Arquivo da categoria: Fala, Vitória!

Coluna do Escritor vitoriense Sosigenes Bittencourt

Transparência – Sosígenes Bittencourt

Um homem tem todo direito de não querer uma mulher, mas não tem o direito de enganá-la. Não querer não é falta de respeito, enganar é roubar. Transparência é a palavra. E serve para ambos. É preciso saber o que se quer. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

NÃO RIA SE PUDER – Sosígenes Bittencourt.

Um dia, eu estava na Praça Leão Coroado, à Hora do Ângelus, numa roda de cervejeiros a filosofar, quando me apareceu um ex-aluno potencialmente embriagado: – Professor, o senhor fala difícil, é metido a sabido, mas os tapurus irão comer … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

No primeiro dia útil do ano – Sosígenes Bittencourt

No primeiro dia útil do ano, um casal anoiteceu se beijando. Inútil lembrar-lhes o cotidiano. Esqueceram até que mudaram de ano… Sôfregos, se abraçavam, se beijando. O Brasil deve ser um dos países onde mais se beija no mundo. Falta-se ao trabalho para se beijar. Vai-se ao trabalho para … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Para refletir – Sosígenes Bittencourt.

Caso nossa maior necessidade fosse informação, Deus nos teria enviado um educador. Se nossa maior necessidade fosse tecnologia, Deus teria nos enviado um cientista. Se nossa necessidade fosse dinheiro, Deus teria nos enviado um economista. Mas, uma vez que nossa maior necessidade era o perdão, Deus nos … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

HORA DE BRINCAR, BRINCAR.

De um padre para um alcoólico dentro de um ônibus: – Você sabia que esse caminho é para o inferno? Aí, o alcoólico: – Êita, peguei o ônibus errado. Certo dia, um bêbado pediu a um outro bêbado uma lapada … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A Paixão – Sosígenes Bittencourt.

A paixão é hipnótica, conteúdo mental invasivo. A paixão tem vontade própria. O apaixonado, não. A paixão é cega e vê, porque vê o que quer sem entender. A paixão é sentimento abdominal, nasce de baixo para cima. A paixão deve dar um sentido à vida, não um sentido à … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Não ria se puder – Sosígenes Bittencourt

De tanto me dedicar aos dramas humanos, me esqueci de apreciar os bichos. Talvez, tivesse me decepcionado menos. Um dia, meu menino me perguntou: – Painho, o que é que aqueles porcos estão fazendo no meio da rua? – Porcaria, meu filho. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

UM CERTO DOMINGO – Sosígenes Bittencourt.

Um certo domingo, corria o ano de 2010, eu assistia a uma reprise do Conexão Internacional, quando apareceu o jornalista e escritor carioca Carlos Heitor Cony, sendo entrevistado por Roberto D’Ávila. Engraçado, disse simpatizar os cínicos, desde Sócrates a Machado … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Fragmentos – Sosígenes Bittencourt.

O povo não sabe o que é INFLAÇÃO nem DEFLAÇÃO, sabe o que é AFLIÇÃO. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O BRASIL FUNCIONA MAL – Sosígenes Bittencourt.

Existe cota racial para branco pobre e descendente de negro? Tem descendente de negro, branquinho que nem um fantasma, do cabelo pixaim, pobre que dá dó e sem direito a cota racial. Parece que no Brasil tudo funciona mal. O … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Não ria se puder – Sosígenes Bittencourt

Filhos de imigrantes japoneses são nissei. Netos de imigrantes japoneses são sansei. Filhos de brasileiros com cara de japonês nunsei. Perguntaram como seria topless em chinês. Resposta: Xen-Xu-Tian. E como se fala pobre em chinês? Xen-Nada E “descalço”, como seria? … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A Acídia – Sosígenes Bittencourt.

O contrário de quem tem força interior e Fé em Deus é aquele que sofre de um dos Pecados Capitais mais graves: a Acídia, que é a Preguiça Espiritual. A Preguiça, como a conhecemos, é definida no mundo Capitalista como … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

ÍNDIO E CARA-PÁLIDA – Sosígenes Bittencourt.

Por que será que os índios não batem em criança? Ora, porque os índios não enganam as crianças. Logo, as crianças não têm como desobedecê-los, pois não há duas atitudes, dois comportamentos incompatíveis a serem seguidos. Também não bate em … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

CRISE PRISIONAL E MEDO – Sosígenes Bittencourt.

Se você perguntasse que sentimento deveria nos provocar a realidade dos presídios brasileiros, eu diria “medo”. Óbvio. Ora, se os presos não têm segurança nos presídios, que segurança temos nas ruas, ou mesmo dentro de nossas residências. O único lugar … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

LOUCO DA BOA LOUCURA – Sosígenes Bittencourt.

Eu sempre tive essa mania de escrever. Até que, em 1987, eu passei a escrever para ser lido. Ou seja, antes, eu escrevia para não esquecer ou não ter que me lembrar do que estava pensando. Na realidade, a gente escreve quando … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

UM DIA, EM CUMBUCO, NO CEARÁ.

Um dia, eu fui bater na praia de Cumbuco, no Ceará. Havia passeio de Bugre, dunas, o céu bem pertinho do mar. Eu vi gente a cavalo, senti cheirinho de fumo de rolo, vi paraquedista bailando no ar. Parecia uma … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Fragmentos – Sosígenes Bittencourt.

O ANOITECER é a hora da SAUDADE. O AMANHECER é a hora da ESPERANÇA. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

MINHA FANTASIA – Sosígenes Bittencourt.

A minha fantasia é original e não me custa um tostão. Estou fantasiado de coroa, e o alfaiate é o tempo. Embora, sem neto, posso ser o avô das meninas, sobretudo das solteironas casadoiras e das separadas esperançosas. A música … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A MENTE E O CORAÇÃO – Sosígenes Bittencourt.

Se você sentir uma pontada no coração, preste atenção. Ele deve estar desapontado com o que você está pensando. Pensar é muito rápido, por isso você deve parar para pensar no que está pensando. O coração não ama, ele é … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

PARABENIZANDO OS TAURINOS.

Elemento: Terra Regente: Vênus Verbo: Eu tenho Seu símbolo é um TOURO. Forma com Virgem e Capricórnio a triplicidade dos signos da Terra. Com pequenas variações nas datas dependendo do ano, os taurinos são as pessoas nascidas entre 21 de … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

PÉ DE PITANGA – Sosígenes Bittencourt.

Debruçado sobre o muro aqui de casa, um pé de pitanga vigia a rua. Mulheres que vêm de bairros distantes passam, de braços dados, a admirá-lo. – Êi, Maria, vê quanta pitanga! As pitangas, suspensas no ar, parecem se balançar … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A MÚSICA E MINHAS EMOÇÕES.

O filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900) deduzira: Sem a música, a vida seria um erro. Depois, chamam-me de hiperbólico quando descrevo minhas emoções musicais. Quando a dosagem é exagerada, é natural que o efeito seja um exagero. O filósofo francês Voltaire (1694-1778) já apregoava: … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Fragmentos – Sosígenes Bittencourt.

Aproxima-se o São João. É preciso espigar-se todo para enxergar uma espiga de milho. Milhas de terra dariam milho aos milhares, enquanto a fome campeia em milhões de vísceras. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

BANANA PRA TODO MUNDO.

Num longo discurso sobre as virtudes da banana, há espaço até para a alegria e a felicidade, pois a banana, além de servir de combustível, produzindo energia, contém uma proteína chamada TRIPTOFANO, que o organismo a transforma em SEROTONINA, o … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O HOMEM ACHA A PAZ CHATA.

A guerra é o cúmulo da insanidade coletiva, é a única disputa em que não há vencedor. A guerra é a legalidade do crime. Pergunta a quem perdeu um filho, sobre a vitória. Quem foi o vencedor da guerra que … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

PALESTRA NO PRESÍDIO DE VITÓRIA DE SANTO ANTÃO.

Houve pontos importantes que fiz questão de frisar, em minha palestra, para detentos no presídio de Vitória de Santo Antão. Dentre outros, discursei sobre a IRA e sobre a LIBERDADE. A Ira é um sentimento que deve ser resignificado, ou … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

FRAGMENTOS – Sosígenes Bittencourt.

Há trevas que requerem luz interior. O homem quer saber do mundo onde está, mas precisa saber o mundo que é. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

REFLEXÕES SOBRE PARTIDOS POLÍTICOS NO BRASIL.

Questões de pobres são de pobres. Os ricos cuidam de suas questões. Nenhum herói ou regime político irá salvar o mundo. O mundo só se salvará pela empatia e solidariedade, e esses pré-requisitos não pertencem aos capitalistas, nem aos heróis … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

CALCEOLÁRIA UNIFLORA OU FLOR-BONEQUINHA.

A beleza não é uma invenção do homem, a beleza existe. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Seu Duca Raizeiro.

O analfabetismo patético e humorístico do curandeiro é caso sem remédio. Do tipo gato com “J” e jacaré com “G”. Misericórdia! Seu Duca é muito mal-eDUCAdo. Seu Duca não deveria ter sido raizeiro, deveria ter estudado para cortar o mal pela raiz. Quer dizer, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário