Fantasiado de “jacaré” ou de “coelho” o Brasil avança……

O Brasil, desde o meu o tempo de criança, mudou bastante. À época, cansei de escutar dos mais velhos que por aqui rico e político “casavam e batizavam”, sem à possibilidade de “ver o sol nascer quadrado”. Bom! O tempo passou e os ricos e os políticos continuam “casando e batizando”, mas a sensação de impunidade, convenhamos, hoje,  mudou bastante. Realcemos, contudo, que “Impunidade” e “Sensação de impunidade” são duas coisas distintas.

Nunca antes na história desse país tivemos, simultaneamente, dois ex-presidentes da republicas presos. Aliás, nunca tivemos nem um, antes do LULA. Culpados ou inocentes, justo ou injusto, o importante é que esses acontecimentos nos fornece um claro atestado de processo de mudança.

Para o povão assimilar melhor essa mudança, no sentido mais pedagógico,  faz-se necessária a justiça alcançar as “autoridades” mais próximas. Ou seja: Governadores, prefeitos e até vereadores. Motivos para dá voz de prisão aos acima citados é o que não faltam. Aliás, para parte expressiva da população “vantagem” não é crime…..

Assim sendo, reproduzo a expressão recente do desembargador do Tribunal Regional da Segunda Região, Abel Gomes, referindo-se aos atos do ex-presidente Michel Temer e do seu parceiro,  Coronel Lima. Disse ele:  “ Tem Rabo de Jacaré; couro de Jacaré, boca de Jacaré; não pode ser um coelho branco”.

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *