Arquivo da categoria: Fala, Vitória!

Coluna do Escritor vitoriense Sosigenes Bittencourt

Origem da palavra FREVO

A palavra vem de “ferver”. Por corruptela “frever”, dando, naturalmente, “frevo”, palavra já consagrada no “Dicionário dos Brasileirismos”, de Rodolfo Garcia. Fernando Wanderley observa que nada é mais comum numa terra canavieira do que a “frevura” – fervura dos tachos … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Retrospectiva – Carnaval 2011 – Senhor Lama

Este é o insuportavelmente emporcalhado Senhor Lama. É pouco investimento e muita criatividade. De aspecto sebosíssimo, dependendo da origem da lama, deve feder pra caramba. A resistência da pele é de desmoralizar as teses e avaliações dermatológicas mais profundas. Feito o alcoólatra que é condenado pela … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Atendimento bancário

Lentidão em atendimento bancário é safadeza. Banco atua fora da Lei, desobedece impunemente as normas de atendimento. O banco poderia colocar 20 caixas para atender. Estaria gerando emprego e tratando o cliente dentro da Lei. Ademais, banco é bando, porque assalta o usuário sem … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Carnaval de Orquestra e de Trio

Todo ano, surge essa discussão. Obviamente que, se a invenção de Dodô e Osmar não houvesse se espalhado por outras regiões, não haveria essa celeuma entre os ritmos regionais. Mas, marketing é marketing. A mídia apoiou e a praga se disseminou. O … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 4 comentários

Um dia, o meu menino

Um dia, o meu menino, como me considerasse velho, deduziu: – Painho, eu penso que, quando o senhor era menino, o mundo era PRETO e BRANCO. Eu: – Acabaste de realizar o teu primeiro poema.   Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Vando

O artista não morre, encanta-se. O artista, agora, é luz, é raio, estrela e luar. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Decálogo das proibições de Carnaval

Chamar pela mãe do próximo, quer precise, quer não precise. Beber fiado no Sábado de Zé Pereira e assinar vale nas cinzas. Pular o frevo com os pés à altura do rosto do adversário. Arengar com a Polícia. Jogar fezes e urina nos … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Carnaval pode destruir praça

E nem precisava de Carnaval para destruírem a Praça. O povo odeia tudo que é público, ou seja, destrói tudo que lhe pertence. Portanto, não havia necessidade de afundar a praça e erguer outra, bastava preservar, remendar aquilo que o povo sempre estará quebrando. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Desfile de ambulância

Desfile de ambulância ao espocar de fogos, em minha cidade, é caso sem remédio. Só falta a banda de música. Quero brincar Carnaval! Quero um Kit Ambulância! Quero direito a feijoada, cachaça e ambulância! Quero uma plantonista de plantão! Sosígenes … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 2 comentários

Mulher vulgar

A diferença entre uma mulher VULGAR e uma INVULGAR está no procedimento. A vulgar é pornográfica, a invulgar é erótica. A PORNOGRAFIA é o nu sem mistério, o nu sem arte, o EROTISMO é a sugestão do nu, onde há espaço para a imaginação. Mulher VULGAR é sempre tagarela, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 3 comentários

Dilma, em Cuba, e Yoani com raiva

Dilma Roussef deu um saltinho ali em Cuba, mas não deu um pio sobre o Regime Cubano. Quem ficou enjicada com sua atitude foi a blogueira e encrenqueira Yoani Sánchez. A jornalista queria que Dilma metesse o pau no desrespeito aos Direitos Humanos no sítio … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 4 comentários

Droga e contradições

Adolescente não tem juízo para usar droga. Droga é para usuário, não para dependente. O usuário usa, o dependente não consegue viver sem usar. Droga não pode ser usada em público, por causa do direito do outro. O direito de não conviver com o … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Sport 4, Náutico 3

Enxerida é minha impressora. Só por causa do jogo, ela hoje, quando imprime, faz uma zoadinha assim: O SPORT O SPORT O SPORT O SPORT O SPORT… Tem jeito? Saudações rubro-negras! Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | 2 comentários

Amor e Sexo

Há uma enorme confusão que se faz entre AMOR e SEXO. SEXO se pratica, AMOR se sente. SEXO é pessoal, AMOR é interpessoal. Ninguém faz AMOR, o que se faz é SEXO. Você pode praticar SEXO sozinho, mas não pode AMAR sozinho, ninguém ama ninguém, ama alguém. Você pode AMAR alguém … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 2 comentários

Virilidade e Silicone

Remédio para virilidade é mulher sem silicone. Não há nada pior para virilidade do que apalpar silicone. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | 2 comentários

Big Bobagem Brasil

Sinceramente, cara, mas eu nunca vi uma modalidade de moça tão decente quanto Monique, essa menina que foi estuprada, quando estava nua e embriagada no Big Bobagem Brasil. Que menina! Ela tomou uma carraspana com um tal de Daniel, em seguida, impulsionada pela … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 5 comentários

Santo e Fogos de Artifício

Eu costumo dizer que, se eu fosse arriado por dinheiro, teria sido fogueteiro. Por quê? Porque, na minha cidade, soltam fogos de artifício até pra dor de cotovelo. No momento, por exemplo, estão acordando a população na base do estrondo porque é Dia do … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 4 comentários

A paz do mundo

Eu tenho mania de pensar que a paz do mundo está no coração. Não há paz no mundo porque procura-se onde não está? Nas coisas mudas, naquilo que está do lado de fora. Nas coisas sem vida, meramente coisas. Por que teima, o homem, em procurar … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Ir a Tamandaré

Estão danado me chamando para ir a Tamandaré. Não me chamem tanto para ir a Tamandaré. Ninguém é o mesmo diante do mar. Principalmente, eu, que aprendi a nadar em São José da Coroa Grande. Lá pro lado de Ipojuca, Rio Formoso, Serinhaém … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 2 comentários

Gabriela Maldonado

Não sei o que acontece com quem canta Nessun Dorma, a ária do compositor Giacomo Puccini. Era assim com Luciano Pavarotti, é com Andrea Bocelli, foi assim com Gabriela Maldonado, a argentina que abiscoitou 200 mil reais, sagrando-se campeã da competição “Qual é o seu … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 3 comentários

Dia de “reses”

Vocês não sabem da graça. Estava na parada de ônibus, esperando o veículo para ir à praça, o mesmo banco, o mesmo jardim, quando me apareceu uma madame, até pouco mais ou menos, e saiu-se com essa: – O senhor vai … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Os Reis Magos potiguares

Estes são os 3 Reis Magos potiguares, banhados pela luz solar, no Rio Grande do Norte. Segundo o Hagiológio, que estuda a vida dos santos, são eles Belchior, Gaspar e Baltazar. Seguindo uma estrela itinerante, os orientais levaram incenso, ouro e mirra, para presentear o menino Jesus. É dia de dar capim … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Roubo de Celular

O telefone chamado está fora de área ou desligado, seu idiota! Há quem pense que cultura é o acervo artístico de um povo. Está correto. Contudo, hábitos também são dados culturais. Um hábito que já faz parte de nossa cultura … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 2 comentários

No primeiro dia útil do ano

No primeiro dia útil do ano, um casal anoiteceu se beijando. Inútil lembrar-lhes o cotidiano. Esqueceram até que mudaram de ano… Sôfregos, se abraçavam, se beijando. O Brasil deve ser um dos países onde mais se beija no mundo. Falta-se ao trabalho para se beijar. Vai-se ao trabalho para … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A Esperança 2012

No batente da garagem, há dias, há uma esperança. Apesar de imóvel, a esperança vive, a esperança não morre. Eu fui dormir, pensando na esperança. Eu acordei, procurando a esperança. Eu pensava que a esperança havia ido embora. Porém, a esperança permanecia ali, verde como a esperança. … Continue lendo

Publicado em Editorial, Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Pensando na vida

Sou do tempo em que havia tempo de acompanhar a réstia do sol e contar estrelas. Sou do tempo em que o coral dos grilos orquestrava a sonoplastia das estrelas. Minha avó Celina botava perfume e penteava os cabelos para ouvir o jogo do Sport … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | 2 comentários

Para refletir

Caso nossa maior necessidade fosse informação, Deus nos teria enviado um educador. Se nossa maior necessidade fosse tecnologia, Deus teria nos enviado um cientista. Se nossa necessidade fosse dinheiro, Deus teria nos enviado um economista. Mas, uma vez que nossa maior necessidade era o perdão, Deus nos … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Rosto de japonesa

Esta é uma foto postada num site erótico japonês. Longe de ser uma imagem pornográfica, sugere o mais inebriante erotismo. De tão sugestiva, serviria até para enfeitar uma mensagem natalina, pela expressão angelical da menina. Nela, cabem todos os pensamentos. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Acreditar

Acreditar em Deus e na Imortalidade da Alma não faz mal a ninguém, é lucro certo. Fé não é acreditar em algo que você não vê, é acreditar em algo que você sabe. Eu não vejo o outro lado do mundo, mas sei que ele existe. É noite, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Hipocrisias natalinas

O patrão triplicou sua riqueza, e os empregados triplicaram suas dívidas. Apesar dos pesares, todos têm de mostrar os dentes no banquete de confraternização. Para isso, é preciso moderar na bebida, ficar vigilante quanto aos rancores. Uma palavra errada, você pode abraçar o sol desempregado. Não cometa aventuras … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário