Arquivo da categoria: Fala, Vitória!

Coluna do Escritor vitoriense Sosigenes Bittencourt

PARABENIZANDO OS TAURINOS.

Elemento: Terra Regente: Vênus Verbo: Eu tenho Seu símbolo é um TOURO. Forma com Virgem e Capricórnio a triplicidade dos signos da Terra. Com pequenas variações nas datas dependendo do ano, os taurinos são as pessoas nascidas entre 21 de … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

PÉ DE PITANGA – Sosígenes Bittencourt.

Debruçado sobre o muro aqui de casa, um pé de pitanga vigia a rua. Mulheres que vêm de bairros distantes passam, de braços dados, a admirá-lo. – Êi, Maria, vê quanta pitanga! As pitangas, suspensas no ar, parecem se balançar … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A MÚSICA E MINHAS EMOÇÕES.

O filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900) deduzira: Sem a música, a vida seria um erro. Depois, chamam-me de hiperbólico quando descrevo minhas emoções musicais. Quando a dosagem é exagerada, é natural que o efeito seja um exagero. O filósofo francês Voltaire (1694-1778) já apregoava: … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Fragmentos – Sosígenes Bittencourt.

Aproxima-se o São João. É preciso espigar-se todo para enxergar uma espiga de milho. Milhas de terra dariam milho aos milhares, enquanto a fome campeia em milhões de vísceras. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

BANANA PRA TODO MUNDO.

Num longo discurso sobre as virtudes da banana, há espaço até para a alegria e a felicidade, pois a banana, além de servir de combustível, produzindo energia, contém uma proteína chamada TRIPTOFANO, que o organismo a transforma em SEROTONINA, o … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O HOMEM ACHA A PAZ CHATA.

A guerra é o cúmulo da insanidade coletiva, é a única disputa em que não há vencedor. A guerra é a legalidade do crime. Pergunta a quem perdeu um filho, sobre a vitória. Quem foi o vencedor da guerra que … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

PALESTRA NO PRESÍDIO DE VITÓRIA DE SANTO ANTÃO.

Houve pontos importantes que fiz questão de frisar, em minha palestra, para detentos no presídio de Vitória de Santo Antão. Dentre outros, discursei sobre a IRA e sobre a LIBERDADE. A Ira é um sentimento que deve ser resignificado, ou … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

FRAGMENTOS – Sosígenes Bittencourt.

Há trevas que requerem luz interior. O homem quer saber do mundo onde está, mas precisa saber o mundo que é. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

REFLEXÕES SOBRE PARTIDOS POLÍTICOS NO BRASIL.

Questões de pobres são de pobres. Os ricos cuidam de suas questões. Nenhum herói ou regime político irá salvar o mundo. O mundo só se salvará pela empatia e solidariedade, e esses pré-requisitos não pertencem aos capitalistas, nem aos heróis … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

CALCEOLÁRIA UNIFLORA OU FLOR-BONEQUINHA.

A beleza não é uma invenção do homem, a beleza existe. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Seu Duca Raizeiro.

O analfabetismo patético e humorístico do curandeiro é caso sem remédio. Do tipo gato com “J” e jacaré com “G”. Misericórdia! Seu Duca é muito mal-eDUCAdo. Seu Duca não deveria ter sido raizeiro, deveria ter estudado para cortar o mal pela raiz. Quer dizer, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

FRAGMENTOS (TÚNEL DO TEMPO).

*Deus deu ao homem a água, e o homem deu ao homem a conta d’água. *No Dia de Finados, choramos por nossos mortos e por nós mesmos um dia. *Na orla marítima, em tempo de fio-dental, o binóculo procurava um … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

NATAL E NASCIMENTO DE JESUS.

No primeiro século d.C., o nascimento de Jesus era comemorado no mês ADAR (fevereiro e março). O dia 25 do mês TIVET (dezembro), do calendário hebraico e babilônico, dia comemorado com festas oriundas da Grécia e de Roma, onde todo … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

E por falar em tristeza.

Eu sou meio ruim de tristeza. Pelo contrário, carrego uma certa alegria n’alma que, muitas vezes, confundem com falta de seriedade. Porque o importante não é a tristeza que você sente, mas o que você pode fazer com a tristeza que … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O lidar com a AGRESSIVIDADE.

Na realidade, o que está existindo é uma desorganização nas manifestações de protesto. As pessoas estão movidas pela emoção, cujo resultado pode ser bom ou ruim. Não existe emoção boa ou ruim, mas o resultado daquilo que fazemos com a emoção … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

ESTUDADO PORTUGUÊS.

(O verbo “SUICIDAR-SE” é um PLEONASMO?) O verbo “suicidar-se” vem do latim sui (“a si” = pronome reflexivo) + cida (= que mata). Isso significa que “suicidar” já é “matar a si mesmo”. Dispensaria, dessa forma, a repetição causada pelo … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Detrás de minha casa.

Detrás de minha casa, de um alpendre, eu vejo os telhados das casas vizinhas, a rua lá embaixo, a serra lá longe, o céu escampo. À tarde, quando é verão, as nuvens relembram minha infância. Eu ficava vendo as nuvens … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Gueixa, a sedução pela arte.

Engana-se, redondamente, quem acha que a gueixa é uma versão oriental de nossa prostituta. A gueixa lá no Japão, e a prostituta aqui na esquina. Primeiro, porque para ser gueixa é preciso muitos anos de estudo, enquanto para ser prostituta não é preciso nenhum … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Origem da palavra FREVO.

A palavra vem de “ferver”. Por corruptela “frever”, dando, naturalmente, “frevo”, palavra já consagrada no “Dicionário dos Brasileirismos”, de Rodolfo Garcia. Fernando Wanderley observa que nada é mais comum numa terra canavieira do que a “frevura” – fervura dos tachos … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O que é mais difícil?

Foto extraída do blog da Revista Fragmentos Quando pergunto aos alunos: O que é mais difícil, fazer sexo, ou distinguir Sujeito e Predicado numa oração? Ele logo responde: – Distinguir o Sujeito e o Predicado. Ledo engano. Uma regra gramatical é uma regra e acabou-se. Fazer sexo com outra pessoa requer muito … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

VULTO DE MULHER.

Que bom que você me promove esta felicidade, desabrochando beijos, me acariciando com delicados sussurros, poéticos murmúrios. As mulheres me deixam com saudade da vida, sem querer morrer. Eu ainda termino nas mãos de uma mulher, saindo do celibato e … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

SERES INTERDEPENDENTES.

O ser humano é mesmo um animal INTERdependente. Vivemos um pendurado no outro. Ninguém, no mundo, nasceu para ser INdependente nem DEpendente, mas INTERdependente. É ilusório pensar que podemos nos amar a tal ponto que possamos dispensar o amor do … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A DIMENSÃO DA ESTUPIDEZ HUMANA.

A palavra BURRO não resume a dimensão da estupidez humana. Eu nunca vi um GATO fumando nem um MACACO bebendo cachaça, e ainda chamam o homem de BURRO. Nenhum bicho jamais pensou em ser homem, mas o homem inventa uma … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O TAL DO DINHEIRO – Sosígenes Bittencourt.

Dinheiro é faca de dois gumes. Há quem use o dinheiro para destruir a própria vida. Ninguém é rico pelo que tem nem pobre pelo que não tem, mas pela noção que tem do que tem. Senão, não haveria milionários … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O Templo e o Tempo – Sosígenes Bittencourt.

Dá a impressão de que é um dia de Domingo. A igreja está sozinha, imponente, erguida para o alto. Impossível contemplar o templo sem sentir o tempo. Foi por trás desta Domus Dei que fiz o meu Curso Primário. Lembro-me … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória!, Sem categoria | Deixar um comentário

O DEVER DE ESCREVER.

Tudo que se faz por absoluta obrigação termina ficando absolutamente chato. Até a inspiração ameaça fugir, quando somos obrigados a nos inspirar. E a pressa de nosso mundo fast nos aniquila. Como aquele menino sonolento, detido na sala de aula, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Um morto andando pela cidade.

Amanheço morto na cidade. Tomo conhecimento de que morri logo cedo. Sou um morto muito especial, porque posso negar a minha morte, abrir a porta e sair andando, respirando o ar, rever as ruas, os lugares antigos por onde passei … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Fragmentos – Sosígenes Bittencourt.

A diferença entre Herodes e os assassinos de nosso tempo é que Herodes não era pai das crianças que mandou matar. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

SIGNIFICADO DE COMUNISTA.

Se você perguntar a qualquer animal racional o significado da palavra “comunista”, todos saberão defini-lo, do matuto lá da roça ao sociólogo polonês Zigmunt Bauman. Juca Chaves dizia que “Comunista é aquele que não tem nada e quer dividir com … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

FRAGMENTOS – Sosígenes Bittencourt.

Se, um dia, FORES meu jardim, eu irei contigo aonde FLORES. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário