo de Braga. O velho Queiroz, nesse cenário,  perderia, mais uma vez, a possibilidade de disputar a prefeitura local com reais condições de vitória, já que o primo aliado, o atual prefeito, não iria dá a devida carga nele para não acabar “agasalhar” uma cobra para lhe morder depois - é assim que os políticos raciocinam...

No que se refere ao futuro político do jovem André Carvalho, o adiamento do pleito de 2020, inicialmente, poderia encurtar suas opções. Mas ao longo do processo, com a hipótese do mandato de prefeito ser de cinco anos sem direito à reeleição, o mesmo teria espaço e tempo para crescimento e ascensão plena no xadrez político local já que -  por esse  novo cenário - não haveria a possibilidade dos políticos com assentos no parlamento disputarem a majoritária sem rico de perder  “seu lugares” nas assembleias legislativas.

Para os atuais dezenove vereadores da Casa Diogo de Braga,  com  a prorrogação dos mandatos até 2022,  seria mesmo que um presente “gordo” de Papai Noel. Mais dois anos de "mão beijada", ou seja metade de um mandato com zero de investimento. Já para os candidatos sem mandatos e com chances de “chegar”,  não haveria outra opção. Teriam que desmontar o “circo” e esperar dois anos por trás das cortinas  para só depois subir ao picadeiro novamente, na tentativa de animar a plateia cansada das mesmas piadas sem graças.

Evidentemente que tudo isso se fixa no campo da hipótese. Mas enquanto o jogo atual segue “vivo” até a próxima sexta (03), com os atos de filiações partidárias, o melhor  mesmo é correr, para poder não partir para a atual disputa – eleições municipais 2020 – em desvantagens reais!!

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Fake News – Novo da Banca: o conteúdo é único, a interpretação é livre!!

Em tempos de quarentena ficar em casa é a recomendação das autoridades sanitárias nos cinco continentes. Nesse contexto, porém, através dos programas televisivos, nos mais diversos canais nas redes sociais, artigos em jornais e etc somos bombardeados com inúmeras sugestões para “matar o tempo”.

Na verdade, não existe uma “receita” pronta e acabada para todos. O momento é  “sui generis” e algo nunca antes imaginado. Aliás, cada qual deve usar o seu tempo da maneira que mais lhe convier. Isso é problema de cada um!!! Não custa nada lembrarmos o provérbio que diz: “mente vazia, oficina do diabo”.

O poeta inglês William Cowper, que nasceu no século XVIII (1731–1800), fez a seguinte afirmação: “falta de ocupação não é repouso; uma mente absolutamente vazia vive angustiada”.

Pois bem, na manhã da última quinta-feira (26), através do Whatsapp, recebei um vídeo e uma frase,  sugestionando, antecipadamente,  uma interpretação  que ganhou repercussão na cidade  por se tratar de um político bastante conhecido. Em filme caseiro o vereador Novo da Banca fala da sua dificuldade para manter-se em casa, como sugerem as autoridades sanitárias.

Perguntado como se sente nesse momento (pandemia – quarentena), ele responde de maneira  simples e objetiva: “ me sentido um prisioneiro domiciliar”.  Algo, convenhamos,  que  expressiva o sentimento da maioria da população brasileira,  nesse momento. De maneira aberta e sincera, completa: “se eu for contabilizar as vezes que eu entrei aqui (piscina), nos últimos três dias, superam os anos de 2018 e 2019”.

E eu pergunto: alguém sabia que na casa de Novo da Banca tinha piscina? Sou seu “amigo no facebook”, por exemplo, e  nunca vi uma postagem dele na beira da sua piscina. Ou seja:  nesse sentido, nunca vi o mesmo com qualquer tipo de ostentação!!

Ao revelar sua preocupação em não engordar, acredito ser a mesma de muita gente, principalmente os que já passaram das cinco décadas de existência e que preza por uma saúde equilibrada.

Em ato continuo,  ao falar no “caroço de jaca”, talvez poucas pessoas saibam que o Novo teve uma infância pobre -  juntamente com uma penca de irmãos,   sob o comando de “Dona” Inês -   enfrentando  muitas dificuldades, inclusive ao que se refere o pão nosso de cada dia. Eu pergunto novamente: qual é a “vantagem” social em dizer que  já comeu caroço de jaca? Se fosse pelo menos camarão ou lagosta, tudo bem!!

O vereador Novo da Banca também revelou no vídeo que precisa "sair,  ganhar o mundo” para realizar suas atividades rotineiras, algo que faz dele um trabalhador como outro qualquer, afinal quem não está precisando e querendo trabalhar?

Não posso afirmar, mas acredito que a mente diabólica que escreveu a frase que dá “título” ao vídeo – “Vereador novo da banca tirando sarro da cara do pobre” – e que induz os incautos a entender como um DEBOCHE, certamente não gostou quando o vereador Novo revelou que seus familiares – por zelo e cuidado – não estão deixando o mesmo sair de casa,  por correr o risco de ser contaminado com o vírus COVID -19

Esse trecho, no qual fica implícito que o vereador tem uma base familiar solida e estruturada,  certamente deve haver despertado a ira dos que tem a mente diabólica, algo tão comum nesse mundo da política. Não tenho dúvida que toda essa “malandragem” na contextualização e divulgação da referida mensagem partiu de uma pessoa do meio político,  que são não suporta  constatar a paz alheia - PENSE NUM AMBIENTE TÓXICO!!

Em política, um dia se ganha e noutro poderá se perder - algo que nunca aconteceu com Novo (derrota eleitoral). Não estou autorizado a defendê-lo.  Se nesse momento o faço é por uma questão de justiça, até porque, desse tipo de maldade - Fake News - qualquer um de nós estamos sujeitos. Quando perdemos a capacidade de se indignar com as injustiças alheias, somos jogados na vala comum dos indiferentes.

Novo da Banca pode ter todos os defeitos, mas nunca o da ostentação!! Nunca se apresentou, em lugar nenhum,  de maneira ESNOBE. Muito pelo contrário: ao longo da vida, ascendeu financeiramente e mesmo assim ainda preserva, por assim dizer, costumes, amizades e larga sintonia com suas origens.

Concluo dizendo ao vereador Novo da Banca: não se preocupe com a repercussão do vídeo. As pessoas que lhe conhece, sabe quem é você. Seus eleitores sabem exatamente porque votam em você. Nesse episódio, você é mais uma vitima dos produtores dessa praga moderna que atende pelo nome Fake News....Você estava no vídeo, dentro da piscina, mas o conteúdo jamais teve a intenção de tirar sarro da cara de quem quer que seja!!

Publicado em A Lupa | 3 comentários

COVID – 19: sintonia católica…..

(Vitória de Santo Antão, 28 de março de 2020 – 22:14h) A emblemática imagem do Papa Francisco na Praça de São Pedro, vazia, repercutiu no Mundo. Suas múltiplas interpretações não esconde a gravidade do momento. Em oração,  o Pontífice encorajou o engajamento de todos na luta contra essa pandemia global que atende pelo nome de coronavirus.

Distante territorialmente, mas dentro da mesma sintonia, nossas lentes registraram na tarde de hoje (28), às 17:15h, a Matriz de Santo Antão numa rotina diferente. Com a proibição das celebrações, em função da aglomeração de fiéis, a manifestação solitária no templo passou a ser o conforto necessário aos que tem fé.

O momento, assim como no entorno do planeta terra, já que o torrão do Glorioso Santo Antão  configura-se  como referência de centro – pelo menos para mim -  também é delicado e sugere orações, coragem, fé e reflexões.

Publicado em A Lupa, Vitória Ontem e Hoje | Deixar um comentário

COVID -19: mudança de postura no atendimento, já!!

(Vitória de Santo Antão, 27 de março de 2020 – 23:10) Aos poucos a “ficha” está começando a cair. Governos nos quatro cantos do mundo anunciam pacotes fiscais para atenuar os gigantescos efeitos da pandemia,  que atende pelo nome de CORONAVIRUS. No Brasil, após piadas e pronunciamento desfocado do presidente Jair Bolsonaro, surge alguma luz no final do túnel na direção dos mais impactados pelos efeitos colaterais das paralisações.

Na nossa “Aldeia” – Vitória de Santo Antão – os chamados serviços essências funcionam e os não essências do centro pararam, mas os pequenos negócios dos subúrbios "pulsam", mesmo que timidamente. É possível se ver ações de enfrentamento ao contágio do vírus por parte de algumas empresas. Um supermercado, por exemplo, adaptou uma pia lavatório na entrada do estabelecimento, com sabão e toalha de papel para os clientes fazerem  a devida higienização das mãos. Já por parte das agências bancárias, até o presente momento, não vi nenhuma modificação significativa nesse sentido, ou seja: mudança de postura, acolhimento e sensibilidade ao delicado momento.

Na noite de hoje (27), por exemplo, por volta das 18:30h,  nossas lentes registraram a interferência da Polícia Militar junto aos clientes da agência da Caixa Econômica Federal, localizada na Avenida Mariana Amália, principal corredor bancário da cidade. Aliás, contrariando todas as orientações das autoridades sanitárias, desde logo cedo e ao longo do dia é possível enxergar um “amontoado” de pessoas na referida agência bancária sem que a mesma seja sensível ao momento,  no que se refere à mudança na forma do atendimento presencial em função da pandemia.

No nosso país - em tempo normais -  o seguimento bancários voa em céu de brigadeiro. Pouca concorrência, cobrança dos juros mais alto do mundo, péssimo atendimento, lucros estratosféricos e etc. As autoridades locais precisam cobrar das agencias bancárias vitorienses novas posturas no tratamento com as pessoas nesse momento tão delicado de incertezas oceânicas.

Publicado em A Lupa, Vitória Ontem e Hoje | Deixar um comentário

COVID – 19: outra cena para entrar no cardápio dantesco da nossa história.

(Vitória de Santo Antão, 26 de março de 2020 – 23:35h) No compasso global e nacional o cotidiano da nossa aldeia – Vitória de Santo Antão – segue estranho aos dias normais, por assim dizer. Registramos hoje, por volta 19h, o  Pátio do Livramento. Tudo lento e silencioso. Indiferente e alheio ao tal coronavirus só o Anjo, no alto do seu pedestal, de costas para o problema.

Esse silêncio ensurdecedor causa medo, pavor e dúvidas. A população continua assustada! Nada se compara, evidentemente, ao pior momento coletivo já vivido pelos antonenses. Na bucólica e nova cidade da Vitória (1843), logo nos primeiros anos da segunda metade do século XIX, a então “metrópole” conheceu o inferno, em função da cólera. Entre outras cenas dantescas, os registros descrevem fogueiras acesas,  dias e noite, na queima de alcatrão para vencer o mal,  que tinha como aliado as poucas informações das autoridades de então. Resumo da macabra ópera: inúmeras vidas ceifadas e o pior momento já vivido pela população,  na terra desbravada pelo português Diogo de Braga.

Na inquietante trilha global, na qual estamos vivenciando agora, no último ano da segunda década do século XXI, a vida também não está fácil, sobretudo aos pertencentes das camadas menos abastardas financeiramente. O isolamento social,  regulamentado através dos decretos estaduais e municipais,  implica deixa de trazer o pão nosso de cada dia para dentro de casa.

Nas primeiras horas do dia a cidade ainda “se move”, mesmo que homens protegidos sejam vistos aspergindo  produtos químicos sob vias urbanas, logradouros e bancos de praça, em pleno centro comércio, na tentativa de  combater o invasor invisível. Não bastasse todas incertezas, outra cena para entrar no cardápio dantesco da nossa história.

Publicado em A Lupa, O Tempo Voa Documento, Vitória Ontem e Hoje | Deixar um comentário

COVID-19: Bolsonaro, vamos ficar em casa……….

(Vitória de Santo Antão, 25 de março de 2020 – 22:09h) E quem disse que seria fácil? Se para um determinado grupo social - com sua finanças equilibradas -  ficar confinado em isolamento social, ao lado da família,  não tem sido algo palatável,  imaginar, então, o turbilhão de variáveis e problemas que eclodem dessa complexa  e planetária equação, que atende pelo nome de NOVO CORONAVIRUS,  nos proporcionam uma espécie calafrio mental.

Nessa pandemia sem precedentes na história humanidade, em que o monitoramento constante se faz necessário espiar muito além do nosso quintal, após o “desfocado” pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, ocorrido na noite de ontem (24), poderíamos dizer que o Brasil inaugurou uma fase delicada e perigosa nesse momento crucial no concerne às ações de combate a pandemia.

“Não se faz omeletes, sem quebrar os ovos”! O Brasil é um país de dimensões continentais. Temos realidades sociais - regionais - com acentuadas diferenças. Respeitando as macrodecisões, por assim dizer, aqui e acolá, pode e deve-se apertar ou afrouxar algumas recomendação, mas nunca sem deixar de levar em considerações as questões técnicas.

No meu modesto entendimento, daqui do centro meu mundo – Vitória de Santo Antão – imagino que as questões políticas – intrigas do passado e ocupação de espaço no xadrez eleitoral de 2022 – começaram contaminar as medidas sanitárias que deveriam ser,   em princípio,  saneadoras.

Liderança não está à venda na bodega da esquina. O estilo de fazer política do presidente de todos os brasileiros,  Jair Messias Bolsonaro, eleito no jogo democrático, desde o primeiro dia do seu  governo,  o mesmo continua apostando  no formato do aprofundamento das questões ideológicas cujo objetivo principal,  se imagina, configura-se  na preservação do seu quinhão eleitoral,  mesmo que para tanto verdades cientificas sejam confrontadas.

Imagino que nessa mais nova “muvuca” criada pelo presidente,  aconselhando à população relaxar o isolamento social, proposto pelas autoridades sanitárias do mundo inteiro, ao invés de aderência eleitoral à sua imagem o mesmo tenha angariado mais rejeição, sobretudo no conjunto dos mais de 57 milhões de eleitores que sufragaram o seu nome no pleito próximo passado.

Assim sendo, pedir ao presidente Bolsonaro para ficar em casa teria basicamente dois objetivos: não se expor, pois ele faz parte do grupo de risco,  assim como não atrapalhar a equipe técnica sanitária do seu governo, sob o comando do equilibrado e aparentemente pacificador ministro da saúde, Luiz Henrique Madentta,  que,   em poucos dias de extrema exposição na mídia,  já demonstrou possuir um  estoque razoável  de  liderança e um latim aprumado  e agradável que pode haver despertado no seu chefe uma espécie de ciúme incontrolável. Apenas reforçando: Vamos Ficar em Casa........

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Covid 19 – como isso vai ficar?

(Vitória de Santo Antão, 23 de março de 2020 – 16:10h) A partir de hoje estou mudando a rotina do blog. O momento exige. Na medida do possível, a porque as coisas estão mudando com a velocidade dos acontecimentos,  estaremos contribuindo com a informação segura. Por voltas 10 horas da manhã de hoje, registramos um panorama do movimento no comercio a partir da Praça Duque de Caxias.

Na tarde de ontem, domingo, dia 22, registramos um panorama do Pátio da Matriz, por volta das 17:40h. Sempre bem movimentado e concorrido nas tardes de domingos, o referido local estava deserto. Algo também ocorrido na noite anterior (sábado), conforme registros do jornalista Márcio Souza.

Também na noite do sábado, dia 21, vídeos circularam na internet dando conta da interferência policial no sentido de “recomendar” os poucos moradores que teimavam permanecer no “Parque da Bela Vista”.

Decretos estaduais e municipais em vigor proíbem o funcionamento de várias atividades – escolas, comércios e etc – excetuando atividades consideradas essenciais. Notas oficiais – que circulam na rádio, carro de som e internet – estimulam as pessoas a não saírem das suas casas.

Em novo pronunciamento, no final da manhã de hoje, o governador Paulo Câmara determinou contratação de novos profissionais de saúde, à proibição de reuniões (aglomeração)  com dez pessoas e à proibição do serviço de mototaxis, algo que contrapõe frontalmente à regra básica de distância regulamentar mínima entre as pessoas.

Nossa cidade, Vitória de Santo Antão, segue, assim como o Brasil e o resto mundo, agonizando e ansiosa em busca de respostas. Até o presente momento a pergunta que mais se escuta é: como  isso vai ficar?

Publicado em A Lupa, Curiosidades Vitorienses, O Tempo Voa Documento | Deixar um comentário

COVID – 19: É Tempo de Serenidade!!!

Em meio a esse momento nunca antes imaginado, chegamos numa sexta-feira atípica. Todas as boas e prudentes recomendações apontam na direção do lar. Daqui, da nossa Vitória de Santo Antão – centro do meu mundo -, sigo atento aos movimentos mundo afora,  no que se refere à escala do covid-19 e os seus impactos nas mais diferentes comunidades e segmentos.

Ao circular pelas ruas da nossa cidade, nos últimos dias, observamos no semblante da expressiva maioria das pessoas fisionomias em forma de interrogação. Há, de fato, muito medo e incertezas nas pessoas. No Pátio da Matriz, ontem (19), perguntou-me um ambulante conhecido: “Pilako, tu acha que vou ser proibido de vender minha mercadoria pelas ruas?”. Tranquilizei-o, dizendo: NÃO!! Mas mesmo que ele não seja impedido, como o próprio irá negociar se as ruas seguem  cada dia mais desertas......

Filosoficamente falando, nesse mundo pós-moderno e globalizado, até o nosso instinto mais primário  – sobrevivência  – parece ter ficado em segundo plano. Antes de viver ou morrer, algo natural em qualquer espécie, agora, a preocupação do sujeito é como serão os próximos dias, sem comprar, vender, pagar, receber e etc. Tudo isso se apresenta, principalmente aos mais vulneráveis, como algo muito mais urgente do que o próprio risco da contaminação.

Não obstante as implicações e impasses gigantescos, tais como fechamentos de aeroportos, portos e fronteiras, incapacidade gerencial da rede hospitalar em todos os países, no caso de uma contaminação fora de controle, desabastecimento  e etc  acredito que dentro da cabeça de um bom número de pessoas o pânico, por não conseguir conviver com todas essas incertezas, talvez seja o mais inquietante. Cada cabeça se configura como "um mundo" diferente. Imagino todos nós, sobreviventes, contando tudo isso num futuro não muito distante.  Sairemos mais fortes.......

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Já circulando a mais nova edição do Jornal da Vitória!!

Publicado em A Lupa, Anúncios | Deixar um comentário

Momento Cultural: FORÇA ESTRANHA – por Adjane Costa Dutra

Imagino nas imagens espelhadas no tempo e no vento,

forças estranhas a percorrerem o espaço…

Do ar que eu respiro,

Do mar por onde piso…

Imagino imagens soltas e desconexas ao vento.

Imagino as pessoas, do que possam imaginar:

Dos instantes da vida.

Imagino os pensamentos soltos a evolarem como imagens;

simples imagens.

Imagino forças estranhas…

Estranho nas estranhezas e sutilezas dos amores falsos,

dos falsos amigos.

Imagino nas teias de uma rede feita por aranhas.

Imagino a melodia que estou a ouvir.

Imagino todos os meus sonhos soltos, dispersos como simples

castelos de areias.

Imagino o que eu escrevo e a fonte de inspiração que jaz numa

lápide fria dos meus sonhos.

Morreram sepultadamente:

sentimentos, esperanças, amores, dores,

e até a força estranha do que não imagino.

(TAPETE CÓSMICO – ADJANE COSTA DUTRA – pág. 47).

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim

A Pandemia provocada pelo COVID-19 (denomidado SARS-CoV-2) é uma realidade no nosso país. A imprensa falada e escrita está, a todo momento, noticiando a incidência de novos casos da doença, ratificando o potencial de disseminação rápida do vírus.

Nesse sentido, com o intuito de preservar a incolumidade de todos e, ainda, considerando o Decreto nº 012/2020, de 16 de março de 2020, baixado pelo Executivo Municipal da Vitória de Santo Antão, informamos que suspenderemos as aulas, a partir de amanhã, 17.03.2020, com previsão de retorno para o dia 31.03.2020.

Para atender a eventuais demandas de urgência, disponibilizamos o nosso telefone fixo: 81.3523.1559 e o celular: 81.9.8811.1559 (também whatsapp). E-mail: atendimento@escolhafamam.com.br

 
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Festividades de Inauguração (1973).

Festividades de inauguração em Vitória. Entre outros: Dr. Ivo Queiroz, João Cleofas de Oliveira, Barreto e o Governador Eraldo Gueirros – Foto registrada  em 03 de Agosto de 1973.
Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

DOCE DE BANANA E PAU DE CANELA – por Sosígenes Bittencourt.

De manhãzinha, minha mãe manifesta o desejo de confeccionar um doce de banana. O doce é temperado com pau de canela. Aí, eu me apronto e vou comprá-lo no mercadinho do bairro. Tomo banho, boto perfume, costume antigo. Empertigado, decidido, vou desfilando pelas calçadas, narrando, em solilóquio, tudo que faço.

– Bom dia. Tem pau de canela?

O funcionário vai na frente e eu vou atrás, percorrendo o corredor de gôndolas.

– Quanto é o saquinho?

– Oitenta centavos, professor.

– Dê-me dois. (Relembrando que não se inicia frase com pronome oblíquo) Dirijo-me ao balcão de frios e pergunto a um determinado cidadão: – O nome disso é pau de canela ou canela em pau?

Risadagem geral.

No momento da manufatura desta narração, o doce já está pronto, e a casa incendiada do aroma da guloseima, poética de ternura.

Feliz de quem pode desfrutar do tempo para escrever ou saborear uma leitura no mundo tão amargo e sem ternura que estamos vivendo.

Adocicado abraço!

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

“Vida Saudável” na voz de Nildo Ventura e arranjos de Ery Melo.

Música VIDA SAUDÁVEL, de Aldenisio Tavares, na voz de Nildo Ventura, com arranjos de Ery Melo, o grande encontro de compositor, interprete e arranjador. [powerpress url=../mp3/vidasaudavel.mp3] Gostou da música? – Baixe a MP3 Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Tempo Voa Documento – PERCALÇOS E IDEALISMO – Luis Nascimento.

Revirando meus arquivos encontrei um “desabafo” de senhor Luis Nascimento,  em artigo escrito para a Revista do Instituto Histórico,  por ocasião das comemorações do Centenário da Imprensa local (1866 – 1966),  que bem reflete o sentimento daqueles que fizeram e faz imprensa na nossa Vitória de Santo Antão. Vale a apena ler:

PERCALÇOS E IDEALISMO

A imprensa vitoriense sofreu, desde 1866, todos os percalços, dificuldades e inglórias inerentes à espécie. Viveram seus periodistas, por outro lado, os momentos culminantes da criação do jornal e da enunciação de ideias e programas, junto ao desejo de ser útil a comunidade, de consertar os erros do mundo e apontar os caminhos certos.

Continuaram eles, neste século, a amar e a sofrer, teimosamente, jungidos a um ideal, à missão de informar, de aparecer, de transmitir um pensamento, um verso, uma página literária.

Ultrapassou a casa dos trinta o número de publicações da grande família da imprensa dadas à circulação, de 1866 a 1899, na Vitória de Santo Antão. No cômputo geral dos cem anos hoje completados, subiram a mais de 170, de todos os gêneros, de vida intensa ou efêmera, fazendo surgir jornalista a granel, muitos deles perdendo o título rapidamente, outros altanando-se no conceito da imprensa regional ou nacional.

Esta terra de tantas tradições históricas tem, indubitavelmente, a primazia da imprensa no interior do Estado, uma primazia que honra Pernambuco, do mesmo modo que a imprensa de Pernambuco honra o Brasil.

Luis Nascimento Originalmente publicado na REVISTA DO INSTITUTO HISTÓRICO DA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO – 1968.

Publicado em Curiosidades Vitorienses, Editorial, Hoje na História, O Tempo Voa Documento | Deixar um comentário