Arquivo da categoria: Fala, Vitória!

Coluna do Escritor vitoriense Sosigenes Bittencourt

ABESTALHADO COM A VIDA – por Sosígenes Bittencourt

Desde menino que eu sou abestalhado com a vida. A vida é uma loucura. Vivemos como se não fôssemos apodrecer, solitariamente, um dia. Nutrimos a esperança de sair voando para o céu, em forma de alma, alvos como um capucho … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

SOBRE A BREVIDADE DA VIDA – por Sosígenes Bittencourt.

O ser humano é um animal sem solução. Ele tem sempre a impressão de que há algo de errado consigo mesmo. Sobretudo quando submetido à angústia de que a morte é o horizonte da vida. Todo ser humano tem um livro escrito … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Hábitos do Primeiro Mundo no Imundo – por Sosígenes Bittencourt.

No Rio de Janeiro, atirar uma bituca de cigarro no meio da rua pode gerar multa. Basta o esquadrão da Guarda Municipal flagrar. Esse expediente é imitação do Primeiro Mundo, implantado no Imundo. E tem detalhe: se o sujismundo se … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

FRAGMENTOS – Saudade – por Sosígenes Bittencourt

Saudade é o único sentimento que não morre quando se mata. É matando a saudade e morrendo de saudade. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

No tempo de eu menino – Mês de Maio – Sosígenes Bittencourt

O mês de Maio sempre foi um mês dedicado à mulher. Mês de Maria, de se celebrar o namoro e o noivado, místico período entre os prazeres da carne e o sacrifício do espírito, o desregramento e a temperança, a fornicação e … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O CATADOR DE LIXO – por Sosígenes Bittencourt

Na frente de minha casa, um catador de lixo, degradado, cata comida entre sacos de plástico biodegradável. Porém, nada ensaca sem cheirar, amolegar ou chupar o dedo. Muito cuidadoso, vai separando o que julga comestível entre os detritos orgânicos em putrefação. Olha para … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

DEMOCRACIA E VOCÊ – por Sosígenes Bittencourt

No dia da eleição, preste atenção. Não vá com ânsia ao período de vacância. Das 8 às 17h, ninguém manda no poder, ninguém governa, quem ocupa o poder é você. Não espere que a Justiça julgue os políticos, julgue-o, você. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A vida e o artista – por Sosígenes Bittencourt.

A vida é um espetáculo sem revisão, é acontecendo. É o gerúndio que nos oferece a sensação da vida presente, a sensação de duração: nascendo, vivendo, morrendo. Estar vivo é como não ter mais jeito, o jeito que tem é … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A mais linda assombração que me assustou.

Linda Blair foi a menina mais linda que eu vi no cinema. A despeito, transformaram-na na menina mais feia que eu vi no cinema. Passei noites me acordando, embora mais impressionado com a sua beleza do que com a feiura … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Solidões – por Sosígenes Bittencourt 

Uma mulher: – Professor, eu estou pensando em passar um tempo sozinha. Eu: – Posso saber o motivo, madame? A mulher: – Depois da última decepção que eu tive, eu pretendo passar dois anos sem querer ninguém. Eu: – Coincidência. Eu … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O coração que ri – por Sosígenes Bittencourt

O sofrimento é um prolongamento da dor, ele sobrevive à dor. Sofrimento é deixar de agradecer pelo amor recebido e resmungar pelo amor que deixou de receber. Pessoas que amam a vida são pessoas que agradecem e, por isso, são pessoas calmas. A calma promove … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

NO BAR DA COCHEIRA – por Sosígenes Bittencourt

O Bar da Cocheira fica como quem vai para o Matadouro. É uma casa de família. O barzinho é um fundo de quintal, de dona Léo de Zé Pedreiro. Quando bate a tardinha, sobe aquele aroma adocicado de chiqueiro de … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

MANGA COM SAL? – por Sosígenes Bittencourt

Como eu fui criado chupando manga SEM SAL, nunca me acostumei com essa modalidade de chupada, essa aventura estomacal. E ainda há quem lambuze a fruta na laminha do sal com vinagre. Na feira, a primeira pergunta era a seguinte: … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

GRATIDÃO E REMORSO – por Sosígenes Bittencourt.

Muitas vezes, é preciso perder os pais, para refletir sobre sentimentos. O sentimento predominante, na perda dos pais, não é de GRATIDÃO, e, sim, de REMORSO, não é a gratidão pelo que nos fizeram, mas o remorso pelo que deixamos … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O bom uso da inteligência – por Sosígenes Bittencourt

A vida ensina, você é que tem de fazer bom uso da inteligência. A inteligência é uma FACULDADE, todos nós a temos. O bom uso da inteligência gera SABEDORIA. Às vezes, o que aprende com facilidade tem pouco interesse, e o menos capaz, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

NO TEMPO DE EU MENINO – por Sosígenes Bittencourt.

Sou do tempo em que havia tempo de acompanhar a réstia do sol e contar estrelas. Sou do tempo em que o coral dos grilos executava a sonoplastia das estrelas. Se os primeiros anos de vida marcam o homem, como … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O artista – por Sosígenes Bittencourt

O escritor escreve a poesia, o pintor pinta a poesia, o escultor esculpe a poesia o músico toca a poesia. Todo mundo tem intuição, mas o artista tem a técnica de revelar sua inspiração. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

A televisão na minha visão – por Sosígenes Bittencourt

A televisão é uma concessão de serviço público. No Brasil, não cumpre sua finalidade primordialmente educativa, que é obrigação, busca apenas o lucro. Qualquer fiscalização no intuito de coibir baixaria é logo tachada de “CENSURA”. O Estado se omite, e a mídia … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Inveja e Sucesso – por Sosígenes Bittencourt.

Não há sentimento bom nem ruim, mas o resultado daquilo que você faz com o sentimento. Por exemplo, INVEJA é um sentimento positivo quando invejamos o BELO e buscamos reproduzir. Muita gente fez sucesso na vida imitando. O ser humano é um … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

LOUCO DA BOA LOUCURA – por Sosígenes Bittencourt.

Eu sempre tive essa mania de escrever. Até que, em 1987, eu passei a escrever para ser lido. Ou seja, antes, eu escrevia para não esquecer ou não ter que me lembrar do que estava pensando. Na realidade, a gente … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

DIA DAS MÃES – por Sosígenes Bittencourt

Hoje é dia das mães. Ontem foi dia das mães. Amanhã será dia das mães. Todo dia, todo tempo é dia das mães. Enquanto houver uma pulsação de amor, onde houver o ato da fecundação será momento de se comemorar … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

FRAGMENTOS – por Sosígenes Bittencourt

Deus fez o MUNDO para o homem viver. O homem não entendeu, fez o IMUNDO. Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

TODO EXTREMO É VENENOSO – por Sosígenes Bittencourt.

Ninguém tem tanto juízo para lidar com o poder que os governantes do mundo têm. O homem não nasceu para ser tão pobre que chegue a desconfiar da existência de Deus, nem tão poderoso que chegue a pensar que é Deus. … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Celeuma entre Ética e Moral – por Sosígenes Bittencourt

Lembra-me um dos discursos que estabelece a diferença entre ÉTICA e MORAL. A Moral é aquilo que nos ensinam: não matarás. A Ética é aquilo que aprendemos: matarei para sobreviver. A Moral tem a ver com o SUPEREGO, a Ética tem … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Adalberto Lucio, nosso parceiro de equipe, mandou bem demais na foto e no prato. Foi ou num foi? Agora, quero saber se na próxima ele me chama pra essa resenha.

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Racismo e Imaturidade – por Sosígenes Bittencourt

O homem é o único animal que sabe que vai morrer. A pomba não sabe, a galinha não sabe. Portanto, o racismo não é uma consequência da diferença entre o branco e o preto. Racismo é falta de maturidade, deficiência … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O beijo – por Sosígenes Bittencourt

O beijo mais ensaiado de todos os tempos foi aquele dado pela atriz Grace Kelly em James Stewart no filme “Janela Indiscreta”, de Alfred Hitchcock. Foram necessárias 87 repetições da cena para satisfazer o diretor, cuja exigência por perfeição era quase tão célebre quanto seus filmes. Comentário: … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Quem pode perdoar? – por Sosígenes Bittencourt

O grande equívoco é que quem pode perdoar é quem pode castigar, é o Juiz, o Carrasco, o Papa. Quem é castigado não pode perdoar, quem está com o pescoço sob a guilhotina não pode perdoar o carrasco, não lhe … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

O Papa e os homossexuais – por Sosígenes Bittencourt

O Papa preferiu dizer que não é ninguém para julgar os homossexuais a dizer que homossexualidade é pecado. Aconselhou inserir os homossexuais na sociedade e condenou a discriminação. Buscou a humildade, eximindo-se de condenar o ser humano. Entregou o seu julgamento ao Juízo … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Seu Duca Raizeiro – por Sosígenes Bittencourt

O analfabetismo patético e humorístico do curandeiro é caso sem remédio. Do tipo gato com “J” e jacaré com “G”. Misericórdia! Seu Duca é muito mal-eDUCAdo. Seu Duca não deveria ter sido raizeiro, deveria ter estudado para cortar o mal pela raiz. Quer dizer, … Continue lendo

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário