Arquivo da categoria: Fala, Vitória!

Coluna do Escritor vitoriense Sosigenes Bittencourt

O DESEJO E A DOR – por Sosígenes Bittencourt.

Passamos a vida, submetidos a duas experiências básicas: o desejo, que busca a satisfação, e o afeto que busca evitar a dor. Mas, como evitar a dor, se desejo é vida, e a vida impõe limite aos desejos? A dor … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O FURUNFAR DE NAJILA E NEYMAR – por Sosígenes Bittencourt.

  A questão é que Najila e Neymar queriam manter concurso carnal ou congresso sexual, mas Najila queria ser estuprada com preservativo. Não queria contrair neném nem doença venérea, preservando o assoalho uterino de geração e aparelho geniturinário de infecção. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Recordar é Viver: No tempo de eu menino – por Sosígenes Bittencourt.

Dentre as figuras lendárias e bizarras das quais tive notícias e algumas conheci, em Vitória de Santo Antão, espero que alguém relembre MANÉ CAPÃO, MÃO DE ONÇA, CAFINFIM, PAPA-RAMA, DIDI DA BICICLETA, BIU LAXIXA E O CORCUNDA ANÍBAL. MANÉ CAPÃO tinha os … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

São Pedro – por Sosígenes Bittencourt.

São Pedro, segundo a tradição, teria morrido em cerca de 67 d.C., e foi um dos doze Apóstolos de Jesus. O seu nome original não era Pedro, mas Simão. Cristo apelidou-o de Petros – Pedro, nome grego, masculino, derivado da palavra … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O erótico e o pornográfico – por Sosígenes Bittencourt

Esta é uma foto postada num site erótico japonês. Longe de ser uma imagem pornográfica, sugere o mais inebriante erotismo. De tão sugestiva, serviria até para enfeitar uma mensagem natalina, pela expressão angelical da menina. Nela, cabem todos os pensamentos. O erotismo difere da pornografia porque … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

RECORDAR É VIVER – HOMENAGEM AO PROFESSOR ADÃO BARNABÉ – por Sosígenes Bittencourt.

Esta semana, recebi honroso convite para assistir a Recital em homenagem ao meu ex-professor de inglês Adão Barnabé na Academia de Letras, Ciências e Artes da cidade. Infelizmente, não pude me fazer presente, uma vez acometido de dengue, este mal … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Ser Poeta – por Sosígenes Bittencourt

Essa história de ser poeta é dom.  Um bom dom.  O poeta não faz poesia com as flores,  com o mar,  com o céu,  sem a intenção de que você  habite sua poesia. Ou seja,  sinta o aroma das flores,  a imensidão do mar,  o mistério do infinito. Sosígenes … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Renovação e Esperança – por Sosígenes Bittencourt.

Que, em tempo de Renovação e Esperança, o passado sirva de exemplo na construção do Futuro e na preservação da Fé. Façamos um bom Presente para não termos tristes recordações. Relembremos as vezes que vencemos as adversidades. Acostumados a cair é que aprendemos a nos levantar. O que … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Carro a ar comprimido – por Sosígenes Bittencourt.

O carro a ar comprimido, além de alternativa de preservação do meio ambiente, serviria para botar moral na arenga universal pelo petróleo. O meu receio é que o ar torne-se tão importante que inventem de cobrar pelo ar que respiramos. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

MANHÃ DE SÁBADO – por Sosígenes Bittencourt

Manhã de sábado. O celular toca:  – Está onde, professor? – Viajando, minha filha. – Viajando onde? – Em minha casa. – E sua casa anda? – Não, estou lendo Manuel Bandeira.  – E o senhor viaja, quando lê, é? – Tem gente que … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Necrófilos, Necrófagos e Necrófobos – por Sosígenes Bittencourt.

Se existisse alma do outro mundo, os aproveitadores de mortos não estariam tão à vontade. Antigamente, os NECRÓFILOS desenterravam defuntos para copular. Enguiçavam os muros do cemitério, excitados com corpos em decomposição. Talvez, pela dificuldade de encontra alguém em decomposição que aceitasse … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

UMA DEFINIÇÃO DE MIM – por Sosígenes Bittencourt

Uma das melhores definições de mim não é minha, é do escritor e pensador inglês Chesterton (1874-1936): O homem SÃO é aquele que tem a tragédia em seu coração e a comédia em sua cabeça. Mas, explicou: A comédia do … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Sexo e Dor de Cabeça – por Sosígenes Bittencourt.

Sexo é bom para dor de cabeça, mas é preciso prescrição médica. Por exemplo, é importante evitar gravidez indesejada. O efeito colateral pode gerar uma tremenda dor de cabeça. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

SINÔNIMO DE SER HUMANO É LIMITE – por Sosígenes Bittencourt

Todo homem crê no limite de sua Fé, e descrê no limite de sua descrença. Portanto, ninguém crê tanto quanto crê (acredita) nem descrê tanto quanto descrê (acredita). Sinônimo de ser humano é limite. Deus não criou o homem para … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

SOU TORCEDOR BRASILEIRO – por Sosígenes Bittencourt

Eu não consigo torcer contra o Brasil. Há um país que vive em mim, livre de qualquer influência que o desfaça. Ademais, a esperança nutre-se de vitórias, não de derrotas. De que nos servem as derrotas, senão como lição. Uma … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

HORA DE BRINCAR, BRINCAR – por Sosígenes Bittencourt.

De um padre para um alcoólico dentro de um ônibus: – Você sabia que esse caminho é para o inferno? Aí, o alcoólico: – Êita, peguei o ônibus errado. Certo dia, um bêbado pediu a um outro bêbado uma lapada … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

SÃO JOÃO: NO TEMPO DE EU MENINO – por Sosígenes Bittencourt.

Das três maiores festas anuais, o São João é a mais singela e tradicional. O Ano Novo nos trespassa de tristeza, porque sugere a contagem do tempo e amontoa os mortos. Abrimos álbum de retrato e botamos pra choramingar. O Carnaval é … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória!, Sem categoria | Deixar um comentário

Mestre Zé Guedes – por Sosígenes Bittencourt.

Hoje, creio que pouquíssimas pessoas sabem que quem construiu os jazigos da primeira entrada do Cemitério São Sebastião foi meu bisavô, José Guedes da Costa. E não só, ele também esculpiu os frontispícios do Cemitério e do Mercado de Farinha. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

FRAGMENTOS – Retifica Sentimental – por Sosígenes Bittencourt

Se o seu relacionamento não está engrenando, procure uma retífica sentimental para trocar as atitudes. Sosígenes Bittencourt  

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

REFLEXÕES SOBRE PARTIDOS POLÍTICOS NO BRASIL – por Sosígenes Bittencourt.

Questões de pobres são de pobres. Os ricos cuidam de suas questões. Nenhum herói ou regime político irá salvar o mundo. O mundo só se salvará pela empatia e solidariedade, e esses pré-requisitos não pertencem aos capitalistas, nem aos heróis … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

NO TEMPO DE EU MENINO – MÊS DE MAIO – por Sosígenes Bittencourt.

  O mês de Maio sempre foi um mês dedicado à mulher. Mês de Maria, de se celebrar o namoro e o noivado, místico período entre os prazeres da carne e o sacrifício do espírito, o desregramento e a temperança, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

ESTUDADO PORTUGUÊS – por Sosígenes Bittencourt

(O verbo “SUICIDAR-SE” é um PLEONASMO?) O verbo “suicidar-se” vem do latim sui (“a si” = pronome reflexivo) + cida (= que mata). Isso significa que “suicidar” já é “matar a si mesmo”. Dispensaria, dessa forma, a repetição causada pelo … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

FRAGMENTOS – Sosígenes Bittencourt 

O apaixonado não dorme. Ele precisa do corpo do objeto da paixão, mais do que quem ama, que não precisa do corpo para amar. Sosígenes Bittencourt 

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

SOBRE AVAREZA E ESBANJAMENTO – por Sosígenes Bittencourt.

O escritor e professor português Vergílio António Ferreira  (1916 – 1996) dizia que “A avareza pode ser uma expressão de humildade, como o esbanjamento o é de megalomania.” No contexto bíblico, Esbanjamento não está catalogado como Pecado, mas a Avareza, sim. Contudo, se … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

No tempo de eu menino – por Sosígenes Bittencourt

No tempo de eu menino,  havia caramujo no Rio Tapacurá;  hoje, todo sujo, nem aruá. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

CRISTO E MALUF – por Sosígenes Bittencourt.

História engraçada conta o jornalista pernambucano Aldo Paes Barreto, em seu livro Causos & Casos, que acontecera em Nova Jerusalém. Durante um espetáculo, em plena Campanha pela Presidência, Paulo Maluf está na plateia. No palco, braços abertos, Pilatos indaga a … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O coração que ri – por Sosígenes Bittencourt

O sofrimento é um prolongamento da dor, ele sobrevive à dor. Sofrimento é deixar de agradecer pelo amor recebido e resmungar pelo amor que deixou de receber. Pessoas que amam a vida são pessoas que agradecem e, por isso, são pessoas calmas. A calma promove … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

ABESTALHADO COM A VIDA – por Sosígenes Bittencourt

Desde menino que eu sou abestalhado com a vida. A vida é uma loucura. Vivemos como se não fôssemos apodrecer, solitariamente, um dia. Nutrimos a esperança de sair voando para o céu, em forma de alma, alvos como um capucho … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

SOBRE A BREVIDADE DA VIDA – por Sosígenes Bittencourt.

O ser humano é um animal sem solução. Ele tem sempre a impressão de que há algo de errado consigo mesmo. Sobretudo quando submetido à angústia de que a morte é o horizonte da vida. Todo ser humano tem um livro escrito … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Hábitos do Primeiro Mundo no Imundo – por Sosígenes Bittencourt.

No Rio de Janeiro, atirar uma bituca de cigarro no meio da rua pode gerar multa. Basta o esquadrão da Guarda Municipal flagrar. Esse expediente é imitação do Primeiro Mundo, implantado no Imundo. E tem detalhe: se o sujismundo se … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário