Lions Clube promoveu solenidade festiva.

Na noite de ontem (12) aconteceu reunião festiva, relativa ao mês de dezembro,  promovida pelos Lions Clube Centenário. O encontro ocorreu na sua sede, localizada no bairro da Bela Vista. Com programação movimentada a pauta do evento contou com premiação de concurso, palestra, tomada de posse de sócio e um jantar de confraternização.

Na qualidade de palestrante o evento recebeu  uma das maiores autoridades do movimento leonístico do Nordeste. O senhor Luis Carlos Feitosa além de realçar a missão da entidade no cenário internacional transmitiu os números contabilizados das ações já realizadas, ao passo que elencou novos programas de campanhas e metas,  no que se refere ao trabalho filantrópico desenvolvido pela entidade.

Ao final do evento,  sócios e convidados participaram de um jantar de confraternização.

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Viva o Rei do Baião – Luiz Gonzaga…..

Se vivo estivesse, hoje, 13 de dezembro 2018, estaria completando 106 anos. O Rei do Baião, Luiz Gonzaga foi dessas figuras que não aparecem todo dia. Em se tratando de Brasil, um país marcado por uma das maiores desigualdade social do planeta, “Seu” Lula, como muitos lhe chamavam, foi um alento de esperança para os pobres e excluídos nordestinos, um quase santo.

Do ponto de vista musical, Luiz Gonzaga foi um revolucionário. Com seu estilo próprio, antes descriminado na região sulista, ganhou espaço, fama e dinheiro e ainda acalentou e deu esperança aos -  assim como ele -  retirantes da Região Nordeste que se aventuraram em terras alhures.

Do seu terrão o Gonzagão cantou de tudo. Dos costumes ao desespero, da fé aos folguedos, da bravura à humilhação. Como bom filho, depois de “ganhar” o mundo, ele voltou para perto do seu povo e da sua gente. Luiz Gonzaga foi fiel às origens. Defendeu suas raízes. Ele modificou o mundo sem perder a sua essência. Algo que vai muito além dos simples mortais.

Mas, como diz  o compositor antonense Aldenisio Tavares, em uma das suas músicas, “O Nordeste Mudou”. Pegando carona,  eu acrescentaria: uma história antes,  e outra depois do velho Lula.

Publicado em A Lupa | 2 comentários

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Meu povo, alguém sabe como que se fala resenha em japonês? Nosso estimado Claudiano Monteiro decidiu inovar no tira-gosto, aí pediu um sushi caprichado e botou a pituzinha no meio dessa experiência gastronômica. Sabe viver, o cabra.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Máquina Teatral: Alice – Teatro Silogeu – 15 e 16 – 18hs

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Cultural: LEI DE ANALOGIA – por MELCHISEDEC.

Ponto de semelhança entre coisas diferentes. É a preponderância de uma forma sobre outra, habitualmente associada ou aproximada. Parte do princípio de que havendo identidade de razão, deve haver a mesma disposição.

Esta Lei manifesta-se numa certa correspondência ou analogia entre as manifestações de vários planos de atividade cósmica. É fato realmente verdadeiro, de que o que está em baixo, é como o que está em cima e o que está em cima é como o que está em baixo, para fazer o milagre de uma só coisa.

Como todas as coisas procedem do Uno por intermédio da unidade, assim todas as coisas nasceram dessa coisa única por adaptação. Podemos verificar a veracidade dessa Lei pela analogia existente entre um sistema atômico e um Sistema Solar ou a analogia entre os ciclos da vida da Natureza. As mesmas Leis que governam a ameba, são as mesmas que governam a Natureza, a atividade do homem e dos outros seres superiores. A essência da matéria é a mesma da energia e da mente. Baseado no aforismo hermético: “Assim como é em cima, é em baixo” e, pelo axioma arcano: “Por um se conhece o Todo”, concluímos que assim como o Sistema Solar pode ser conhecido pelo estudo cuidadoso dos átomos e moléculas, assim os planos mais altos do Ser podem ser estudados através de um exame dos mais baixos planos que se manifestam entre nós. Depois de descobrir a operação de certos princípios numa coisa, podemos com segurança, raciocinar, que esses princípios existem noutras coisas sobre um plano maior e assim conhecemos a natureza do desconhecido. Pelo estudo da monera (organismo primitivo do ser vivo) se chega a conhecer os Arcanjos, baseado tão somente no princípio cósmico de que se deve encontrar em cada coisa, substância ou corpo, movimento, energia ou consciência. Assim os antigos ocultistas supunham haver em cada coisa, sobre um plano desconhecido, três grandes formas de manifestação.

(VERDADES FUNDAMENTAIS – MELCHISEDEC – pág. 11 e 12).

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Vitória Park Shopping Vitória.

Acompanhe o horário especial que o #VPS preparou para você! As Lojas Americanas, Riachuelo, Marisa e Lojas Emmanuelle estarão em horário estendido para melhor atende-lo. O horário estendido será facultativo para as demais lojas.
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Apresentação Cívica no Colégio Nossa Senhora da Graça (1973).

Foto registrada no Auditório do Colégio Nossa Senhora da Graça em 1973, durante apresentação cívica dos alunos. 
Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Grau Técnico Vitória.

O Grau Técnico, a maior rede privada de ensino técnico do Brasil, é a Instituição que prepara você para você para atuar e ser bem-sucedido no mercado de trabalho.
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

DESEJO E BOM-SENSO – por Sosígenes Bittencourt.

O homem não deseja o que é Bom e Belo, ele deseja um objeto. Portanto, é preciso avaliar o que se deseja, pois desejo não tem bom-senso. Ou seja, uma vez satisfeito o desejo, o que se desejava não passa a ser aquilo que se quer. Por exemplo, desejar chocolate não significa querer chocolate. Pelo contrário, depois de matar o desejo, o que você mais queria era não desejar chocolate. Todo viciado deseja aquilo que o prejudica, porque não tem controle sobre o que deseja. A diferença entre o remédio e o veneno está na dosagem. O casamento não dá certo porque você deseja a pessoa que não quer.

Indesejável abraço!

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Querida Cidade na voz de Carlinhos.

CARLINHOS canta a música QUERIDA CIDADE de TONY AMORIM. [powerpress url=../mp3/carlinhos.mp3] Gostou da música? – Baixe a MP3 Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Gabinetes parlamentares: os que realmente trabalham são os que ganham menos….

Na esteira da Operação Lava Jato, aos poucos, o Brasil segue mudando. Se antes era tabu falar na devolução de parte dos salários dos funcionários contratados pelos parlamentares, hoje, o tema ganhou relevo. Até os “portões” dos imponentes prédios dos poderes legislativos,  das três esferas governamental do País – municipal, estadual e federal -,   sabem muito bem que a  “jogatina”  acontece em praticamente todas as casas legislativas,  nos mais de cinco mil municípios brasileiros.

Certa vez, em defesa de um operador do então PMDB,  na esfera federal, um advogado disse em alto e bom som: “nenhum prefeito do Brasil coloca uma pedra de calçamento sem antes fazer um acerto”. Moral da história: não apareceu nenhum chefe do executivo para contesta-lo!!

Com relação aos parlamentares brasileiros – vereadores, deputados estaduais e federais e senadores - não se pode jogar todos na mesma vala, mais o esquema é  sabido e convive....Acontece mais ou menos assim:

Nos gabinetes os funcionários de verdade - que dão expediente todos os dias – são os que aparecem com os menores salários. Já os que não “batem um prego numa barra de sabão” aparecem no topo da lista salarial com os maiores vencimentos e vantagens. Moral da história: eles ficam com um certo percentual do salário e devolvem o "resto" (dinheiro) ao operador que, evidentemente, ao final, vai parar no bolso do chefe. Esse esquema é o basicão......

Mas existem muitos outros formatos que também são praticado. As notas fiscais frias, locação de automóveis de mentirinha  e etc.  Ou seja: fora a merreca que é repassada para os  “laranjas”  praticamente todos os valores destinados aos gabinetes  - penduricalhos -  vão parar na “gaveta de pano” do parlamentar....

Tomara que essas operações não parem e sigam na direção das assembleias estaduais e câmara de vereadores..........

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Pedro Ferrer e as obras de Luiz Ferrer na cidade mineira de Juiz de Fora.

Desde o último sábado (08) o amigo presidente do Instituto Histórico da Vitória encontra-se na cidade do Rio de Janeiro. Com esposa, Ivanete, foi comemorar a passagem dos 80 anos de uma das irmãs que lá reside. Inquieto por natureza aproveitou o Pedoca para dá um pulinho ao município mineiro de Juiz de Fora,  para contemplar e fotografar as três obras de arte, lá eregidas,  confeccionada por seu tio escultor - o artistas Luiz Ferrer .

O Luiz Ferrer – irmão de “Seu” Ferrer – faleceu em 1960, aos 54 anos no auge da sua carreira artística. Seus trabalhos estão espalhados pelo Brasil. Aqui, na Vitória, suas digitais artísticas também estão materializadas  em peças do acervo do Instituto, no monumento da Praça Duque de Caxias e até,salve engano, na primeira peça (um leão) do Clube Abanadores “O Leão” que ornava a entrada principal da sua sede – em cima da marquise.

Em breve, certamente, o professor Pedro Ferrer, tal como fazendo com outros nomes,  fará um trabalho inventariando o conjunto artístico desse antonense que se destacou na sua área de atuação.

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Se o cabeludo tá trocado as pernas e andando de lado, errado tá ele. Por aqui a resenha é com moderação. A foto é da pituzeira Rosely Vitoi, que tirou onda na criatividade. Mandou bem, parceira!
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Máquina Teatral: Alice – Teatro Silogeu – 15 e 16 de dezembro – 18h

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Cultural: Ouvindo o Amor – por José Bezerra de Oliveira.

 

O Amor

É simples,

Não precisa explicação.

O Amor

É fácil de entender:

Basta ouvir o Coração!

José Bezerra de Oliveira

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento Vitória Park Shopping.

Já garantiu o seu jogo para a Mega da Virada? Quer pagar contas de energia, água e outros títulos? A Loteria Lotopark funciona de segunda a sexta das 8h às 20h e nos sábados das 10h às 18h.
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Festividades – 3 de agosto – 1974.

O TEMPO VOA - FESTIVIDADES DO DIA 3 DE AGOSTO DE 1974.
Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Grau Técnico Vitória.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

NINGUÉM MELHOR DO QUE OS AMIGOS – por Sosígenes Bittencourt.

Ninguém melhor do que os amigos para relembrar o que nunca esquecemos. Ninguém melhor do que os amigos para nos auxiliar a redigir a nossa história. Ninguém melhor do que os amigos para rejuvenescer ainda que estejamos envelhecendo. Porque ninguém melhor do que os amigos para decodificar nossa linguagem, entrever nossos sonhos e reacender nossa esperança.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | 1 comentário

“Tudo de Você Senhor” na voz de Edilma e João Caverna.

Ouça a música “Tudo de Você Senhor“, composta por Aldenisio Tavares, na interpretação de Edilma e João Caverna. A canção é  integrante do CD “O Amor de Deus nos uniu”, lançado pelo compositor.   Tudo de Você Senhor - Edilma e João Caverna Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

BURGER GRILL: um novo espaço gastronômico no Pátio da Matriz.

Ao contrário do que muita gente pensa o hambúrguer – sanduíche de carne – não foi uma invenção dos Estados Unidos. A iguaria, por assim dizer,  chegou às terras do “Tio Sam” pelas mãos dos imigrantes alemães,  oriundo do entorno da cidade de Hamburgo.  Ao Brasil - esse costume que hoje é popular em todas as classes sociais - só chegou por volta de 1950, tendo como porta de entrada a Cidade Maravilhosa – Rio de Janeiro.

Em nossa cidade, Vitória de Santo Antão,  não dispomos de fontes seguras para afirmar qual foi a primeira vez que um hambúrguer foi servido, mas, com toda certeza, doravante, já  dispomos de uma casa – alto nível -  especializada na iguaria. Trata-se da Burger Grill, recém inaugurada em plena Praça da Matriz. Estive lá e provei.

O espaço ficou espetacular. Acabamento de primeira e um ambiente agradável. Com relação aos preços achei-os dentro da razoabilidade. São novos empresários de fora da cidade acreditando e investindo no potencial antonense. Sejam bem vindos!!

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

O prato é de miúdos, mas a resenha é grande demais. Claudiano Monteiro, você brilhou completamente nessa escolha, meu consagrado. 
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Bad Léo se deu bem…….

Em recentemente circulada pelo SBT – São Paulo -  o multiartista e produtor cultural antonense, Leonardo Edardna, mais conhecido por BAD LÉO, se deu bem. Evidentemente que não foi com a ex-estrela do antigo quadro televisivo da referida emissora -  “A Banheira do Gugu” -  Helen Ganzarolli. Muito bem relacionado, ele, o Bad Léo, também é  uma dessas estrelas do mundo artístico  que, diga-se de passagem,  também  já conquistou  o seu espaço ao sol.

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

MOMENTO CULTURAL: Entre a Cruz e a Espada – por Severina Andrade de Moura.

Eu sofro porque sou balança equilíbrio entre o cheio e o vazio. Paredão onde acham confiança homens de bem, mulheres de brio.

Ouço de lá e de cá os desabafos. Fico no meio, entre a cruz e a espada. Não quero destruir jamais, os laços que se criaram em longas caminhadas.

Às vezes sou mal interpretada. Que importa! Jesus também o foi Quero ser útil em toda minha estrada

E quando eu me for, quero que digam nela eu tive uma grande aliada e se esquecer de mim jamais consigam.

Profª Severina Andrade de Moura, nasceu em Vitória de Santo Antão. Foram seus pais: José Elias dos Santos e Doralice Andrade dos Santos. Viúva de Severino Gonçalves de Moura, com quem se casou em 1962. Fez o curso Pedagógico no Colégio N. S. da Graça. Lecionou em Glória do Goitá e Carpina. Concluiu Licenciatura Plena em Letras em Caruaru (1976). Pós-graduação em Língua Portuguesa na Univ. Católica (1982). Ensinou em várias escolas estaduais e municipais na Vitória e ensina atualmente na Escola Agrotécnica e na Faculdade de Formação da Vitória de Santo Antão. Poetisa por vocação. Colabora na imprensa loca.

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento Vitória Park Shopping.

Por motivos de reparos técnicos na nossa rede elétrica, o Vitória Park Shopping, nesta terça-feira, dia 11 de dezembro de 2018, não funcionará. Retornaremos normalmente na quarta-feira, 12 de dezembro.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Pharmacia Popular.

Antiga Farmácia Popular, onde Manoel de Holanda teve seu primeiro emprego e escreveu suas primeiras crônicas. Nesse sobrado (hoje tombado pelo Governo de Pernambuco como patrimônio histórico do Estado), morava Martha de Holanda, a escritora mais influente no seu tempo pernambucano. Além de ponto comercial, a Farmácia Popular, uma das mais antigas do Brasil em funcionamento, era ponto de encontro e de tertúlias literárias que contavam com a presença, além de Manoel, de expressivos nomes de nossa literatura: Célio Meira (sogro de Zito Mariano), Jorge Campelo (irmão de Áurea Ferrer), Silvino Lopes (famoso jornalista), Ulisses Pernambucano de Mello (famoso psiquiatra, primo de Gilberto Freyre), entre outros. Na parte superior desse sobrado, que se mantém com seus traços originais, funciona a Academia Vitoriense de Letras. A proprietária é Diva, filha de Manoel de Holanda, que cedeu os direitos de uso à instituição de cultura.

(DO LIVRO "O SOBRADO DE SEU MIRO E OUTRAS CRÔNICAS - MANOEL DE HOLANDA CAVALCANTI - PAG 111)
Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Grau Técnico Vitória.

Um índice de empregabilidade que cativa qualquer um. Isso é a prova de que quem quer mudar de vida, escolhe o Grau Técnico como primeiro passo na direção de um futuro melhor.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

ENSINAR E EDUCAR – ESTUDAR E APRENDER – por Sosígenes Bittencourt.

 No meu tempo, Ensinar e Educar eram palavras bem definidas. Ensinar significava, pela origem da palavra, “imprimir conhecimento”, e Educar, pela origem da palavra, preparar para a vida, preparar para o mundo. Daí, a primeira escola do homem ser o lar, no seio da família. Ao chegar à escola, o aluno deveria estar educado para viver no mundo escolar, conviver com colegas e professores, ou seja, tinha de ser um discente a saber respeitar o corpo docente. Assim como, no caminhar até a escola, na rua, entre as pessoas, por onde andasse. Esta função inicial era função dos pais, com quem convivia.

O resultado desta ordem era silêncio em sala de aula, maior capacidade de concentração e, consequente, melhor condição de aprendizado. Porque o aluno, em sala de aula, ele é coletivo e passivo, ou seja, ele recebe a aula em grupo, enquanto que, em casa, ele é solitário e ativo, ou seja, revê as matérias para retê-las. Observem como a educação doméstica é importante no aprendizado. Porque escola não é lugar de distração, é lugar de concentração. É lá que você recebe o conhecimento para retê-lo em casa. Se isso não acontecer, não havendo aprendizado, não se completou o ensino e todo o tempo foi perdido, todo esforço, inútil. Portanto, não adianta escola toda enfeitada, bem mobiliada, com todo o aparato tecnológico à disposição da transmissão do conhecimento, com alunos dispersos e sem a educação doméstica necessária ao interesse pelo projeto educacional. Apesar de acharem que o importante é se comunicar, que falar e escrever corretamente é coisa do passado, este é um péssimo conselho para quem pretende ser sabatinado por um Concurso Público ou ter acesso à Faculdade através de Vestibular. Um advogado que cometa erros comezinhos de gramática pode ter suas petições relegadas a segundo plano por um juiz exigente.

Portanto, falar e escrever corretamente não é irrelevante quando se trata de conquistar emprego ou profissão liberal. No mais, o conselho que se deve dar a qualquer aluno é não estudar para fazer prova. Quem estuda para fazer prova está tentando decorar para responder questões formuladas. O correto e eficiente é entender para decorar. Quem entende, memoriza; Quem memoriza nem sempre entende o que memorizou. Estudar não dói; pelo contrário, nos alivia do desconhecimento, nos conforta. A capacidade de aprender é o mais importante e belo dom da natureza. Estudar e aprender é uma alegria, não é uma tristeza.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | 1 comentário

Imbiziga – Zezé do Forró.

CD de Zezé do Forró - música IMBIZIGA, de autoria dos vitorienses Aldenisio Tavares e Samuka Voice. Imbiziga - Zezé do Forró Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Academia Vitoriense de Letras, Artes e Ciência promoveu sua última reunião de 2018.

Como uma espécie de “balanço final” aconteceu na manhã do domingo (09) a última reunião ordinária da AVLAC – Academia Vitoriense de Letras, Artes e Ciência – ocorrida na sua sede, no “Sobradinho” localizado na Rua Imperial.

Após a reunião, que teve como pauta  os assuntos administrativo e o momento do acadêmico, o grupo seguiu para o Restaurante Gamela de Ouro para celebrar, com almoço, a tradicional confraternização natalina. Como regra, na tradicional troca de presentes, os livros foram os protagonistas.

Aliás, como sugestão aos muitos leitores do nosso jornal eletrônico, intitulado “Blog do Pilako”, nesse final de ano, nas muitas trocas de presentes que ocorrem nas  respectivas confraternizações – trabalho, família e etc – oferte livros. Nesse contexto, dê preferência de autores vitorienses!!!

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário