Luiz Philippe, tetraneto do Dom Pedro II, foi eleito deputado federal por São Paulo.

O nível médio do eleitorado brasileiro, convenhamos, é raso. Não à toa, o segundo turno das eleições presidências, entre o representante do PT e do PSL, Haddad e Bolsonaro, respectivamente,  vem sendo marcado  por muita radicalização (denuncias) e pouca produção de conteúdo. No meio desse “tiroteio” o eleitor é induzido ao voto emocional, ou seja: apequena-se o debate ao processo político, algo tão necessário às democracias modernas.

Pensamentos diferentes, múltiplos e até antagônicos são adubos para o chamado “Jardim democrático”. Através do amigo Manoel Carlos – simpatizante da causa monarquista brasileira – tomei conhecimento de um fato histórico, ocorrido nessas eleições, no estado de São Paulo.

Por lá, eleitores, de maneira democrática, sufragaram mais de 118 mil votos na candidatura do tetraneto do Dom Pedro II e da Imperatriz Teresa Cristina, membros da Família Real que em 1859 transformaram nossa Vitória de Santo Antão, por três dias, na capital do império brasileiro.

Trata-se do hexaneto do Rei Dom João VI, o empresário e cientista político,  Luiz Philippe de Orleans e Bragança que, após a queda do sistema monárquico em novembro de 1889, passa a ocupar – quase 130 anos depois –  um espaço de poder concreto nos trópicos.

Assim sendo, devemos sempre comemorar a democracia. São nesses espaços que temos o privilégio de conviver com todas as correntes de pensamento –  de maneira harmônica –  mesmo que estejamos vivenciando um momento de incertezas no País. De resto, desejamos ao membro da família real, deputado eleito por São Paulo, Luiz Philippe, sucesso na sua nova empreitada oficial.

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Eleição no CREF 12/PE – Conselho Regional de Educação Física.

Em campanha pela “CHAPA 1” no CREF 12/PE – Conselho Regional de Educação Física – recebemos na nossa redação a professora e atual presidente do órgão, Nadja Harrop. Na ocasião a mesma falou do seu trabalho e apresentou sua chapa que tem como meta “AVANÇAR COM ÉTICA E COMPROMISSO SOCIAL”.

Abaixo, segue as propostas apresentada pela "CHAPA 1", para serem implementadas no próximo mandato - 2019 a 2024.
Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Quero ver se agora o povo num me responde!
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

CONVITE – TARDE SOLIDÁRIA – PÁTIO DA MATRIZ – DIA 20.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Cultural: VATICÍNIO (poesia) – Por Valdinete Moura.

Se teu olhar brilhar como as estrelas, E o coração pulsar desesperado, Divinamente estás enamorado E teu olhar terá mais que beleza.

Encontrarás refúgio encantado Em um mundo de luz e profundeza Plenificado em paz e sutileza No aconchegado abraço da amada.

Terás, então, teu canto mais sublime Mais harmonia e cor em teu sentir, Alento que te guie e ilumine.

Se falta forças em hora desgarrada E mesmo se a dor te consumir Seja porto seguro tua amada.

Valdinete Moura é escritora, membro da Academia Vitoriense de Letras, Artes e Ciência

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento Vitória Park Shopping

Venha ver de perto a maior aventura da humanidade: a ida do primeiro homem à Lua! “O Primeiro Homem” acaba de chegar no Vitória Park Shopping!  
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Inauguração da Placa do Lions Clube.

Inauguração da Placa do Lions Clube - entre outros: Zito Mariano, Claudio Barnabé, Bartolomeu Souza Leão, "Seu" Prohaska, Antônio Soares - 1972 - ao fundo o prédio do Hospital João Murilo. 
Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Grau Técnico Vitória.

Você consegue identificar os 4 cursos?  
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Droga e contradições – por Sosígenes Bittencourt.

Adolescente não tem juízo para usar droga. Droga é para usuário, não para dependente. O usuário usa, o dependente não consegue viver sem usar. Droga não pode ser usada em público, por causa do direito do outro. O direito de não conviver com o imprevisível, ao lado de quem está fora da realidade. Em casa, a responsabilidade é da família. Na via pública, a responsabilidade é do estado. O cigarro mata, mas não desmoraliza. O álcool desmoraliza, mas depende da quantidade. A droga faz efeito instantâneo. No Brasil, ninguém jamais proibiu droga. Não há nenhum programa efetivo de combate às drogas. Cidadão de toda escala social a usa: políticos, empresários, vagabundos, cristãos, anjos e demônios. A Polícia não tem o poder de combatê-la sem amparo da Justiça. Na condição dúbia, a própria polícia termina por se envolver com o tráfico. Filosoficamente, ninguém pode ser preso por uso de droga, porque ninguém pode ser condenado por tentativa de SUICÍDIO. Não obstante, todo usuário deveria ser condenado pelos ATOS decorrentes do uso de drogas. E, finalmente, o procedimento deveria ser igual para todos. Não se pode baixar o cacete num drogado esmolambado e alisar um drogado engravatado. O resultado é o que aconteceu no show de Rita Lee. A polícia se irrita e mete o pau no povo, Rita se irrita e mete o pau na Polícia.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

“São João na Vila” de Benedito de Cachoeirinha.

“SÃO JOÃO NA VILA”, composição de Benedito de Cachoeirinha, na voz de Nildo Ventura e Ricardo Rico. Na foto o encontro do maestro Wendell Nogueira com esses dois grandes interpretes vitorienses. [powerpress url=../mp3/saojoaonavila.mp3] Gostou da música? – Baixe a MP3 Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

“Sou brasileiro e brasileiro não desiste nunca”

No rastro deixado pela atual campanha presidencial, qualquer que seja o vencedor, na qualidade de sociedade, sairemos  perdedores. Não encontro elementos, até agora,  para acreditar que avançamos democraticamente. Não!! O debate é franciscano no conteúdo e despolitizado  na forma. Estamos assistindo “um clássico” futebolístico com duas torcidas organizadas tentando gritar mais alto.

Segundo o pensador polonês Zugmunt Bauman,  “a modernidade imediata é “líquida” e “veloz”, mais dinâmica que a modernidade “solida” que suplantou”.  Nesse sentido, porém, realço o ritmo e à quantidade de notícias falsas que estamos sendo submetidos, todos os dias, todas as horas  através do whatsapp,  quer seja nos mais variados grupos ou mesmo por contatos dos amigos, devidamente identificados. Alguns, inclusive, devemos sublinhar: se revelando como pessoas de caráter duvidoso. Aos mais atentos, fica a impressão que “voltamos pra traz” – como diz o “matuto”.

Parece-nos que todas as impossibilidades e frustrações pessoais estão sendo colocadas no mesmo balaio, junto com a aceitável inquietação política coletiva. Espero que ao despertar desse surto de esperança nacionalista não caiamos numa profunda depressão realista. Sou brasileiro e brasileiro não desiste nunca!!!

Publicado em A Lupa | 1 comentário

TOMBAMENTO – por professor Pedro Ferrer

Tombamento é o ato de registrar o patrimônio de uma pessoa física ou jurídica, desde que tenha um valor histórico, artístico ou cultural, em livros específicos do poder público. Na cultura luso-brasileira o local de tombamento mais famoso e tradicional é A TORRE DO TOMBO localizada em Lisboa onde tentei fazer alguns levantamentos, em vão, sobre o capitão -mor Pedro Ribeiro da Silva. O que nos leva a tratar deste tema?

Explico. O professor André Rios do Departamento de Arqueologia da UFPE tem prestado assessoria ao IHGVSA em pontos da Arqueologia que nos interessam. Partindo d´aí recebemos dois estagiários do curso de Arqueologia para trabalhar em nosso acervo. Eles fazem um levantamento de nossas peças: descrição, fotografia e mensuração. O trabalho realizado pelos estudantes da UFPE não pode ser considerado um TOMBAMENTO, visto que só órgãos governamentais detêm este privilégio.

Portanto, o que estamos realizando em parceria com a UFPE, é uma catalogação ou inventário; trabalho importantíssimo visto que precisamos ter um controle real sobre nossas peças para evitarmos furtos (nem o presidente da entidade sabe informar quantas peças compõem nosso acervo). Lendo as atas passadas do Instituto (conservadas, todas, graças ao professor José Aragão) observamos o desaparecimento de muitas peças.

A direção do Instituto, preocupada com nosso rico acervo, assinou o convênio com a UFPE, empenhada em salvaguardar nossa história.

Pedro Ferrer 

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Resenha compartilhada sempre faz a noite render muito mais, né não? Bicho, faz feito a pituzeira Renata e chama logo tua dupla pra dividir esses momentos incríveis! Então marca aí nos comentários teu parceiro ou parceira de resenha, que é pra gente saber quem topa as paradas junto contigo.

   
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Já circulando a mais nova edição do Jornal da Vitória.

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Momento Cultural: Ao meu encontro – por João do Livramento.

 

Quem me busca de verdade

Vai me achar na caridade,

Pois afirmo com certeza

Me apresento na pobreza.

Se um doente é acolhido

Podes crer que fui servido,

E jamais vou esquecer

De quem me veio socorrer.

Se desejas me encontrar

Nos asilos vem me achar,

Mas quem pode acreditar

Que estou neste lugar?

Se sou faminto na criança

Não cobiço tua herança,

O alimento é o que te peço

Serve ao rei do universo.

A oração é importante

E a caridade relevante,

Unindo as duas com amor

Encontrarás teu criador.

 João do Livramento

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento Vitória Park Shopping.

Nem tudo tá desocupado tá disponível, concorda? Com as vagas preferenciais é exatamente assim. Elas existem por uma razão e para pessoas que precisam muito mais que você. Respeite as vagas preferenciais em nosso estacionamento. Assim, nossa vida fica muito melhor.

 
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Década de 1930 – “Subida” para o Bairro do Livramento.

Rua Rui Barbosa, atual “subida da Lojas Americanas”. Década de 1930.

Publicado em O Tempo Voa | 1 comentário

Momento Grau Técnico Vitória.

Temos orgulho em divulgar este número porque é uma prova que estamos no caminho certo! Venha fazer parte do Grau Técnico e garanta sua empregabilidade! 
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

MÃE, MISSA E BIRIBIRI – por Sosígenes Bittencourt.

Mãe é uma invenção de Deus. Até quem não acredita num Ser Superior, fica desconfiado. Pode-se até analisar o caráter de um ser humano, pela maneira como trata sua mãe.

Apesar de minha genitora ser evangélica desde que veio ao mundo, fui convidado por dois católicos, no Dia das Mães, para assistir a uma missa em latim, ali no Recife. Igreja antiga, cheirando ao tempo, padre entoando latim, discurso sobre a intermediação da palavra no encontro do homem com Deus. Muito bonito. Uma hora inesquecível, um evento memorável. Principalmente, para mim, uma ovelha desacostumada a visitar a Domus Dei e ajoelhar-se para agradecer. Geralmente, nesses êxtases, o homem chora.

A viagem foi um Café Filosófico. Danei-me a falar, citando a mitologia grega, contando histórias de divindades pagãs, entusiasmado com a sabedoria dos pensadores clássicos. Discorri até sobre o Destino, oAcaso e a Ação do Homem. Talvez, um antropocentrismo meio descabido para o momento, mas um exercício mental louvabilíssimo num universo de tanta asneira e falta de reflexão em que vivemos.

Depois, demos um saltinho lá no Bairro da Torre para visitar um padre, mas não o encontramos. Conhecemos, no entanto, um cidadão que mora pertinho da Igreja, que atende pelo nome de Luiz Anselmo. Aos 65 anos, dizendo-se filho de uma senhora com 100 de idade, anda mais ligeiro do que um menino treloso. Bom de conversa e vaidoso pela longevidade de seus familiares, nos apresentou uma frutinha cítrica, de uns 5 a 8 centrímetros, creditando à mesma benefícios fitoterápicos. Diz que é biribiri. Curioso e enxerido, botei pra falar o que pensava. Quando soube que o mimo da natureza tirava ferrugem de roupa, fui logo dizendo que era antioxidante, continha vitamina C e combatia os Radicais Livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce e doenças degenerativas. Tem jeito?

Dominus Vobiscum!

Bendito abraço!

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

NO CAIR DA TARDE – Na Voz de JÚNIOR PASSIRA.

 

NO CAIR DA TARDE Composição de Aldenisio Tavares e Bené de Cachoeirinha. Na Voz de JÚNIOR PASSIRA. Arranjo de Sandro do Acordeon. Gravação no SPG Studio de Samuka Voice em Maio de 2017.

Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Os números não mentem: as porteiras do “curral eleitoral” da Vitória de Santo Antão, aos poucos, estão se rompendo!!

Certa vez escrevi aqui no blog que os políticos antonenses, nas eleições proporcionais estaduais (deputado), comandavam com mão de ferro aquilo que a literatura política chama de “Curral Eleitoral”. Ou seja, enquanto nas outras cidades, ex-prefeito e filhos de atuais prefeitos conseguiam votações relativamente modestas,  nos seus respectivos principais redutos eleitorais, na Vitória de Santo Antão esse pessoal – Aglailson, Elias e Henrique – “deitavam e rolavam”. Ao que parece, por aqui,  os tempos agora são outros.

Antes mesmo de adentrarmos no contexto dos políticos locais, comparando suas respectivas votações nas eleições de 2018 com  a de 2006, gostaria de chamar a atenção para outro ponto: em 2006 o candidato a presidente do PT, Lula, em Vitória de Santo Antão, obteve  uma esmagadora vantagem frente ao candidato opositor que ficou em segundo lugar  - Geraldo Alckmim PSDB. Lula colocou quase 30 mil votos de frente no primeiro turno (48.018 X 18.033). Nessa eleição (2018)  presidencial,  aqui, a disputa entre o primeiro e o segundo colocado (Haddad e Bolsonaro) ficou  praticamente empatada. Ou seja: pelo o que se ver, no próximo dia 28, as coisas para o candidato do PT só tendem a piorar.......

Referindo-se às atuais candidaturas dos representantes dos três  maiores grupos locais – Elias, Aglailson e Henrique – comparando-as com o pleito 2006, ou seja: 12 anos atrás, logo entendêramos que os nossos “coronéis” estão se desidratando no seu próprio curral  eleitoral – nesse artigo não estamos levando em conta suas respectivas posições no Estado.

Pois bem, na eleição de 2006, o candidato do grupo “amarelo” obteve para deputado em nossa cidade 19.854 votos (30,05% dos votos válidos). Já o candidato representando o grupo “vermelho” conseguiu 17.228 sufrágios (26,08% dos votos válidos). Pelo lado do “verde” o mesmo alcançou a seguinte votação: 5.426 votos (8,21% votos válidos).

Em comparação com os resultados alcançados pelos três grupos em 2018, teremos as seguintes votações: “amarelo” 14.333 (21,02%) – “vermelho” 14.694 (21,48%) e “verde” 5.209 (7,81%).  Ou seja: todos ficaram menores, tanto em números reais quanto proporcionais.

Se há doze anos tínhamos o médico Edvaldo Bione (candidato a deputado) correndo “por fora” (6.915 votos – 10,46%), nessa eleição de 2018 tivemos a expressiva votação (local) do André Carvalho,  que alcançou 8,98% dos votos validos, ou seja: 5.991 sufrágios apenas no município.

Resumo da ópera: olhando os números atuais, em comparação há três eleições atrás, mesmo com esses grupos se revezando no poder municipal, com o Henrique Queiroz hora de um lado, hora do outro, podemos inferir que os mesmos não estão mais fortes localmente, muito pelo contrário: estão desidratando-se ou mesmo, como se fala no jargão político: em queda livre.

Na contramão dos nossos "legítimos representantes" na Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco, realçamos o fortalecimento eleitoral,  na nossa cidade,  do deputado Cleiton Collins. O mesmo, na eleição de 2006 obteve 1.410 sufrágios por aqui (2,13%), já em 2018 o pastor conseguiu dobrar o seu percentual de votação, isto é, pulou para 4,47%, o que equivale a 2,980 votos. Esse sim, soube promover o milagre da multiplicação, mesmo tendo uma queda de cerca de 50% da sua votação global, em ralação a eleição imediatamente anterior. 

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Bolsonaro: sem debates, ficamos todos mais pobres!!

Desde o processo da redemocratização, com o fim dos 21 anos de ditadura militar, nunca se viu uma eleição de segundo turno tão esquisita. Na qualidade de jovem eleitor ainda guardo alguns lances do “emocionante e marcante” debate, às vésperas do dia da votação, entre os postulantes Lula e Collor (1989). De lá pra cá, imaginava, que a nossa sociedade tivesse amadurecido,  para conviver num ambiente democrático.

Confesso que não consigo entender e até soa muito mal aos meus ouvidos escutar alguém dizer que o candidato Bolsonaro, líder absoluto nas pesquisas, está certíssimo  em não participar dos debates (previamente agendado) nessa etapa da campanha. Usar a desculpa do seu estado de saúde, no atual contexto,  é apenas uma  desculpa esfarrapada!!

Independente da preferência de cada eleitor, algo próprio do sistema democrático, devemos entender que a gestão do próximo mandatário central, seja ele quem for,  terá impacto na vida de todos os brasileiros, independente da sua escolha partidária e política.

O que no Brasil parece ser um ato de “esperteza” do candidato líder nas pesquisas, Bolsoaro, apenas reforça nossa posição, enquanto nação, de fragilidade e imaturidade,  diante do Mundo. Temos um imenso território, uma expressiva população, riquezas naturais e uma forte economia, mas, infelizmente, ainda somos pobres, muito pobres no que diz respeito ao amadurecimento político democrático!!!

Publicado em A Lupa | 1 comentário

CONVITE – TARDE SOLIDÁRIA – PÁTIO DA MATRIZ – DIA 20.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Se não for pra deixar a cozinha bonita assim eu nem ajeito. 
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa Documento: Alfaiataria Realce.

Anúncio da conhecida Alfaiataria Realce, publicado no jornal "O PROGRESSO", em 05 DE OUTUBRO DE 1947.
Publicado em O Tempo Voa Documento | Deixar um comentário

Momento Cultural: O Quarto Escuro – por Stephen Beltrão.

Em um quarto escuro

Uma cama

Perto do nada

Na cama

(Perto do nada)

Há uma mulher

Fundeada

Distante de mim

Na mulher fundeada

(Distante de mim)

Há uma âncora

Que a imobiliza

Prende-a

Segura-a

No silêncio

No escuro

Do nada

Stephen Beltrão.

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento Vitória Park Shopping.

Vai um bife aí? O Bife Cordon com queijo e presunto ao molho rosé é a combinação perfeita para começar a semana daquele jeito!
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Inauguração do BANDEPE.

Inauguração da agência do Bandepe - 22 de março de 1968 - entre outros o então prefeito Nô Joaquim e doutor Ivo Queiroz - arquivo fotográfico Instituto Histórico 

Publicado em O Tempo Voa | 1 comentário

Momento Grau Técnico Vitória.

Vamos conversar um pouco, conta pra gente aí nos comentários a sua opinião e a gente interagindo!
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

NÃO RIA SE PUDER – por Sosígenes Bittencourt

(Na fila do banco)

Falar a verdade sempre foi minha salvação e minha danação. Outro dia, eu estava numa agência bancária, e uma funcionária me orientou: – Cidadão, a fila de idosos é aqui.

Aí, eu: – Minha filha, eu não devo ficar no lugar de um idoso. Eu ainda danço forró até 4 horas da madrugada.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário