“Taboquinhas” pela Orquestra Super Oara.

Música  “Taboquinhas” –  pela Orquestra Super Oara ao vivo – 2010

[powerpress url=../mp3/taboquinhas-saudade.mp3]
Gostou da música? – Baixe a MP3

Aldenisio Tavares

Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Santo Antão – por Pedro Ferrer

A Igreja Católica no decorrer de sua história atravessou sérias crises tanto teológicas, como morais. Em algumas saiu chamuscada. Chamuscada mas vitoriosa. Vitoriosa, por não ser dirigida por homens, mas sim pelo Divino Espírito Santo. E esse mesmo Espírito intervia nas crises através de sua divina pedagogia. Sabiamente utilizava os próprios homens. Fazia deles, com traumas algumas vezes, é bem verdade, instrumentos de seu magnífico plano, sem agredir, o que o homem tem de mais sagrado, sua liberdade.

No início do cristianismo, por influências do judaísmo e dos sábios gregos, surgiram muitas dúvidas doutrinárias que geraram as primeiras grandes heresias. Para combatê-las, o Divino Paráclito, lançou mão de seus doutores, os grandes padres da Igreja. Era a época da Patrística. Entre muitos temos: João Crisóstomo, Basílio, Inácio de Antioquia, Atanásio, Clemente de Alexandria,  Gregório de Nissa,  Jerônimo, Ambrosio,  Agostinho.

Na obscura Idade Média, novamente a Igreja entra em crise, dessa feita, mais moral que teológica. Entretanto o Espírito de Deus vela por ela. E através dos próprios homens, como Francisco de Assis e Catarina de Sena, encontrou-se a solução.

O mundo evoluiu.  Eis que entramos na efervescência do Renascimento e da Reforma. Mais uma vez o Espírito Santo pedagogicamente vai buscar  Inácio de Loiola, Teresa de Jesus (Teresa de Ávila), Erasmo de Rotterdam, Tomás Moro etc. Personagens cultas, formadoras de opinião, expoentes da intelectualidade cristã. O Pai, com seu carinho, vai ajudando o homem a crescer e os obriga a encontrarem as soluções. Após o Renascimento vem o período Barroco e a Contra Reforma. Nele vamos encontrar  Vicente de Paulo, Bossuet e João Batista de La Salle.

Nos dois últimos séculos despontam, Frederico Ozanam, Charles Péguy, Leão XIII, João XXIII, Pedro Casadálgia e Helder Câmara. Poderíamos citar muitos outros, todavia os mencionados são aqueles que primaram em levar a Igreja a trilhar seu caminho mais original e mais autêntico, a caridade.

E o que tem Santo Antão a ver com essa maravilhosa epopeia da Igreja? Retornemos aos primeiros séculos. Santo Antão foi contemporâneo de alguns dos Santos Padres.

Os Santos Padres, é importante frisar, nasceram num marco teológico que foi se originando a partir do Novo Testamento e são os detentores do legado da Igreja apostólica. Legado que tinha como principal opção, os pobres e os oprimidos.

Alguns dos Santos Padres da Igreja, como é o caso de Agostinho, que tinha dois anos de nascido quando Santo Antão morreu, receberam forte influência da carismática figura que era Santo Antão. Sua contagiante personalidade irradiou-se por muitos séculos.  Seu exemplo de fé, de desprendimento, de amor aos pobres marcaram, não só Santo Agostinho, o principal doutor da patrística latina, mas uma multidão de monges. Santo Antão com sua vida contemplativa solidificou e expandiu a prática monástica. Vale registrar a considerável marca que nosso PADROEIRO imprimiu na vida de Atanásio, um dos Santos Padres. Atanásio, quando jovem, atraído pela vida ascética, foi viver ao lado de Santo Antão que levava uma vida austera e contemplativa no deserto. Um dia, Alexandre, o Bispo de Alexandria, cidade egípcia que fica às margens do Mediterrâneo, visitando Santo Antão, conheceu Atanásio. Convidou-o para ir assessorá-lo em Alexandria e o ordenou diácono. Nessa época surgiu o arianismo, heresia que negava a divindade de Jesus Cristo. Essa doutrina causou muitos estragos entre os cristãos da época. Silenciosamente, pedagogicamente, “sem querer, querendo”, o Divino Espírito chamou Atanásio, que se tornou o cruzado da divindade de Jesus Cristo. Assumiu a causa, defendeu bravamente a ortodoxa doutrina, atraindo para si muitos inimigos.

Mais tarde, Atanásio, que foi canonizado após sua morte, enlevado pelo exemplo de Santo Antão, resolveu escrever lhe a biografia. Biografia essa, que tornou Santo Antão mais conhecido, difundindo seu exemplo, colaborando para propagar e solidificar a vida monástica.

Pedro Ferrer

Publicado em A Lupa, Vitória Ontem e Hoje | Deixar um comentário

Programação dos “Monges” para o carnaval 2020.

A diretoria dos "Monges em Folia" nos enviou informações no que se refere a sua programação carnavalesca  2020. 

Carnaval vem chegando e a Companhia dos Monges em Folia está disponibilizando à venda  camisas para o desfile 2020. As mesmas  custam  R$ 50,00 e podem ser compradas pelo telefone/zap 9 8827-1481 / 9 9939-0703 - à vista ou no cartão de crédito em até  2 vezes.

Em 2020 "Os Monges" desfilará duas vezes. No dia 20/02/2020,  no Recife Antigo,  às 20:32 h,  e no dia 22/02/2020 -  Sábado de Zé Pereira -  no tradicional horário, ou seja: 21:32 h. Concentração na Praça da Matriz,  em Vitória. No percurso o tradicional serviço de garçom c/Whisky Open Bar, além das senhas para cerveja e pitú-cola - serviço de bar só no desfile local.

O tema desse ano é "Saudade", tendo como  homenageado o nosso amigo Cristiano Pilako, Uma pitada de Saudosismo  para as pessoas que fizeram história no carnaval antonense.  No comando da animação musical, a Orquestra Temperada da cidade de Chã Grande,  que  toca na agremiação por quase uma década.

A Diretoria

Publicado em A Lupa, Revivendo o Carnaval | 1 comentário

9ª Feijoada da ABTV – Abertura Oficial do Carnaval da Vitória – dia 25 – Restaurante Gamela de Ouro.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa Vídeo Carnaval: entrevista com doutora Iara Gouveia – 1988

Publicado em O Tempo Voa - Vídeos | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa Carnaval: Pastoril

CARNAVAL DOS ANOS 80. PASTORIL NA CASA DO SENHOR . PAULO FERRER - NA FOTO: DRYTON BANDEIRA, LAURO TENÓRIO, MIZURINHA, ALEXANDRE, NECO, FERNANDO MOURA E JOÃO BATISTA.

Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Ele é um dos maiores cantores do país, gosta de uma resenha e já fez uma música que fala da Pitú. Valeu pela foto, Thiago!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

CAPIBA NO CÉU – por Sosígenes Bittencourt.

Lourenço da Fonseca Barbosa * Surubim: 1904 + Recife: 1997 Capiba chega ao céu. Sorridente e de braços abertos, penetra sem kit no bloco de Nelson Ferreira, Irmãos Valença e Felinho. Ao som de Vassourinhas, de Matias da Rocha e Joana Batista, os anjos danam-se a frev(o)ar e plumas caem. Vem um ente traquinas e seringa cloreto de etila no ar. O folguedo, alegre e saltitante, vai circulando um salão de nuvens e volatiliza-se sob uma neblina de papéis picados.

Sosígenes Bittencourt
Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

CEBOLA QUENTE É CHEIRO.

Música “CEBOLA QUENTE É CHEIRO“, composta por Aldenisio Tavares e Samuka Voice -  canta Ery Fã Farra. Cebola Quente é Cheiro – na voz de Ery Fã Farra Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

9ª Feijoada da ABTV – abertura oficial do carnaval da Vitória – acontece no dia 25 de janeiro.

Chegando para a sua 9ª edição acontece no sábado, dia 25 de janeiro, no Restaurante Gamela de Ouro,  a Feijoada da ABTV, evento esse promovido pela Associação dos Blocos de Trio da Vitória. Na prática, o encontro carnavalesco se configura como a abertura oficial dos festejos de momo na “República da Cachaça”.

Além do ambiente festivo, com muita música e animação, também consta na programação oficial da festa homenagens póstumas e reconhecimento a pessoas e entidade que contribuíram para  o enriquecimento da nossa festa maior – carnaval da Vitória.

Assim sendo, nós, que fazemos a ABTV, convidamos todos os envolvidos diretamente com o nosso carnaval a participar desse momento de descontração e confraternização carnavalesca. Antecipadamente rendemos nossas homenagens ao Engarrafamento Pitú – Patrocinador Oficial do Evento – por continuar sendo a coluna vertebral do Carnaval Vitoriense.

Serviço: Evento: 9ª Feijoada da ABTV Local: Restaurante Gamela de Ouro Dia: 25 de janeiro  - a partir das 11h Presença de orquestra de frevo e artistas que irão se apresentar no carnaval vitoriense 2020.

Acesso: valor da pulseira/ingresso custa R$ 30,00 - direito ao almoço /bebidas serão cobradas por fora. As pulseiras poderão ser compradas na portaria do evento ou, antecipadamente,  com entrega em domicílio,  com Pedro Silva,  pelo zap: 9.8508.4265

 
Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Na Saudade, a Gente Brinca Melhor!!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa Carnaval Vídeo: ETESÃO – 1990

Desfile do Etesão - carnaval de 1990 - Pátio da Matriz

Publicado em O Tempo Voa - Vídeos | Deixar um comentário

O Tempo Voa Carnaval: As Virgens da Vitória.

AS VIRGENS DA VITÓRIA – PÁTIO DA MATRIZ – ANO NÃO ANOTADO. 
Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Quando o motorista dobrar a esquina, a rua toda vai saber que é meu caminhão de mudança chegando. Eita resenha!
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Origem da palavra FREVO – por Sosígenes Bittencourt

A palavra vem de “ferver”. Por corruptela “frever”, dando, naturalmente, “frevo”, palavra já consagrada no “Dicionário dos Brasileirismos”, de Rodolfo Garcia.

Fernando Wanderley observa que nada é mais comum numa terra canavieira do que a “frevura” – fervura dos tachos de mel, nos engenhos de açúcar, fervura lenta, bem quente, etc. A primeira referência na imprensa à palavra “frevo” está registrada no dia 12 de fevereiro de 1908, no “Jornal Pequeno”, órgão que marcou época na história da imprensa de Pernambuco. Já em 1909, o dito do ano era “Olha o frevo!”, conforme se lê no mesmo jornal de 22 de fevereiro. A palavra caiu no gosto da população e daí passou aos livros mais responsáveis. Designa, ao mesmo tempo, a música típica do carnaval recifense e os esfregados da massa em plena folia.

Obs: Corruptela – modo errado de escrever ou pronunciar uma palavra ou locução.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

REGRESSO DO “MOTORISTAS”.

Música "REGRESSO DO "MOTORISTAS”, composta por José Marques de Sena – interpretação de Cássio Campos.

Regresso do Motoristas – Cássio Campos Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

CONVITE: 1ª Salão de Arte Antoniana – 13 a 15 de janeiro – Clube ” O Leão” – já começou!!!

É muito gratificante realizar uma exposição com artistas antonenses, Vitória de Santo Antão é um celeiro de gente talentosa e novos artistas vão se revelando a cada dia, despertando-se um sentimento de orgulho e amor a nossa terra das Tabocas.

No dia 13/01 inauguramos a exposição desses artistas - 1º Salão de Artes Antoniana, um evento que está sendo muito bem prestigiado pela nossa comunidade local onde percebemos o entusiasmo de todos que chegam no Clube Leão para admirar as belíssimas paisagens em óleo sobre tela e nanquim retratando o nosso cotidiano e entre outras criações diversas.

Partiu do Monsenhor Mauricio a ideia de evidenciar o 1º Salão de Artes Antoniana na semana em que comemoramos os festejos do nosso padroeiro Santo Antão e agregamos como apoio o nosso Instituto Histórico e Geográfico, FACOL e Ferrer Imagem Diagnóstico. O evento é uma realização da nossa paróquia Matriz e a Cor e Artes.

É importante frisar que a arte resgata vidas em vulnerabilidades, ela pode dar satisfação pessoal aos jovens evitando o mundo das drogas, da criminalidade e de tantos malefícios, a arte é vida, a artes recupera.

Artistas Participantes:

Fernando Nascimento – Óleo Sobre Tela Dênio Marques – Óleo Sobre Tela Zózimo Alves – Óleo Sobre Tela Marlene Alves – Óleo Sobre Tela José do Nascimento ( Zezinho) – Óleo Sobre Tela Edivânia Santos – Óleo Sobre Tela Clayton Araújo – Óleo Sobre Tela Lucas Brito – Acrílica Sobre Tela Almir Brito – Desenhos em Papel Canson Jones Pinheiro – Pintura em Nanquim

Assessoria de imprensa. 
Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Na Saudade, a Gente Brinca Melhor!!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O CONSULTOR LITERÁRIO – por RONALDO SOTERO

Com a extinção de algumas profissões, outras surgindo, uma atividade em que realmente existe uma lacuna é a figura do consultor literário. A presença de um profissional com esse raro perfil em uma livraria seria mais importante que o próprio vendedor. Uma livraria não é um lugar comum como um bar, um circo, um mercado popular. É uma espécie de santuário, onde as pessoas que ali frequentam buscam uma proteção espiritual, profissional e de crescimento humano. É ambiente de reflexão, reserva e concentração. Infelizmente, nem sempre é assim, mas tudo depende da educação intelectual e até doméstica do frequentador.

Para ocupar o posto do consultor literário a isenção é indispensável. Uma formação cultural sólida é requisito importante. Se o profissional for tendencioso ou estar a serviço de uma linha ideológica já não atende. Desse modo, o leitor ao procurar essa orientação ou sugestão deve ser recebido de forma amistosa e cordial, porque ele busca uma leitura e a livraria uma venda. Essa relação com o tempo irá sedimentar um convívio, a fidelidade do cliente ao local e a certeza de negócios permanentes.

Há uma série de pressupostos para não perder dinheiro ou frustração com a compra de um livro. O leitor deve saber a linha editorial, há editoras que só publicam autores de esquerda, outras de direita. Com efeito, livros que são lançados por conta de um momento, uma figura notória, uma denúncia. São chamados livros de ocasião, sazonais. Passado o impacto, saem de cena e vão para o encalhe e promoções. Obras sobre a operação Lava jato e seus personagens e figurantes ninguém mais suporta.

Os que permanecem são os chamados "long sellers", livros que vendem sempre, embora lançado há anos, como "1984" de George Orwell, "O Diário de Anne Frank", entre outros. Os best sellers (mais vendidos) a maioria são produtos de uma estratégia agressiva de marketing editorial, mas têm tempo limitado, ao contrário dos "long sellers ". O mundo dos livros é oceânico, magistral, enebriante. Consultor literário ou farmacêutico literário, seja qual denominação for, o livro é o remédio , o leitor , a vida.

LER É DESCOBRIR! Ronaldo Sotero
Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Show de Prêmios: Paróquia de Santo Antão.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa Carnaval: Almas Formosas e Almir Rouche

Nesse vídeo reviveremos o carnaval vitoriense do ano de 2000, visualizando  o desfile da Agremiação Carnavalesca “As Almas Formosas”. Veja o vídeo.
Publicado em O Tempo Voa - Vídeos | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

O tal do pituzeiro tem um radar tão acertado que se encontra com Wesley Safadão até no meio da rua. No bar, nem se fala.

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa Carnaval: Desfile!!

Show da Orquestra Super Oara no trio elétrico - Pilako e Elaque Amaral -  carnaval 2001

Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

CARNAVAL E CONFUSÃO – por Sosígenes Bittencourt.

Cuidado para você não pensar que está brincando Carnaval e estar mergulhado numa Confusão. Há quem brinque Carnaval para se DISTRAIR, e há quem brinque Carnaval para se DESTRUIR.

Essa semana, desfilou um bloco que não parecia estar brincando Carnaval, parecia estar ensaiando uma Confusão. O som era ensurdecedor, e ninguém entendia o que o conjunto cantava. Uma récua de bêbados ladrava palavrão e gesticulava pornografia, acompanhada pela Polícia, de cassetete em punho, já na posição de aprumar o esqueleto da macacada.

Cuidado para não confundir liberdade de expressão com constrangimento moral. A liberdade termina onde começa o direito do outro.

Por exemplo:

Mulher nua, para quem quer ver, é opção;

mulher nua, para quem não quer ver, é imposição.

Mulher nua, para quem deseja, é divertimento;

mulher nua, para quem não deseja, é enxerimento.

Mulher nua, entre casal, é Carnaval;

mulher nua, no meio da rua, é bacanal.

Confuso abraço!

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Nave Multicor, na voz de Pierre.

Música “NAVE MULTICOR“, do compositor Aldenisio Tavares, na voz de Pierre. A música é integrante do CD É Mania de Carnaval, produzido por Aldenisio e vários outros compositores vitorienses. [powerpress url=../mp3/reliquias.mp3] Gostou da música? – Baixe a MP3 Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

2ª Corrida de Santo Antão fortalece o movimento de corrida de rua na nossa cidade.

Na manhã do domingo (12) aconteceu a segunda edição da “Corrida de Santo Antão”. Juntamente com sua equipe, o amigo e atleta David Corredor conseguiu reunir um bom número de amantes da corrida de rua para circular pelas ruas centrais da nossa cidade. Para abrilhantar o evento, vários grupos de corredores das cidades vizinhas marcaram presença, dando assim um colorido especial ao encontro esportivo.

No que se refere à disputa propriamente dita,  a direção do evento teve a preocupação e o cuidado de promover um conjunto de premiação dividida por categorias – masculino, feminino, faixa etária, corredores locais, superação  e etc, estimulando assim competidores de todos os níveis.

Na qualidade de atleta interessado nessa modalidade esportiva, juntamente com o meu filho Gabriel, participei do evento que teve pouco mais de 6km de percurso.  Na nossa cidade temos vários grupos de corrida que, na medida do possível, estão estimulando o engajamento esportivo e, consequentemente,  mudando a vida de muita gente.

Ao final do evento, o amigo atleta e um dos coordenadores da 2ª Corrida de Santo Antão, David Corredor,  agradeceu a o apoio recebido,  na certeza de que no próximo ano o evento ainda será maior e melhor. Veja o vídeo.

 
Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Da história Penedo, o professo Pedro enviou notícias…

Bom dia. Ontem (12), domingo, tive oportunidade de assistir e participar da procissão fluvial em HOMENAGEM ao BOM JESUS DOS NAVEGANTES. A mesma percorreu um bom trecho do Rio São Francisco. No final a missa campal oficializada pelo bispo local, PENEDO, dom Valério. Grande multidão recepcionou o andor e acompanhou a procissão. Tudo na velha tradição com direito a banda de música. Penedo é um monumento histórico. Dom Pedro II aqui esteve na mesma época em que passou na bossa sofrida e ultrajada Santo Antão. Não vou repetir, todos estão cansados de ouvir: lindos prédios antigos utilizados para atrações turísticas, eventos, artesanatos e etc.  Coroando tudo isto, belas igrejas.  Voltarei a Santo Antão hoje. Forte abraço!! Pedro Ferrer. 
Publicado em A Lupa | 1 comentário