Arquivo da categoria: Fala, Vitória!

Coluna do Escritor vitoriense Sosigenes Bittencourt

OS ABUTRES DE GARANHUNS OU OS COZINHEIROS DO DIABO.

Nem o Conde Drácula, que chupava sangue humano para sobreviver, deglutia papinha de carne de defunto. Drácula era mais higiênico, menos seboso, chupava gente viva, saboreava tudo fresquinho. O Vampiro da Transilvânia penteava os cabelos, andava de paletó engomado. Certa vez, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Pensar e Sentir – por Sosígenes Bittencourt.

Sentimento é pau-mandado, depende do pensamento. O coração é o termômetro da emoção, a mente é que ama. Pensar é tão rápido que você pensa que SENTIU e NÃO PENSOU. É preciso pensar no que se sente, mas, sobretudo, pensar … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

DESEJO E BOM-SENSO – por Sosígenes Bittencourt.

O homem não deseja o que é Bom e Belo, ele deseja um objeto. Portanto, é preciso avaliar o que se deseja, pois desejo não tem bom-senso. Ou seja, uma vez satisfeito o desejo, o que se desejava não passa … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

NINGUÉM MELHOR DO QUE OS AMIGOS – por Sosígenes Bittencourt.

Ninguém melhor do que os amigos para relembrar o que nunca esquecemos. Ninguém melhor do que os amigos para nos auxiliar a redigir a nossa história. Ninguém melhor do que os amigos para rejuvenescer ainda que estejamos envelhecendo. Porque ninguém … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 1 comentário

ENSINAR E EDUCAR – ESTUDAR E APRENDER – por Sosígenes Bittencourt.

 No meu tempo, Ensinar e Educar eram palavras bem definidas. Ensinar significava, pela origem da palavra, “imprimir conhecimento”, e Educar, pela origem da palavra, preparar para a vida, preparar para o mundo. Daí, a primeira escola do homem ser o … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 1 comentário

A BUSCA DA FELICIDADE – por Sosígenes Bittencourt.

O grande obstáculo em ser feliz está na busca da felicidade, é procurá-la onde não está, é buscá-la no mundo, nos seres inanimados. A felicidade está naquilo que depende de você, no abstrato, aquilo que só existe ENQUANTO você produz. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

MENTIRAS ESPETACULARES – por Sosígenes Bittencourt 

A minha geração sempre foi alvo de duas mentiras espetaculares: O Brasil é o país do futuro, e o mundo vai se acabar. O “futuro” seria a “prosperidade”, e o mundo iria ser engolido por uma coivara de fogo, ou … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

E por falar em tristeza – por Sosígenes Bittencourt.

Eu sou meio ruim de tristeza. Pelo contrário, carrego uma certa alegria n’alma que, muitas vezes, confundem com falta de seriedade. Porque o importante não é a tristeza que você sente, mas o que você pode fazer com a tristeza que … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Recordar é Viver: Madre Tarcísia

A vida é feita de tempo e daquilo que fazemos com o tempo que dispomos. O tempo é o tecido de nossas vidas. Portanto, recordar é estender o tecido de nossas vidas. Esta era uma fotografia muitíssimo aguardada. Fui recebido … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

ESTUPRO E MULHER COM A NÁDEGA DE FORA – por Sosígenes Bittencourt.

Eu costumo dizer que julgo ser mais prazeroso beijar uma mulher com o seu consentimento do que manter congresso sexual com uma mulher sem sua permissão. Contudo, no primeiro caso, o cidadão deve ser considerado um sujeito normal; no segundo, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A televisão na minha visão – por Sosígenes Bittencourt.

A televisão é uma concessão de serviço público. No Brasil, não cumpre sua finalidade primordialmente educativa, que é obrigação, busca apenas o lucro. Qualquer fiscalização no intuito de coibir baixaria é logo tachada de “CENSURA”. O Estado se omite, e a mídia … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Recordar é Viver – por Sosígenes Bittencourt.

Eu quero dedicar esse baú de lembranças às meninas que estão me aperreando por fotografias do tempo da brilhantina. Eu estudei no Colégio Municipal 3 de Agosto, na década de 60. Fiz Curso de Admissão e fui o orador, por ocasião … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Era do Silêncio – por Sosígenes Bittencourt.

Tudo que há de bom, em mim, é resultado da DISCIPLINA do meu tempo. Sou da Era do Silêncio, quando tudo podia ser observado e sentido com paciência. Sou do tempo em que havia tempo de acompanhar a réstia do sol … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O coração que ri – por Sosígenes Bittencourt.

O sofrimento é um prolongamento da dor, ele sobrevive à dor. Sofrimento é deixar de agradecer pelo amor recebido e resmungar pelo amor que deixou de receber. Pessoas que amam a vida são pessoas que agradecem e, por isso, são pessoas calmas. A calma promove … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Amor e Sexo – por Sosígenes Bittencourt

Há uma enorme confusão que se faz entre AMOR e SEXO. SEXO se pratica, AMOR se sente. SEXO é pessoal, AMOR é interpessoal. Ninguém faz AMOR, o que se faz é SEXO. Você pode praticar SEXO sozinho, mas não pode AMAR sozinho, ninguém ama ninguém, ama alguém. Você pode AMAR alguém … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

No tempo de eu menino – Doce Japonês – por Sosígenes Bittencourt.

Uma vez minha mãe disse a minha irmã que comida de rua era porcaria. Quando o doce japonês passou na porta de casa, minha irmã pediu a minha mãe: – Mamãe, compra porcaria pra mim. Comi muito as cocadas de dona Isabel, algodão … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 1 comentário

Lenga-lenga entre Política e Economia – por Sosígenes Bittencourt.

Na realidade, é enorme a confusão que se faz, porque POLÍTICA e ECONOMIA são duas áreas distintas. A Política é uma invenção grega formidável para refletir a vontade dos homens, enquanto que a Economia passa ao largo da vontade dos … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

PADRE RENATO DA CUNHA CAVALCANTI – por Sosígenes Bittencourt.

Conheci padre Renato nos meus idos de menino. Havia meninos naquela época. Estudava na Escola Paroquial, sob a batuta maestrina de profª Luzinete Macedo. Bonita e asseada, educada e enérgica, explicativa, toda pedagógica. Foi lá que aprendi a conjugar o … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Filho indesejado – por Sosígenes Bittencourt.

Em cima de filho indesejado, nada mais inútil do que chibata moral e desespero. Justamente porque filho não programado é geralmente fruto de emoção desenfreada, apetite incontido. O procedimento deve ser sempre a preservação da serenidade em busca da razão, embora tardia, para solucionar questões … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

ABESTALHADO COM A VIDA – por Sosígenes Bittencourt.

Desde menino que eu sou abestalhado com a vida. A vida é uma loucura. Vivemos como se não fôssemos apodrecer, solitariamente, um dia. Nutrimos a esperança de sair voando para o céu, em forma de alma, alvos como um capucho de nuvem, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Regulamentação da Prostituição – por Sosígenes Bittencourt.

Prostituição é um tipo de comércio antiquíssimo. Porque quando um quer vender, e o outro quer comprar, só Deus na causa. E não precisa de regulamentação nem diploma. Escritor e prostituta são formados na vida. O escritor põe o cérebro nas páginas da literatura, e a … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Felicidade – por Sosígenes Bittencourt.

Um cidadão, aqui na rua, amanheceu botando Roberto Carlos pra tocar. Imagine a música que você quiser do repertório do Rei e o palco do evento. O dia amanhecendo, o céu nublado e os passarinhos alvoroçados e cantantes, saltitando sobre … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O Cabaré do meu tempo – por Sosígenes Bittencourt.

Eu estava na mocidade. O cabaré tinha muito o que nos ensinar. Foi no tempo em que um beijo engatava o sentimento amoroso. As prostitutas eram versadas na arte de enganar. Dava-nos a impressão de que nos amavam. Aquelas eram … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

CASO DE NÃO SE CASAR – por Sosígenes Bittencourt.

Por que o senhor não se casou ainda? – Medo de ter que fazer feira e levar menino pra parque de diversão. – Por que o senhor não se casou ainda? – Porque só caso por amor. – E o … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Racismo e Imaturidade – por Sosígenes Bittencourt.

O homem é o único animal que sabe que vai morrer. A pomba não sabe, a galinha não sabe. Portanto, o racismo não é uma consequência da diferença entre o branco e o preto. Racismo é falta de maturidade, deficiência … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A mais linda assombração que me assustou.

Linda Blair foi a menina mais linda que eu vi no cinema. A despeito, transformaram-na na menina mais feia que eu vi no cinema. Passei noites me acordando, embora mais impressionado com a sua beleza do que com a feiura da … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O bom tratamento – por Sosígenes Bittencourt

O ser humano é cativo do bom tratamento. Há diferença entre VER e OLHAR, OUVIR e ESCUTAR. Olhar é ver com atenção. Escutar é ouvir com atenção. Há quem conquiste, mostrando. Há quem conquiste, olhando. Há quem conquiste, falando. Há … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

NÃO RIA SE PUDER – por Sosígenes Bittencourt

Filhos de imigrantes japoneses são nissei. Netos de imigrantes japoneses são sansei. Filhos de brasileiros com cara de japonês nunsei. Sosígenes Bittencourt Perguntaram como seria topless em chinês. Resposta: Xen-Xu-Tian E como se fala pobre em chinês? Xen-Nada E “descalço”, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Gueixa, a sedução pela arte – por Sosígenes Bittencourt.

Engana-se, redondamente, quem acha que a gueixa é uma versão oriental de nossa prostituta. A gueixa lá no Japão, e a prostituta aqui na esquina. Primeiro, porque para ser gueixa é preciso muitos anos de estudo, enquanto para ser prostituta não é preciso nenhum … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

CONVERSANDO LOROTA – por Sosígenes Bittencourt.

Um dia, eu estava conversando lorota numa roda de mulheres faladeiras quando uma delas se saiu com uma conversa meio fútil, mas interessante ao mesmo tempo. É que eu perguntei por uma menina que conheci, meio namoradeira, moradora do bairro, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário