Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Tem nem perigo da minha #NaçãoPituzeira errar essa senha. Deixa a resposta nos comentários, galera!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Istambul, Napoleão e Eu – por Sosígenes Bittencourt.

Este é o Palácio Dolmabace em Istambul. Se a Terra fosse um só estado, Istambul seria sua capital – dizia Napoleão Bonaparte (1769-1821). Compatibilizar RIQUEZA com EXTINÇÃO DA MISÉRIA é o grande desafio da humanidade. Lembra-me o renomado escritor e pensador francês Anatole France (1844-1924):

“A pobreza é indispensável à riqueza, a riqueza é necessária à pobreza. Esses dois males engendram-se um ao outro e sustentam-se um ao outro. O que é preciso não é melhorar a condição dos pobres, mas acabar com ela.”

Eu diria: Ninguém nasceu para ser tão rico que chegue a pensar que é um deus, nem tão pobre que chegue a desconfiar da existência de Deus.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Ricardo Rico canta “Paciência” – composta por Lima.

Hoje disponibilizamos a música “PACIÊNCIA“, composta pelo vitoriense Lima, na voz de Ricardo Rico (foto). Paciência - Ricardo Rico Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Náutico Campeão Nacional: em Vitória, a comemoração foi tímida!!

Na qualidade de torcedor do Clube Náutico Capibaribe, desde sempre, sempre ouvi essa  cantiga: “nadar, nadar... e morrer na praia....”. Para a minha geração isso  não foi lenda...Isso foi fato. Pois bem, com essa conquista nacional o Náutico mostrou para os seus torcedores que daqui para frente, em campo, poderá deixar para o tempo pretérito esse estigma. Disputou na raça e decidiu na hora que foi para decidir a parada!!

Uma discussão tosca e sem sentido diz repeito à inclusão da “estrela” ou não!! Ora!! O Náutico disputou e venceu a série “C”,   não poderia, portanto, usar outra estrela!! Se o mesmo já atuou, em outras épocas, numa outra condição e perspectiva,  paciência! Hoje, a realidade está posta.... Se em muitas décadas em disputa não conseguiu   um título nacional, quem sabe, é a partir desse que irá se avançar?

Imagino que,  por conta do “hiato”, no que se refere aos títulos, tanto nacional como alguns “jejuns” estaduais,  a torcida do Náutico não tenha crescido na proporção dos outros rivais direto aqui no estado – Sport e Santa Cruz.

Na nossa Vitória, por exemplo, na noite do domingo (06), dia histórico para os alvirrubros, não se viu aquele alvoroço e  euforia ganhando as ruas centrais. Aqui e acolá, alguns grupos comemoravam efusivamente. Portanto, me posiciono: QUERO A ESTRELA NO PEITO!!! CAMPEÃO DA SÉRIA "C"!!

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Literatura Aberta – Osman Lins: escritor plural – Escreveu – Ronaldo Sotero.

Falecido aos 54 anos, em São Paulo, na plenitude de suas atividades literárias, o escritor vitoriense Osman Lins (1924 - 1978), continua lido, estudado e publicado. Com o selo editorial da CEPE, sob a organização do professor da UFPE, Anco Márcio Tenório de Oliveira, acaba de ser lançado o primoroso trabalho de 380 páginas de título, Osman e Hermilo, seleção de 199 cartas trocadas entre os escritores pernambucanos Osman Lins e Hermilo Borba Filho (Palmares 1917 - Recife 1976), de forma regular durante anos.

O estudo do professor Anco Márcio é uma verdadeira imersão na obra desses consagrados autores, pela inclusão de 1.600 notas explicativas e comentadas no rodapé das páginas. Há curiosidades, comentários , críticas, nessas missivas, que têm como pano de fundo a literatura, o teatro e o momento político do país em seus diversos cenários. Sobre Osman, por exemplo, um dos originais de seu livro Avalovara, romance, de 1973, chegou a ser recusado pela editora Globo. Mais tarde, a editora Melhoramentos aceitou a publicação, traduzida para o inglês, pelo mesmo tradutor de Machado de Assis, Jorge Amado, Guimaraes Rosa, o americano Gregory Rabassa, da Universidade de New York. O professor Rabassa, falecido há poucos anos, foi oficial da inteligência e criptografo durante a Segunda Guerra Mundial. Uma mente privilegiada.

Seria iniciativa auspiciosa o lançamento dessa obra fundamental na terra natal de Osman Lins, com o apoio do Instituto Histórico e Geográfico do município, assim como da Academia Vitoriense de Letras, e faculdades, verdadeiros relicários da difusão do conhecimento e da intelectualidade na Terra das Tabocas. LER É DESCOBRIR.

Ronaldo Sotero
Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

5ª Missa do Vaqueiro – 13 de outubro – Engenho Bento Velho

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Momento Cultural: Jesus Cristo – por João do Livramento.

Para falar de Jesus Cristo

Nós precisamos entender

Que ele sofreu todo calvário

Pra nossa alma não perecer

Esta dívida da humanidade

Eu e você é quem produz

A cada dia nós pregamos

Jesus Cristo em nossa cruz

As cusparadas em sua face

São proferidas por rejeição

A filosofia do jesus homem

Que não adentra o coração

Gananciosos o esbofeteiam

E o açoitam todos mesquinhos

Cada aborto é o que terce

Sua coroa de espinhos

É flagelado pelos corruptos

E por mentirosos caluniado

Os violentos com suas lanças

Sempre o atingem abrindo o lado

No indigente as suas sedes

Com amargor são saciadas

Porém se a sede for de justiça

As suas pernas serão quebradas

Só cessará tal sofrimento

Se a humanidade compreender

Que quando fere seu semelhante

A Jesus Cristo faz padecer

João do Livramento.

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim.

Inscreva-se através do nosso portal:www.escolhafamam.com.br ou através dos Telefones  81 3523.1559/ 📲 98811.1559 (Whatsapp).

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Açougue Público

Açougue Público - construído em 1865 - registro em 1965, por ocasião da sua reforma. 
Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

O pituzeiro usando a criatividade pra fazer o que ele faz de melhor: aquela caipirinha no grau. Valeu pelo registro, Thiago Patrício!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Sobre a Eternidade – por Sosígenes Bittencourt.

Há quem pense em ir para a Eternidade. Ora, se a eternidade é eterna, nós estamos na eternidade. Não há vida fora da eternidade nem morte na eternidade, posto que a eternidade é feita de “agoras”. Portanto, não adianta se apegar tanto às coisas deste mundo, um mundo temporal, que se desfaz com a morte do mortal.

Só há duas coisas incompreensíveis na vida: nascer sem pedir e morrer sem querer.

Arthur Schopenhaeur, conhecido como o mais pessimista dos filósofos, dizia que o homem é um eterno insatisfeito. Dizia que “o homem pode fazer o que quer, mas não pode querer o que quer.”

E aconselhava uma saída para esse eterno sofrimento: o desapego e a arte.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória!, Sem categoria | Deixar um comentário

Amor Maior – na voz de Serginho.

Amor Maior – na voz de Serginho . Amor Maior - Serginho Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

1º CROSSRUN: O Box Vitória transformou o Pátio da Matriz numa verdadeira arena de CROSSFIT!!!

Criado pelo treinador Greg Glassman, nos Estados Unidos, na década de 1980, o “Crossfit” surgiu como um programa de treinamento e condicionamento físico que tem por finalidade melhorar as capacidades fisiológicas das pessoas, sejam elas atletas, militares, jovens ou idosos.

Pois bem, na noite do sábado (05), pela primeira vez, acompanhei um evento dessa modalidade. Na referida  atividade, participantes foram  divididos por categorias e em equipes. De olho no relógio e acompanhados por árbitros, os mesmos executaram  exercícios previamente combinados. Muita adrenalina e vibração!!

Intitulado de 1º CROSSRUN,  0 evento foi promovido pelo Box Vitória, e atraiu um bom número de participantes e curiosos. Em parceria com empresas locais, o evento contou com a estrutura da Marcone Sonorização e o importante apoio da FAMAM - Faculdade Macêdo de Amorim e da Pharmapele - farmácia de manipulação.

Durante o evento, outras atividades dessa natureza foram anunciadas para breve. Parabéns aos organizadores, pela iniciativa.  Vale a pena conferir!! Veja os vídeos  - algumas das disputas.

 
Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

A 3ª edição da “Corrida do Vapor” promoveu um belo espetáculo pelas ruas da Vitória!!

Na sua terceira edição, a “Corrida do Vapor” aconteceu na manhã do domingo (06). Tanto a largada quanto à chegada teve como palco o Pátio da Matriz. Individualmente ou em grupo,  corredores foram chegando. Grupos das cidades circunvizinhas também marcaram presença, promovendo um bom e animado evento esportivo.

No percurso de pouco mais de 5 km, basicamente divididos entre  Matriz, Praça Duque de Caxias, Estrada Nova, Avenida Mariana Amália e Rua Melo Verçosa uns quinhentos  corredores fizeram a festa por onde passaram.

Divididos em várias categorias, eventos dessa natureza costumam reunir pessoas com objetivos bem distintos: unas correm para vencer, outros para melhorar o seu próprio tempo e boa parte para concluir a prova. Até porque, manter-se ativo em frequente atividade física, talvez seja o maior desafio.

Particularmente falando, para mim, uma corrida inesquecível. Pela primeira vez corri ao lado do meu filho, Gabriel. Evidentemente que só no início. Ele, com 16 anos terminou a prova em pouco mais de 30 minutos, eu, já acima do meio século de vida, conclui em 41 minutos. Venceram todos!! Parabéns aos promotores do evento pela organização e profissionalismo. Show de Bola!!

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Eleição Conselho Tutelar aconteceu no domingo.

Após campanha de rua e nas redes sociais, durante o domingo (06),  aconteceu a eleição para ocupação do Conselho Tutelar na nossa cidade. Votei por volta das 9h, no prédio da FAINTVISA. Por lá, aparentemente,  tudo tranquilo. No inicio da noite o resultado foi divulgado.

Eis a relação da votação dos eleitos:

Cláudio Júnior (2.227), Dida (2.134), Irmã Zezinha (1.678), Alzenir Vasconcelos (1.466) e Nildo Alencar (1.381).

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Momento Cultural: SAUDADE APAIXONANTE – por Heitor Luiz Carneiro Acioli.

Que tempo bom foi o que passou quando estava sempre ao seu lado você ao meu. Quando éramos unidos até o fim da nossa chama de amor, a qual nem após nossa morte se apagaria. Mas, isso só até aquele 15 de março, quando discutimos e terminamos. Entretanto, minha querida, nunca me esqueci de você nem dos maravilhosos momentos que passamos juntos e é por isso que quanto mais saudade eu sinto mais a quero e para você, este texto escrevi devido a saudade apaixonante.

(Meu Jeito – em Versos e Prosas – Heitor Luiz Carneiro Acioli – pág. 01)

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim.

Inscreva-se através do nosso portal: 🖥www.escolhafamam.com.br ou através dos Telefones  81 3523.1559/ 📲 98811.1559 (Whatsapp).

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Comemoração Instituto Histórico.

Teatro Silogeu - Instituto Histórico -  festividades do dia 03 de Agosto de 1974.

Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Quando o pituzeiro tá com a faca e o limão na mão, que nem Leandro Cavalcanti, a noite só pode dar em resenha. É ou num é?

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Detrás de minha casa – por Sosígenes Bittencourt.

Detrás de minha casa, de um alpendre, eu vejo os telhados das casas vizinhas, a rua lá embaixo, a serra lá longe, o céu escampo.

À tarde, quando é verão, as nuvens relembram minha infância. Eu ficava vendo as nuvens formar carneirinhos, às vezes um monstro. Um dia, eu vi um bule direitinho.

Detrás de minha casa, eu ouço o palavreado de minha cidade, o cheiro de pão francês, ruído de caminhão, latido de cachorro. Agora, deu pra passar helicóptero, besourando, com aquela cauda de gafanhoto. Quando é amarelo e preto, eu só penso que é a polícia catando vendedor de marijuana.

Havia uma fábrica que passava a vida funcionando. Faziam biscoito. O cheiro de morango, de chocolate e frutas cítricas era tão forte que a gente acordava, de madrugada, para beber água de quartinha. Hoje, só escombros, as lagartixas se despencam dos muros, frágeis de inanição.

Detrás de minha casa, vemos homens que jogam dominó para esquecer o tempo, passar as horas. Como se fosse perigoso pensar na vida. Quem bota pra pensar na vida, geralmente pensa na morte. Melhor ser um gato, um peixe, um passarinho.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Hino de Vitória de Santo Antão – Versão Orquestra Avalovara e o Coral da 1ª Igreja Batista da Vitória

Hino da Vitória de Santo Antão – versão Orquestra Avalovara e o Coral da 1ª Igreja Batista da Vitória.
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Conselho Tutelar: dos meus cinco votos, me sinto seguro para declarar três – Tia Lú, Joselito e Albertino!!

No próximo domingo (06) acontece a eleição para os membros do Conselho Tutelar da nossa cidade. Costumeiramente, na qualidade de sociedade, estamos sempre a reclamar das decisões verticalizadas. Eis aí, portanto, uma boa oportunidade para exercermos nossa cidadania.

Na qualidade de membro da comunidade de antonense,  irei votar. Assim como todos os eleitores, tenho direito a sufragar cinco nomes. Uma prova escrita ratificou os postulantes , no que se refere à capacidade intelectual, mas é o seu voto que definirá a nova composição.

Em mente, os cinco já foram escolhidos. Dois por indicação.  Já com relação às outras três escolhas, de certa forma, tenho ou já tive algum tipo de relacionamento pessoal/profissional com eles,  o  que nos proporciona um certo grau de conhecimento, quanto à sua conduta social – sem nenhum demérito aos demais.

Assim sendo, me sinto seguro para declarar intenção do voto nos seguintes postulantes:  Albertino Corrêa, Joselito Elias e Tia Lú. Aproveito para desejar sucesso a todos!!!

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Sérgio Moro: até quando?

Desde os primeiros movimentos públicos de grande repercussão do então juiz federal Sérgio Moro  que passei,  através da imprensa, a observa-lo. Suas ações, dentro de um conjunto de iniciativas,  despertou admiração e ódio ao mesmo tempo. Pavor dos que estavam acostumados com o “sistema”. Esperança para um sem número de brasileiros que estavam cansados de tanta impunidade.

Foi apenas com a sua pena que o magistrado chegou aos pícaros da fama. Seu nome ultrapassou as fronteiras em todas as direções. Diz um adágio popular: “em guerra de sapo, de cócoras com ele”. Aqui e acolá, o mesmo cometeu alguns excessos e  ultrapassou a linha que lhe cabia, mas também não se pode achar que no submundo da pilantragem exista algum tipo de regra que não seja o de se dá bem e continuar livre, leve e solto.

No meu modestíssimo entendimento, até porque existe muita coisa que não temos ideia de como foi processada, acho que o seu primeiro grande passo errado foi abrir mão do seu espaço, construído com “sangue, suor e lágrimas”, em troca de um salto no pantanoso oceano político.  Aliás, aos amigos mais próximos, na ocasião da sua ida para o ministério da justiça, confessei meu descontentamento, até porque,  até então,  não imaginava que o mesmo poderia ser seduzido pelo enigmático canto da sereia política.

Passados nove meses no cargo, o ex todo poderoso juiz federal de primeiro grau, já deve ter entendido que o “buraco é mais em baixo”. Não são os atos de oficio que mudam os movimentos da classe  política  nem os das suas excelências da corte suprema. Quem muda a sociedade são os exemplos.  Quem muda comportamento coletivo é a devida  aplicação  da lei, sobretudo na direção dos que se acham intocáveis.

No que se refere às questões de combate à  corrupção e lavagem de dinheiro, desde de que o então e incontestável juiz Moro transferiu-se para a  cadeira de ministro, até o presente momento, as mesmas tem caminhado no sentido contrario daquilo que o levou a unanimidade nacional. Daí a minha pergunta: até quando o Moro vai aguentar tanta humilhação? Nesse ritmo,  nem sua biografia será salva.....Te liga Moro!!!

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Dias das Crianças do 21ª Batalhão – “ADOTE UMA CRIANÇA” – R$ 15,00 – Vamos Participar!!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Cultural: Meu pecado – Henrique de Holanda.

Eu não posso saber qual o pecado que, irrefletido, cometi; suponho seja, talvez, porque te fosse dado meu coração, – a essência do meu sonho..

Se amar é crime, eu vou ser condenado e toda culpa, em tuas mãos, eu ponho. – Quem já te pode ver sem ter amado?!… Quanto é lindo o pecado a que me exponho!

Se tens alma e tens sangue, como eu tenho; se acreditas em Deus, dizer-te venho, – Que pecas, tens amor, és sonhadora…

Deus deu a todos coração igual. Se eu amo, sofres desse mesmo mal. – O teu pecado é o meu, – és pecadora!

(Muitas rosas sobre o chão – Henrique de Holanda – pág. 22).

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Jardim Ipiranga.

Construção do bairro Jardim Ipiranga - registro do final da década de 1960.
Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

MENTIRAS ESPETACULARES – Sosígenes Bittencourt.

A minha geração sempre foi alvo de duas mentiras espetaculares: O Brasil é o país do futuro, e o mundo vai se acabar. O “futuro” seria a “prosperidade”, e o mundo iria ser engolido por uma coivara de fogo, ou inundado por um gigantesco maremoto. O futuro não chegou, o mundo não se acabou, e a gente se acabando.

Sosígenes Bittencourt 

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Arquivo do Brega.

Lulinha no seu “ARQUIVO DO BREGA 1″ - música de autoria de Odair José  - A NOITE MAIS LINDA DO MUNDO. A noite mais linda do mundo - Arquivo do Brega Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário