Arquivo da categoria: Fala, Vitória!

Coluna do Escritor vitoriense Sosigenes Bittencourt

O Tempo Voa: Amigos – Gamela de Ouro

Na foto: Célio, Fernando e Nô Batista. Ao fundo Genário Matuto da Madeira. Gamela de Ouro – década de 1970.

Publicado em Fala, Vitória!, Sem categoria | Deixar um comentário

Seres Interdependentes – por Sosígenes Bittencourt.

Nós não somos totalmente dependentes, nem totalmente independentes, nós somos seres interdependentes. Vivemos um pendurado no outro. É ilusório pensar que viveremos nos amando e esse amor nos basta. Não há amor a si mesmo que dispense o amor do outro, que se … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Droga e contradições – por Sosígenes Bittencourt.

Adolescente não tem juízo para usar droga. Droga é para usuário, não para dependente. O usuário usa, o dependente não consegue viver sem usar. Droga não pode ser usada em público, por causa do direito do outro. O direito de não conviver com o … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

MÃE, MISSA E BIRIBIRI – por Sosígenes Bittencourt.

Mãe é uma invenção de Deus. Até quem não acredita num Ser Superior, fica desconfiado. Pode-se até analisar o caráter de um ser humano, pela maneira como trata sua mãe. Apesar de minha genitora ser evangélica desde que veio ao … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

NÃO RIA SE PUDER – por Sosígenes Bittencourt

(Na fila do banco) Falar a verdade sempre foi minha salvação e minha danação. Outro dia, eu estava numa agência bancária, e uma funcionária me orientou: – Cidadão, a fila de idosos é aqui. Aí, eu: – Minha filha, eu … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

NOSTALGIA E MELANCOLIA – Sosígenes Bittencourt.

Os gregos designavam NOSTALGIA como a dor dos que viajam, a dor dos navegantes, de “nostós” e “algós” – viagem e dor. Ora, a nostalgia é a saudade que dói, mas a recordação de um prazer, a lembrança daquilo que se distanciou. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O Tal do Dinheiro – por Sosígenes Bittencourt.

Dinheiro é faca de dois gumes. Há quem use o dinheiro para destruir a própria vida. E ninguém é rico pelo que tem nem pobre pelo que não tem, mas pela noção que tem do que tem. Senão, não haveria milionários se suicidando e … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

DEMOCRACIA E VOCÊ – por Sosígenes Bittencourt.

No dia da eleição, preste atenção. Não vá com ânsia ao período de vacância. Das 8 às 17h, ninguém manda no poder, ninguém governa, quem ocupa o poder é você. Não espere que a Justiça julgue os políticos, julgue-o, você. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Filho indesejado – por Sosígenes Bittencourt.

Em cima de filho indesejado, nada mais inútil do que chibata moral e desespero. Justamente porque filho não programado é geralmente fruto de emoção desenfreada, apetite incontido. O procedimento deve ser sempre a preservação da serenidade em busca da razão, embora tardia, para solucionar questões … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O DESEJO E A DOR – por Sosígenes Bittencourt

Passamos a vida, submetidos a duas experiências básicas: o desejo, que busca a satisfação, e o afeto que busca evitar a dor. Mas, como evitar a dor, se desejo é vida, e a vida impõe limite aos desejos? A dor … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Quem pode perdoar?

O grande equívoco é que quem pode perdoar é quem pode castigar, é o Juiz, o Carrasco, o Papa. Quem é castigado não pode perdoar, quem está com o pescoço sob a guilhotina não pode perdoar o carrasco, não lhe … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

REFLEXÕES SOBRE PARTIDOS POLÍTICOS NO BRASIL.

Questões de pobres são de pobres. Os ricos cuidam de suas questões. Nenhum herói ou regime político irá salvar o mundo. O mundo só se salvará pela empatia e solidariedade, e esses pré-requisitos não pertencem aos capitalistas, nem aos heróis … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Seres Interdependentes – Sosígenes Bittencourt.

Nós não somos totalmente dependentes, nem totalmente independentes, nós somos seres interdependentes. Vivemos um pendurado no outro. É ilusório pensar que viveremos nos amando e esse amor nos basta. Não há amor a si mesmo que dispense o amor do outro, que se … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

SINÔNIMO DE SER HUMANO É LIMITE – por Sosígenes Bittencourt.

Todo homem crê no limite de sua Fé, e descrê no limite de sua descrença. Portanto, ninguém crê tanto quanto crê (acredita) nem descrê tanto quanto descrê (acredita). Sinônimo de ser humano é limite. Deus não criou o homem para … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

ROMEU E JULIETA – PAIXÃO DE CURTA DURAÇÃO.

Romeu e Julieta se apaixonaram no domingo à noite, se casaram na terça-feira, mantiveram uma relação sexual e se mataram na quinta-feira de manhã. Não deu tempo para saber se foi amor. Mas, deu para saber que foi uma paixão. A tragédia foi a comprovação. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Pensar e Sentir – por Sosígenes Bittencourt

Sentimento é pau-mandado, depende do pensamento. O coração é o termômetro da emoção, a mente é que ama. Pensar é tão rápido que você pensa que SENTIU e NÃO PENSOU. É preciso pensar no que se sente, mas, sobretudo, pensar … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Solidões – por Sosígenes Bittencourt.

  Uma mulher: – Professor, eu estou pensando em passar um tempo sozinha. Eu: – Posso saber o motivo, madame? A mulher: – Depois da última decepção que eu tive, eu pretendo passar dois anos sem querer ninguém. Eu: – Coincidência. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

NINGUÉM MELHOR DO QUE OS AMIGOS – por Sosígenes Bittencourt

Ninguém melhor do que os amigos para relembrar o que nunca esquecemos. Ninguém melhor do que os amigos para nos auxiliar a redigir a nossa história. Ninguém melhor do que os amigos para rejuvenescer ainda que estejamos envelhecendo. Porque ninguém … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O NAMORO É ESSENCIAL – por Sosígenes Bittencourt.

Todos temos de ter um objeto de namoro/ Às vezes, um animal; às vezes, um livro/ Todos temos necessidade de namorar/ Às vezes, um trabalho; às vezes, a VIDA/ Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória!, Sem categoria | Deixar um comentário

ESTUDADO PORTUGUÊS – por Sosígenes Bittencourt.

(O verbo “SUICIDAR-SE” é um PLEONASMO?) O verbo “suicidar-se” vem do latim sui (“a si” = pronome reflexivo) + cida (= que mata). Isso significa que “suicidar” já é “matar a si mesmo”. Dispensaria, dessa forma, a repetição causada pelo … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

PALAVRA E OLHAR – por Sosígenes Bittencourt

A amizade pode ser externada num OLHAR, mas a PALAVRA é o relato do sentimento. Contudo, se a PALAVRA for falsa, o OLHAR poderá externar o sentimento. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Todo dia – por Sosígenes Bittencourt.

Todo dia, faz 1 ano que fazia 1 ano que havia feito 1 ano. O Passado e o Futuro são dois tempos que não existem. Como o Presente é fugaz, nós estamos indo viver no Futuro, e o passado é a nossa história. Portanto, nós não … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Felicidade – por Sosígenes Bittencourt.

  Um cidadão, aqui na rua, amanheceu botando Roberto Carlos pra tocar. Imagine a música que você quiser do repertório do Rei e o palco do evento. O dia amanhecendo, o céu nublado e os passarinhos alvoroçados e cantantes, saltitando … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

ABESTALHADO COM A VIDA – por Sosígenes Bittencourt

Desde menino que eu sou abestalhado com a vida. A vida é uma loucura. Vivemos como se não fôssemos apodrecer, solitariamente, um dia. Nutrimos a esperança de sair voando para o céu, em forma de alma, alvos como um capucho de nuvem, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

RECEITA PARA ENCANTAR MÃE SOLTEIRA – por Sosígenes Bittencourt.

Um dia, eu conheci uma morena amamentando uma menininha. Era uma moça pobre, com cara de indígena, os olhos amendoados, o cabelo derramando-se em volta do rosto, rolando pelo pescoço. Era todinha uma índia, os seios sacolejando por trás da … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Não ria se puder – Sosígenes Bittencourt

Outro dia, um advogado me contou que um cidadão reuniu uns amigos e foi à casa de um ladrão buscar o que lhe havia sido roubado. Depois da façanha, concluiu que além do televisor e o DVD recuperados, havia trazido … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Renovação e Esperança – por Sosígenes Bittencourt.

Que, em tempo de Renovação e Esperança, o passado sirva de exemplo na construção do Futuro e na preservação da Fé. Façamos um bom Presente para não termos tristes recordações. Relembremos as vezes que vencemos as adversidades. Acostumados a cair é que aprendemos a nos levantar. O que … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

LOUCO DA BOA LOUCURA – por Sosígenes Bittencourt.

Eu sempre tive essa mania de escrever. Até que, em 1987, eu passei a escrever para ser lido. Ou seja, antes, eu escrevia para não esquecer ou não ter que me lembrar do que estava pensando. Na realidade, a gente … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O NAMORO É ESSENCIAL – por Sosígenes Bittencourt.

Todos temos de ter um objeto de namoro. Às vezes, um animal; às vezes, um livro. Todos temos necessidade de namorar. Às vezes, um trabalho; às vezes, a VIDA. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A GLAMOUROSA CHUPETA DO SATANÁS.

No tempo de eu menino, ninguém sabia que cigarro entupia os alvéolos pulmonares, provocava enfisema, dava câncer. Quanto mais, menino. Papai comprava cigarro americano importado e colocava no guarda-roupa. Tinha Half and Half, Marlboro e Pall Mall. O cheiro era … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário