Momento Cultural: Luz – por Adjane Dutra.

Vejo luzes no firmamento,

hoje um bem-te-vi me acordou

a aurora começou em ritmo audaz,

são sinais de Deus nos indicando

o caminho a seguir…….

Estou poetando,

estou tagarelando

para o mundo ter paz.


ADJANE COSTA DUTRA

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Pátio da Matriz

Pátio da Matriz - ano não registrado 

Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Amiga de verdade é aquela que te dá forças pra subir as ladeiras do Pelourinho. Valeu pelo registro, Bruna!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

NÃO RIA SE PUDER – Sosígenes Bittencourt.

Um dia, eu estava na Praça Leão Coroado, à Hora do Ângelus, numa roda de cervejeiros a filosofar, quando me apareceu um ex-aluno potencialmente embriagado: - Professor, o senhor fala difícil, é metido a sabido, mas os tapurus irão comer todos nós. Não tive dúvida: - Menos a verdade. Os tapurus poderão comer você; a mim, comerão os "miodários cuterebrídeos calipterados".

Sosígenes Bittencourt
Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

“Valeu Senhor” na voz de Joelma Mota.

Ouça a música “Valeu Senhor“, composta por Aldenisio Tavares, na interpretação de Joelma Mota. A canção é  integrante do CD “O Amor de Deus nos uniu”, lançado pelo compositor Aldenisio Tavares especialmente para o Natal.

 Valeu Senhor - Joelma Mota Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

GLADINATION: superação, determinação e emoção marcaram o conjunto vitoriense!!!

Com nome sugestivo - que nos remete aos tempos dos épicos combates romanos nos quais só os fortes e bravos guerreiros sobreviviam -  aconteceu na manhã do domingo (20), na cidade de Carpina, mais uma edição do GLADINATION – modalidade esportiva que impõe aos participantes uma corrida no meio do mato com obstáculos de toda natureza. Nessa disputa, por assim dizer, se pratica muito mais solidariedade e companheirismo do que o acirramento - algo tão comum no mundo das disputas  esportivas.

Até o último domingo não conhecia esse tipo de atividade. Inserido nos grupos que partiram daqui da Vitória (cerca de 50 pessoas) encontrava–se meu filho, Gabriel,  e meu sobrinho,  Carlos Neto. Gostei do que vi. Acredito que nesse tipo de atividade todos são vencedores,  até porque se os mesmos já chegaram ao momento da largada da prova,  indiscutivelmente já avançaram  e muito no que se refere às  suas respectivas zonas de conforto. Correr, pular, subir, descer, agachar, mergulhar e enfrentar medos e fobias são alguns dos ingredientes indispensáveis aos que se aventuram nessa verdadeira prova de superação física e mental.

Em um evento muito bem planejado e concorrido – uma mistura de festa, gincana e esporte – observei,  estampado no semblante dos participantes,  uma sensação de aprendizado e satisfação, tudo aquilo que o verdadeiro espírito do esporte, por natureza, deve promover coletivamente.  Aos valentes e vibrantes participantes da nossa Vitória de Santo Antão, segue os nossos parabéns pela bonita demonstração de conjunto e entrosamento de equipe.

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Com show de Bruno Barros e Márcia Nascimento, “Corriola da Matriz” cumpre missão no Mercado de Gravatá.

Em mais uma “Missão Cultural”, ocorrida no último sábado (19), o grupo intitulado “Corriola da Matriz” revisitou o sempre animado Mercado Público de Gravatá que, diga-se de passagem, configura-se num exemplar fiel do modo e do jeito de viver o povo nordestino.

Além de tudo de bom que lá existe, dessa vez, o sábado foi mais vitoriense. No palco, Bruno Barros e Márcia Nascimento, acompanhados por músicos antonenses, marcaram o ritmo musical do encentro alternando o repertório entre clássicos da MPB e músicas de sucesso instantâneo, assim, agradando a todos. Veja o vídeo.

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Instituto Histórico: Candido Portunari – 05/11 – Teatro Silogeu

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Cultural: ASAS DO CORAÇÃO – Por Egidio T. Correia

Um poeta tem FOGO no cérebro, Tem ASAS no coração, Um foguete espacial Quando chega inspiração. Trouxe consigo um destino, Viajar no infinito Estando alegre ou aflito, Quando tem, ou não, razão. Seu combustível é um verso Estreitando o universo Polindo imaginação. Ou pra registrar sentimentos Com a caneta na mão.

Egidio T. Correia é poeta.

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim

Inscrições abertas para Pós em Marketing Digital. Uma das formações mais requisitadas no mercado de trabalho. Fale conosco: 🖥www.escolhafamam.com.br 81 - 3523.1559/:98811.1559

 
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Bairro de Redenção

Início da pavimentação do bairro de Redação – final da década de 1960 – início da década de 1970.
Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

Acharam que eu ia passar vontade sozinho? Então acharam errado! Quero ver vocês tudinho salivando por esse acarajé delícia, pra tomar com a pituzinha. 

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Gostaríamos de falar de amor – por Sosígenes Bittencourt.

O amor sempre na berlinda. E como ninguém ousa discordar, quem fica famosa é Laura Kipnis, que põe em xeque-mate essa história de que o amor é um sentimento maravilhoso, que dá felicidade e ninguém pode passar sem tamanha dádiva. Todos ficam embasbacados com seus argumentos, mas ao mesmo tempo claudicantes na altercação, porque as reflexões da professora e escritora norte-americana têm a limpidez de um cristal. Laura, inclusive, é corajosa quando denuncia que alguém tira proveito da negociação do amor. Acusa os vendilhões do amor de reduzirem-no a mercadoria barata. E, conseqüentemente, nos acusa de, infantilmente, comprá-la sem observar-lhe a posologia e as contra-indicações, sem debruçar-se sobre sua bula. Sim, gostaríamos de falar sobre o amor, mas o que mais nos chama a atenção é exatamente o ódio.

O amor parece uma coisa intocável e resolvida, ou seja, o grande sentimento, o mais importante, o caminho para a felicidade, a própria felicidade. Mas o ódio não, todos pregam o seu exorcismo, todos querem aboli-lo de suas vidas na mais variada gama de manifestações. Atribuem a Érico Veríssimo haver dito que “o contrário do amor não é o ódio, mas a indiferença”.

Então, na busca de uma explicação para tanto ódio, quando o lema é amar, esbarramos no entrelaçamento das emoções. Gostaríamos de falar de amor, mas impossível abordá-lo sem pensar no ódio, o lado do amor que nos incomoda tanto. Talvez, Laura tenha razão quando nos acusa de buscar no outro a satisfação de todos os nossos desejos, todos os caprichos e, ao defrontarmos com a óbvia limitação do objeto amado, esperneamos de insatisfação, passando ao sentimento limítrofe do amor, que é exatamente o ódio. Sim, como gostaríamos de falar de amor, em meio a tanto sofrimento, no sentido que sonhamos, como bálsamo para a dor, passaporte para a salvação, sinônimo de felicidade.

Sosígenes Bittencourt

Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Menina Linda por Freire e Michele.

Ouça a música “Menina Linda“, com Freire e Michele. Menina Linda - Freire e Michele Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Nestor de Holanda Cavalcanti Neto – por Pedro Ferrer

Nasceu na Vitória de Santo Antão, no ano de 1921. Desde cedo mostrou pendores para as letras. Era neto do Nestor de Holanda Cavalcanti, farmacêutico, estabelecido na atual João Cleofas. Ficou órfão ainda criança. Sua genitora ficou residindo algum tempo na casa dos sogros. Logo partiu para o Recife, levando em sua companhia o casal de filhos. Foram residir na rua do Sossego, bairro da Boa Vista. Mais tarde ele escreveria um romance cognominado: “Sossego, rua da revolução”.

Na capital trabalhou na imprensa, escreveu peças, poesias e compôs inúmeras músicas em parceria com Nelson Ferreira, Levino Ferreira, Luís Gonzaga. Aos 19 anos partiu para o Rio de Janeiro. Sua veia de escritor abriu-lhe as portas de revistas, jornais, rádios, teatros e finalmente TV.

Trabalhou em inúmeros jornais. Foi redator de rádios e TV. Escreveu muitas peças para teatro de revistas e compôs centenas de músicas. Entre seus parceiros citaria: Ary Barroso, Dolores Duran, Lamartine Babo, Ismael Neto, Haroldo Lobo. Suas crônicas prendiam-se muito a fatos ocorridos no Rio de Janeiro e na sua terra natal. Merecidamente ganhou o título de Cidadão do Estado da Guanabara. Nessa época seu livro, “A ignorância ao alcance de todos”, vendeu 120 mil exemplares, valendo-lhe o título de  escritor de maior venda no Brasil, na década de 1960. Nestor morreu jovem, no dia 30 de novembro de 1970, com apenas 49 anos. Jorge Amado, o famoso escritor baiano, resumiu em três linhas a importância, o valor e a originalidade de Nestor de Holanda: “Com Nestor de Holanda estamos longe de todo formalismo sem sentido com que certos escritores buscam esconder a inutilidade de sua voz. Nestor é um homem do seu tempo e do seu povo”.

Recomendo ao leitor seu livro “O decúbito da mulher morta”. História ocorrida na nossa cidade.

Finalizo transcrevendo algumas palavras escritas por Rachel de Queiroz, escritora cearense, primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras, por ocasião da sua morte: ““Contista e, acima de tudo, cronista, esse pernambucano de Vitória de Santo Antão assimilou melhor do que ninguém a alma e a graça do carioca, sua irreverência, seu humor desabusado, sua mordente sátira, entremeada de momentos de enternecimento e romantismo. Curioso é que conseguiu figurar assim entre os mais “cariocas” dos cronistas desta cidade do Rio, sem por um instante imolar sua condição de

homem vindo do Norte, parte daquela frente migratória anunciada por Manuel Bandeira em “São os do Norte que vêm”. O carioquíssimo “Sargento Iolando” jamais esqueceu ou sonegou o menino de Vitória, suas lembranças, saudades, e pontos de vista. A simbiose de ambos foi o milagre do talento – talento era coisa que não faltava a esse que nós choramos tão cedo, partido muito antes do seu tempo natural, quando ainda teria tanto para dar ao jornalismo, nas letras, na vida.”

Pedro Ferrer - presidente do Instituto Histórico e Geográfico da Vitória. 

 
Publicado em A Lupa, Vitória Ontem e Hoje | Deixar um comentário

Tony Nogueira: “Taca Mais Música”!!

Obrigado meu povo, energia maravilhosa! Grato a todos que participaram desse projeto:  Jorge Simas, Daniel Coimbra, Guto do Surdo, Gilmar Santos, Ricardinho Sarmento,  aos amigos e a todos os profissionais da produção. Salve! Salve o Samba! Tony Nogueira
Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Jornal da Vitória: já em circulação a mais nova edição!!

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Momento Cultural: Caveira – por Henrique de Holanda.

Da nudez em que vive na demência, traduzes bem o desmoronamento. lar que serviu de abrigo à inteligência e onde hoje reside o esquecimento.

Outrora tu vivias na opulência: carne, vaidade, amor, deslumbramento, beijo, pecado, embriaguez, ardência, e hoje, de tudo isso, o isolamento.

No mundo, tu viveste mascarada. Hoje, porém, com a face descarnada, Tens do teu rosto a máscara caída…

Retrato original da humanidade: Ressaca para toda a eternidade depois da grande dança desta vida!…

(Muitas rosas sobre o chão – Henrique de Holanda – pág. 12).

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim

Você já decidiu ser extraordinário (a) hoje?
Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O Tempo Voa: Banco Popular.

REABERTURA DO BANCO POPULAR – Ano não registrado.

Publicado em O Tempo Voa | Deixar um comentário

Momento Pitú: Viva a Resenha!!

O aniversário da pituzeira Jeisiane foi tão massa, que até o rei da resenha entrou de penetra. Valeu pelo registro, parceira! E quem achar Wesley Safadão na foto, digite RESENHA nos comentários. Bora ver quem consegue

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

Racismo e Imaturidade – por Sosígenes Bittencourt.

O homem é o único animal que sabe que vai morrer. A pomba não sabe, a galinha não sabe. Portanto, o racismo não é uma consequência da diferença entre o branco e o preto. Racismo é falta de maturidade, deficiência no lidar com o ÓDIO. Tanto que, quando alguém é branco e você odeia, chama-o de AMARELO SAFADO, o que dá no mesmo ÓDIO e no mesmo “RACISMO”, se assim quer-se chamar.

Sosígenes Bittencourt
Publicado em Fala, Vitória! | Deixar um comentário

Jr Senna canta Djavan.

A interpretação e os arranjos de JR SENNA - música de Djavan. Na foto,  com o maestro Wendell Nogueira. [powerpress url=../mp3/jrsennad.mp3] Gostou da música? – Baixe a MP3 Aldenisio Tavares
Publicado em Vitória dos Artistas | Deixar um comentário

Geração Evoluir: Centro Multidisciplinar para pessoas com o Transtorno do Espectro Autista.

Confiantes no trabalho que realizam e por amarem o que fazem, a Fonoaudióloga Mildênia Santos e a Fisioterapeuta Géssica Price, estão com um espaço especializado para crianças autistas, a Geração Evoluir. A clínica possui uma equipe multidisciplinar, com profissionais capacitados para o atendimento desse público, formada por Fisioterapeuta, Fonoaudiólogas, Psicólogas, Psicopedagogos e Terapeutas Ocupacionais.

Os profissionais usam a abordagem ABA e trabalham os métodos TEACCH, PECS, PROMPT, BOBATH, entre outros, de acordo com a necessidade de cada criança. Cientes da importância do recebimento de um tratamento adequado e de como a intervenção recebida vai fazer diferença na vida de toda família de um autista, a Geração Evoluir tem o compromisso de ofertar um serviço de qualidade e de sempre buscar o melhor para seus pacientes, estamos a inteira disposição para atendê-los, venha conhecer nosso espaço.

Assessoria.

Serviço: Rua Melo Verçosa, 203 – Matriz – Vitória de Santo Antão – PE Fone: 3523-6303 

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Recordação: Guilherme Pajé – por João Bosco

Recordando o compositor vitoriense Guilherme Pajé. No ensaio de rua do Clube dos Motoristas, O Cisne, no dia 26/01/2019, sábado a noite, na Praça da Matriz, Vitória - PE, ao som da Orquestra Ciclone do maestro Givaldo Barros. 

Bosco do Carmo - Trombonista da Orquestra Ciclone do maestro Givaldo Barros da Vitória de Santo Antão - PE.
Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Idealista Recebe Título de Doutor Honoris Causa em Direitos Humanos.

No dia 13 de outubro às 20:00h no Templo da Igreja Evangélica Congregacional, após a Liturgia do Culto solene, o pastor Hugo Wagner fez a entrega do Título Honorífico Doutor Honoris Causa do College Baptist Church in Brazil de Teologia, Filosofia e Pedagogia Cristã, com sede na cidade de São Paulo-SP, ao idealista Wilson Brito.

Autoridades civis, religiosas, membros da diretoria do Escritório Vitoriense dos Direitos Humanos e familiares do idealista, marcaram presença no templo, abrilhantando o evento. O Prof. José Ferreira, Secretário Adjunto do Escritório de Direitos Humanos fez a leitura do currículo do idealista vitoriense enaltecendo a dedicação às causa sociais durante 45 anos em Pernambuco e em outros Estados, criando Projetos sociais em defesa da criança e do adolescente, fundando entidades como o Projeto Trabalhador Mirim, SOS Criança, Comissão de Educação e Prevenção as Drogas, recentemente trouxe para Vitória de Santo Antão, sua cidade natal, o Escritório vitoriense da cidadania e Direitos Humanos.

O currículo do idealista foi analisado por uma equipe do corpo docente da faculdade, sendo aprovado no dia 22/06/2019, concorrendo com outros idealistas de vários Estados. O chanceler Dr. PHD Gabriel Dias Filho assinou o documento concedendo o importante título honorífico ao homenageado de Vitória de Santo Antão.

Agradecimento

Visivelmente emocionado o homenageado proferiu de improviso palavras de eterna gratidão a amada Igreja Congregacional da qual é membro desde 1978. Agradeceu aos companheiros que compareceram representando a diretoria do escritório dos Direitos humanos, agradeceu aos membros da Igreja, o apoio e o acolhimento com, orações do seu trabalho.

Sem aspirações políticas, com espírito apenas de servir, mesmo sofrendo escassez de recursos, incompreensões e perseguições em alguns momentos, foi perseverante superando muitas adversidades.

Reconhecimento

Recebeu as seguintes homenagens:

Medalha do sesquicentenário da Vitória de Santo Antão, pelos relevantes serviços prestados, em 1994.

Votos de aplausos da Anistia Internacional no Brasil, pelos relevantes serviços prestados, área de defensor da liberdade, em 2017.

Votos e aplausos da Câmara de Vereadores de Vitória de Santo Antão, em 2018.

Assessoria. 
Publicado em A Lupa | Deixar um comentário

Momento Cultural: A Verdade – Por Stephen Beltrão

 

A verdade sempre chega A mentira sempre é alcançada A verdade desmascara a mentira, desmoraliza as falsas crenças, transforma a insana inquietude que a mentira alastra.

A verdade é a língua dos justos que por justiça implora, e impuros que a lastimam, maldizendo as pertinências das frases maldosas, da verdade nomeada e das conveniências da hora.

 

Uma verdade vale mais que mil mentiras. Derruba a fúria vã da cobiça de um demolidor de vidas incontidas, escudadas na mentira de quem se acha sã.

Stephen Beltrão

Publicado em Fim de Semana Cultural | Deixar um comentário

Momento FAMAM – Faculdade Macêdo de Amorim

Publicado em Anúncios | Deixar um comentário

O tempo Voa: posse – prefeito e vice.

Tomada de posse: Barreto (prefeito) e Gabriel Mesquita (vice) - registro do dia 31 de janeiro de 1973 - arquivo professor Pedro Ferrer. 

Publicado em A Lupa | Deixar um comentário