Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim.

Vestibular FAMAM 2020 Agendado Diariamente – Curso Recursos Humanos – Melhor Preço, Estrutura e Corpo Docente – Entre em contato conosco agora mesmo e agende sua prova – (81)3523-1559 – (81)9.8811-1559 (Também whatsApp) – FAMAM – Sua Nova Faculdade em Vitória de Santo Antão.

 

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Rua Joaquim Nabuco

Panorama da Rua Joaquim Nabuco - Matriz - 1973 

Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

ABORTO, OPINIÃO E PODER – por Sosígenes Bittencourt.

É função de quem LÊ e ESCREVE, sobretudo quando publica o que escreve, facilitar, pedagogicamente, para a compreensão do LEITOR.

Por exemplo, o ABORTO é matéria que pode, evidentemente, ouvir a opinião do Presidente da República, mas não é matéria a ser decidida pelo Presidente da República.

Quando o Supremo Tribunal Federal decide pelo aborto em fetos ANENCÉFALOS (sem cérebro) estão no uso de suas atribuições e não estão acatando nem rejeitando a opinião do Presidente da República.

O que o povo quer é que o Representante do Executivo mande no LEGISLATIVO e no JUDICIÁRIO, o que caracterizaria um rompimento com a INTERDEPENDÊNCIA de poderes e recrudesceria os anseios ditatoriais do governante. Quer dizer, o povo pode optar pelo candidato que é a FAVOR, ou CONTRA o aborto, mas não pode querer que seja matéria decidida pelo Presidente da República. Seria misturar alhos com bugalhos em detrimento de si mesmo. Compreende?

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Brunno Cesar.

Ouça a música “Final Feliz” na voz do cantor Bruno Cesar. Final Feliz - Brunno Cesar Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Disse-me o tricolor: “essa coisa tem muita sorte”…..

Em boa medida, na atual conjuntura, as redes sócias expressam as vozes e os pensamentos das pessoas que estão com você, de certa forma, interligadas. Hoje, por exemplo, é impossível navegar sem ser impactado pela notícia ou até o “gracejo” dos torcedores do Leão da Ilha do Retiro. Afinal, o Sport retornou à elite do futebol brasileiro.

Para muitos brasileiros o futebol é uma espécie de “razão para viver”. E, nesse contexto, por incrível que pareça,  “secar” o time rival passa a ser a segunda razão pela qual justifica sua passagem pela Planeta Terra. Hoje, por exemplo, já falei com duas pessoas vestidas com o uniforme do Tricolor do Arruda dizendo: “essa  coisa tem muita sorte”.....

Pois é...Na seara futebolística não basta seu time ganhar.... Difícil mesmo é ver o seu derrotado e o rival vitorioso!!! Mas logo ..logo outras batalhas chegarão. Hoje,  é o  dia do Leão e ponto final.

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

HÁBITO BRASILEIRO- O ATRASO- SALVOU O PAÍS NA 1a. GUERRA MUNDIAL -Escreveu: Ronaldo Sotero

A condição de deixar as decisões para depois , evitou o Brasil de sofrer várias perdas humanas no 1º conflito mundial , entre 1914 a 1918. Após ter três navios afundados, Paraná, Tijuca e Macau, pelos alemães, o presidente Venceslau Brás decretou guerra à Alemanha em 27.10.1917. Em agosto de 1918, o governo enviou uma esquadra para patrulhar a costa da África e Gibraltar. Antes de chegar à Europa, a frota perdeu 156 tripulantes em Dacar, Senegal, continente africano, por causa da gripe espanhola.

Um dia após a esquadra chegar ao estreito de Gibraltar, foi informada de que a guerra acabou com assinatura do armistício. A índole de animais como quelonios (tartarugas) e fazer as coisas incompletas, vagarosas, ironicamente, desta vez ajudou a evitar centenas de baixas entre os militares brasileiros, caso as tropas desembarcassem na Europa.

LER É DESCOBRIR - Ronaldo Sotero 
Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

CONVITE: aniversário do Instituto Histórico – próximo dia 23 – 19:30h.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Cultural: LEI DE PERIODICIDADE OU CICLOS – por MELCHISEDEC.

É a Lei que regula a sucessão periódica na manifestação cósmica e os grandes ciclos da vida, da morte dos átomos, dos astros e dos seres. É ela que faz o movimento de pulsação da Natureza e a respiração universal. Foi através da observação dos períodos onde determinados acontecimentos sempre se repetem, que começaram partindo de uma rotação infinitamente grande, efetuando assim sua revolução em torno de se mesmo e dentro de outra.

Os ciclos perpétuos de tempo recomeçam constantemente de modo periódico e inteligente no espaço e na eternidade. Há ciclos de matéria e há ciclos de evolução espiritual, e há também ciclos de raças, de nações e de indivíduos. Há um objetivo em cada ato importante da Natureza e todos os seus atos são cíclicos e periódicos. Assim é que observamos na história uma alteração regular de fluxo e refluxo na maré do progresso humano. Os grandes reinos e impérios deste mundo, depois de atingirem o ponto culminante do seu desenvolvimento, passam a descer, de acordo com a mesma Lei que os fez subir, até que, tendo chegado ao ponto inferior, a humanidade novamente se afirma e sobe outra vez, para alcançar, graças a essa Lei de progresso ascendente, uma altura maior que aquela, cujo ponto onde havia anteriormente descido. Mas, esses ciclos-rodas que se engrenam em outras rodas não incluem de uma só vez e ao mesmo tempo toda a humanidade.

O grande ciclo abrange o progresso da humanidade desde o aparecimento do homem primordial de forma etérea até a libertação do homem da matéria que o envolve, prosseguindo no seu curso ascendente, para recolher-se ao atingir o ponto culminante da Ronda.

Os grandes ciclos de raças, que incluem por igual todas as nações e tribos pertencentes àquela raça especial, mas, dentro deles há ciclos menores de nação e povo, que seguem seu próprio curso sem dependerem uns dos outros.

(VERDADES FUNDAMENTAIS – MELCHISEDEC – pág. 10 e 11).

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim.

Vestibular FAMAM 2020 Agendado Diariamente - Curso Recursos Humanos - Melhor Preço, Estrutura e Corpo Docente - Entre em contato conosco agora mesmo e agende sua prova - (81)3523-1559 - (81)9.8811-1559 (Também whatsApp) FAMAM - Sua Nova Faculdade em Vitória de Santo Antão.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Bairro do Cuscuz

Vista panorâmica do bairro do Cuscuz - Rua Doutor José Augusto - " Rua da APAMI" - ano não registrado. 

Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Deve ser por isso que se chama CAIpirinha. Olhe, é muita resenha, meu povo!!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

NOSTALGIA E MELANCOLIA – por Sosígenes Bittencourt.

Os gregos designavam NOSTALGIA como a dor dos que viajam, a dor dos navegantes, de “nostós” e “algós” – viagem e dor. Ora, a nostalgia é a saudade que dói, mas a recordação de um prazer, a lembrança daquilo que se distanciou. Diferente da MELANCOLIA, que é a saudade que dói, mas uma recordação daquilo que poderia ter sido e não foi. Melancolia significa “tristeza”, “melané” “kholé” – “bile” “negra”, da qual originava-se a “dor”, produzida pelo baço. É uma imaginação e uma desilusão.

Ora, um encontro, em setembro, reunirá amigos da geração dos anos 60. Nosso encontro pode gerar NOSTALGIA, uma saudade de algo que efetivamente aconteceu, e uma MELANCOLIA, algo que deixou de acontecer.

Contudo, essas dores poderão ser suavizadas pela poesia que as envolverá. E da dor, brotará a beleza. O poeta alemão Wolghang Goethe dizia: Faz da tua dor um poema, e ela será suavizada.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Almir Brito interpreta a Marcha Escocesa.

Disponibilizamos  interpretação da Marcha Escocesa, pelo amigo ALMIR BRITO,  no seu violão. [powerpress url=../mp3/almir_brito_10.mp3] Gostou da música? – Baixe a MP3 Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Mais uma quadrilha na mira da boa justiça!!!

Em algumas oportunidades, aqui no blog, realcei uma frase da então Ministra do STJ e Corregedora CNJ, Eliana Calmon, em entrevista à Associação Paulista de Jornais, o seguinte raciocínio: É o primeiro caminho para a impunidade da magistratura, que hoje está com gravíssimos problemas de infiltração de bandidos que estão escondidos atrás da toga”.  Pois bem, com  um atraso de mais de meia década, as coisas parecem que começaram tomar tonalidade.

Chamada de “Operação Faroeste”, deflagrada, ontem, na Bahia a mesma teve como alvo magistrados de alta plumagem acusados de “vender sentenças”. Lá,  estarão  “fora de combate”, por enquanto, quatro desembargadores e dois juízes.

Num país com regime democrático não se pode imagina que a justiça não funciona para todos. Essa ideia desmoraliza o sistema. Se não existe uma “justiça justa” a quem recorrer? Apesar dos pesares e de todas as tentativas de neutralizar essa “onda” saneadora no nosso País, estamos observando que as coisas estão mudando. Tomara que os bons ventos continuem soprando nessa mesma direção

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

20 de novembro – Dia da Consciência Negra – duas décadas antes da abolição Vitória já debatia o tema!!

Como a própria “comemoração” sugere – “Consciência Negra”-  hoje, 20 de novembro, abre-se um espaço especial dedicado ao debate das questões que envolvem essa ampla temática. Desde o fim da escravidão no nosso País – 1888 – que a sociedade discute e, pouco a pouco, vem avançando e adentrando no chamado “mundo civilizado”.

Na Vitória de Santo Antão do século XIX, tal qual no Brasil inteiro, as discussões foram intensas, conforme registros da época. Duas décadas antes do marco oficial de libertação dos escravos,  em todo território nacional, nas terras de Santo Antão um organizado movimento abolicionista ganhou volume.

Por incrível que possa nos parecer, olhando com os olhos de hoje, o grande debate nacional em torno da questão – abolição – travou-se no campo da insegurança jurídica, afinal a mudança dizia respeito à propriedade e ao patrimônio dos senhores. Discutiu-se até uma indenização coletiva.

Passadas mais de treze décadas, a  estrada continua longa e sinuosa no sentido de uma sociedade menos injusta e mais igualitária. Os descendentes dos escravos em nosso país ainda continuam pagando um alto preço pela falta, lá atrás,  de políticas afirmativas mais amplas. Mas, recentemente, a divulgação dos números  mostrando,  primeira vez na história, que  o percentual de pretos/pardos ultrapassou o de brancos nas universidades públicas nacionais não deixou de ser uma vitória. Com todo respeito às opiniões contrárias, esse tipo de dialogo só deve mesmo ser tratado com pessoas que tem um mínimo de conhecimento histórico sobre a formatação do Brasil.

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

CONVITE: aniversário do Instituto Histórico – próximo dia 23 – 19:30h.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Cultural: ÁRIA – por José Tavares de Miranda.

Numa noite assim de vento gelado a almas mortas

maus presságios e calafrios foi-se a donzela.

Numa noite assim sem esperança de aurora

nem sombra de lua foi-se a donzela.

Foi a donzela para nunca mais.

Onde se esconde sua mantilha de rendas?

Sua grinalda de rosas onde estará?

Seu coração magoado de ilusão pulsa ainda?

Em que terra crua seu cabelo é guardado,

Numa noite assim de estrelas comidas

em ginete de fogo seu amado passou

três assovios à porta e sua amada levou

e em três passos de espera a sua vida sugou.

Em três passos de espera.

(em TAMPA DE CANASTRA)

José Tavares de Miranda

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim

Vestibular FAMAM 2020 Agendado Diariamente - Curso Recursos Humanos - Melhor Preço, Estrutura e Corpo Docente - Entre em contato conosco agora mesmo e agende sua prova - (81)3523-1559 - (81)9.8811-1559 (Também whatsApp) - FAMAM - Sua Nova Faculdade em Vitória de Santo Antão.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Missa – 50 anos de Zito Mariano.

Vista panorâmica da Missa celebrada pela passagem dos 50 anos de vida de "Seu" Zito Mariano - Capela São João Batista - junho de 1978. 

Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Vai pra resenha, galera! Por sinal, quero ver minha #NaçãoPituzeira desejando felicidades ao casal nos comentários. Um brinde aos pombinhos.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

HOMENAGEM A DILSON LIRA – por Sosígenes Bittencourt.

Essa história de homenagear Dilson Lira é uma invenção arretada. E não custa parabenizar a Academia Vitoriense de Letras que promoveu Recital em sua memória. Se lá onde estiver, puder me ler, estará sorrindo, como sempre sorriu com minhas expressões.

Faz pouco tempo, eu ia atravessando a Avenida Mariana Amália, com o poeta Dilson Lira, quando ele parou no meio do trânsito e disse que havia sonhado com a Constelação de Eridanus, o Rio Celeste. Aí, eu, conduzindo-o pelo braço, relembrei: Nós somos do tempo que havia tempo de acompanhar a réstia do sol e contar estrelas.

Eu dizia a Dilson que não era muito chegado a CASAMENTO nem SEPULTAMENTO, talvez pela semelhança que enxergava entre as cerimônias. E ele botava pra rir.

Geralmente, lá na padaria, onde comia pão com bolo e chupava caramelo de café.

Aí, eu comentava: “Dilson, você vai viver muito porque não come e vai morrer porque não come.” E ele botava pra rir.

Mas, Dilson não deu asas ao Mal de Alzheimer, decorou todas as poesias que confeccionou. E, falando-lhe sobre ser poeta, eu o homenageava com meus versos, a saber:

Essa história de ser poeta é dom. Um bom dom. O poeta não faz poesia com as flores, com o mar, com o céu, sem a intenção de que você habite sua poesia. Ou seja, sinta o aroma das flores, a imensidão do mar, o mistério do infinito.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

“Valeu Senhor” na voz de Joelma Mota.

Ouça a música “Valeu Senhor“, composta por Aldenisio Tavares - interpretação de Joelma Mota. A canção é  integrante do CD “O Amor de Deus nos uniu”, lançado pelo compositor Aldenisio Tavares.  Valeu Senhor - Joelma Mota Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Com a intermediação do Blog do Pilako, famílias se reconectam depois de mais de três décadas!!!

Com mais de 25.000 postagens, ao longo dos mais de oito anos de atuação do nosso jornal eletrônico -  intitulado Blog do Pilako -,  hoje, essa linhas,  tem um sabor especial justamente  porque envolve um turbilhão de sentimentos que extrapola, por assim dizer,  a capacidade avaliativa do editor. Pragmaticamente não irei realçar os nomes dos envolvidos,  mas  confirmo  que se trata de acontecimento marcante,  ocorridos na nossa cidade,  há mais de três décadas,  envolvendo membros de famílias muito conhecidas e, ao mesmo tempo, uma história com final feliz.

Pois bem, semana passada, exatamente na segunda-feira, dia 11 de novembro, através do aplicativo de mensagens WhatsApp (mensagem de áudio)  um cidadão entrou em contato comigo dizendo morar no Estado da Bahia, mas que tinha familiares em Vitória. O mesmo chegou ao meu número guiado pelas informações do blog e do nosso canal no youtube. Disse-me  ele:

- “Boa tarde senhor Pilako,  eu sou aqui da Bahia e estou precisando falar com o senhor. Como é que eu faço”.  Noutra mensagem, ele adiantou o assunto:

- “ É que eu tenho parentes aí e não tenho nenhuma informação sobre eles.........Eu queria ver se encontrava eles.......Eu tava pesquisando e encontrei seu blog. O senhor poderia me ajudar?”.

Após os primeiro contatos ele me repassou algumas das poucas informações que dispunha até o momento. O pai dele,  vitoriense de nascença,  faleceu  quando o mesmo ainda era uma criancinha. Lá atrás (há quase 40 anos), após sair daqui (Vitória),  fugido, conheceu e morou  (casou) com a mãe dele numa cidadezinha do interior da Bahia. Na época,  ela – a mãe do rapaz -  tinha pouco mais de 13 anos e ficou viúva aos 18 anos – com um casal de filhos para criar.

As informações iniciais foram básicas e distorcidas, inclusive até o nome do seu pai foi  fruto de documentação falsificada. Para complicar a busca, falou-me também que existia a possibilidade de haver uma praça na nossa cidade com o nome do seu avô paterno, algo que mais adiante também não se configurou como verdade. De informações concretas e “quentes” apenas o nome da rua que seu pai morou, o nome da sua avó e de duas tias. E foi com essas pistas  que começaram surgir uma luz no fim do túnel,  na direção do êxito das minhas buscas e pesquisas.

Com a intenção apenas e tão somente de ajudar, começamos a trocar informações diariamente. A  mãe  dele  (que reside noutra cidade), através de mensagens de áudio, foi ajudando a montar o quebra-cabeça, até porque ele não lembrava de nada, uma vez que quando tudo aconteceu o mesmo  era apenas uma criança pequenina  – com já falei anteriormente.

Um fato complicador nessa “investigação” foi exatamente o nome “falso” do pai. Até dias atrás, após meus questionamentos,  nem ele nem sua mãe  sabiam o verdadeiro nome do provedor da família (pai/marido). Destravada essa questão, pessoalmente, consegui fazer o primeiro contato com um “suposto” familiar. Expliquei toda situação. Mesmo sem demonstrar qualquer boa vontade, o mesmo (suposto parente) passou-me o número do seu celular e autorizou-me repassa-lo  para o pessoal da Bahia. A conversa entre eles não prosperou. Um banho de água fria nas minhas investigações!! Insisti. Consegui o número de  telefone de outro membro da família para só assim chegar noutra irmã mais velha – que por acaso tem o mesmo  nome da pessoa citada inicialmente como “irmã do pai”.

Após muitas idas e vindas, até porque acabei me sensibilizando com a história desse  rapaz (baiano),  que colocou como "missão de vida" descobrir e conhecer os parentes do seu pai que, diga-se de passagem, nunca havia sido identificado nem por fotografia, tomei como ponto de honra – para mim – colocar um  ponto de “final feliz” nessa história.

Assim sendo, na noite de ontem (18), por volta das 19h, por telefone, conversei com a pessoa que julgava ser a tia do rapaz (baiano). Um tiro certeiro na mosca!! Ela confirmou a informação  das cartas  inclusive com o nome “diferente” que o seu irmão usava. Ela,  na qualidade de pré-adolescente, era quem narrava para sua mãe o conteúdo das cartas ( a matriarca não sabia ler). Até a noite de ontem, ela também não sabia que o irmão havia morrido, até porque há décadas que não recebia qualquer notícia dele. Disse-lhe, então,  a notícia que o seu irmão já estava morto,  mas que, ao mesmo tempo, havia sobrinhos e cunhada querendo estabelecer contato com todos os familiares  daqui.

Emocionada, disse-me ela com a voz trêmula: “ Pilako, ainda bem que eu já tomei meu remédio para pressão. Que história danada. Pode passar meu número e diga que vou avisar a todos os meus irmãos e sobrinhos. Mande o pessoal ligar hoje mesmo”.

E assim eu fiz....

Resumo da ópera: passava das 23h de ontem quando o rapaz da Bahia, chorando,  me ligou para agradecer,  mais uma vez. Disse-me  que desde 19h, ele, a irmã e a mãe estavam grudados ao telefone se comunicando,  em chamada de vídeo,  com os “novos” parentes encontrados na Vitória de Santo Antão. Em apenas uma frase ele resumiu tudo: “ é uma felicidade só”.

Portanto,  encerro essas linhas ciente do papel que desempenhei nessa jornada. Nem sempre entremos em campo pensando apenas na vitória, sobretudo quando somos agraciados com  a nobre missão de mediar o extraordinário "jogo da vida"  em que ambas equipes, ao final da partida,  sagram-se vencedoras. Com toda certeza essas famílias terão mais um motivo positivo para celebrar no próximo Natal.....

Publicado em A Lupa | 5 comentários

CONVITE: aniversário do Instituto Histórico – próximo dia 23 – 19:30h.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Cultural: Luz – por Adjane Dutra.

Vejo luzes no firmamento,

hoje um bem-te-vi me acordou

a aurora começou em ritmo audaz,

são sinais de Deus nos indicando

o caminho a seguir…….

Estou poetando,

estou tagarelando

para o mundo ter paz.

ADJANE COSTA DUTRA

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim

19 de novembro - Dia da Bandeira
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Bairro do Livramento.

Vista  da Rua  Marques do Herval  (Sobrado do Coronel Trajano) e da Rua Rui Barbosa. Ano não registrado.

Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Se tiver Pitú Cola, pode me chamar que eu vou. A mistura já vem pronta na latinha, dá pra levar pra todo canto e gela rapidinho. Ou seja, só vantagem.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

NAVEGANDO PELO FACEBOOK – por Sosígenes Bittencourt.

Navegava pelo Facebook, quando vi uma postagem que curti e comentei. A pergunta era a seguinte: Hoje no Brasil, qual a profissão mais promissora?

Responderam de tudo: parlamentar, beneficiário do Bolsa-Família, vereador, traficante, locutor, técnico do Sport Club do Recife, ladrão, coveiro, o diabo a quatro…

Ao que respondi: A profissão mais promissora é toda aquela que lhe conceda o sossego de dormir em paz. É melhor comer pão com manteiga sem tornozeleira eletrônica do que desfilar a bordo de camburão com dinheiro bloqueado nas Ilhas Cayman.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário