Ex-presidente LULA: culpado ou inocente?

A grande mídia e as redes sociais, nos seus mais diversos canais de comunicação, hoje, repercutem,  com destaque acentuado, o depoimento do ex-presidente Lula, ao juiz federal Sérgio Moro, ocorrido ontem (10) na cidade de Curitiba.

Devido à grande expectativa que circundava o evento de caráter jurídico, previamente marcado, entendemos que todo esse alarido não chegar a ser algo sobrenatural, afinal o interrogado não foi de uma pessoa comum, Lula é, nada mais nada menos, que uma figura popular e que já tem seu nome grafado como uma das pessoas mais importantes da história do nosso País – “queiram ou não queiram dos juízes”.

Em função do alongado depoimento,  as grandes redes de TV e até conceituados críticos da cena jornalística política, envoltos em mega estruturas, reservaram-se a comentários cautelosos, para não serem injustos e inconsequentes, até porque as imagens ainda precisam ser revistas.

Na contramão do equilíbrio e do bom senso, nas redes sociais, os partidários e simpatizantes do PT – Partidos dos Trabalhadores – atestam haver liquidado a fatura em favor do cacique maior da sigla –  como se um depoimento na justiça fosse uma espécie de debate eleitoral. Ora! Qualquer depoimentos, sobretudo na condição de réu, não é “café pequeno” para ninguém, até para uma camarada traquejado e com larga experiência,  como é o caso do ex-presidente Lula.

Do outro lado, para os chamados “coxinhas” – parcela da população que não suporta a figura do Lula e sua tropa -, o encontro apenas serviu como mais um passo processual, na direção da decretação da prisão  do ex-presidente, pelo “Paladino Nacional” da Lei e da Ordem, materializado na figura do juiz Sérgio Moro.

Para mim, simples mortal e observador distante, fisicamente, dos fatos aludidos, apenas duas observações:

Primeiro: o Lula é um sujeito muito preparado para o confronto e deve continuar se  agarrando na não materialidade do crime imputado a ele.  Certamente, na sua cabeça, na qualidade de animal político, o julgamento do eleitor, nesse momento,  é o que está mais lhe interessando.

Segundo: fica difícil de imaginar que o mesmo (Lula) não tomou conhecimento de nada. Levando em consideração que a esmagadora maioria das pessoas envolvidas nessa pendenga gravitavam em torno do seu comando. Realmente é algo incrível!!

A SORTE ESTÁ LANÇADA!!!

Esta entrada foi publicada em A Lupa, Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Ex-presidente LULA: culpado ou inocente?

  1. LUIZ HENRIQUE DE PÁDUA disse:

    EU ESTOU PARCIALMENTE DE ACORDO COM SEU COMENTÁRIO 1 E 2.
    PORQUE? PORQUE EM TERMOS DE ADMINISTRAÇÃO TODA ESTA PARAFERNÁLIA DE CORRUPÇÃO PODERIA TER PASSADO DEBAIXO DOS OLHOS DO MESMO SE AS ATENÇÕES DELE TIVESSEM VIRADAS PARA OS PROBLEMAS MAIORES QUE O BRASIL SUPEROU DURANTE O SEU GOVERNO. OS RESPONSÁVEIS POR TODOS OS ATOS ILÍCITOS DEVEM PAGAR, SEJAM PRESIDENTE OU NÃO. NÃO ESTOU DE ACORDO COM A FALTA DE PROVAS CONCRETAS DE TODAS AS ACUSAÇÕES QUE IMPUTAM A ELE. O CUSTO MORAL DE TODA ESTA DIVULGAÇÃO DE MÍDIA REALIZADAS PELO PODER JUDICIÁRIO É MUITO ALTO. SE AO FINAL DE TUDO, O JUDICIÁRIO FINALMENTE CONCLUIR QUE COM AS PROVAS QUE TEM ELE FOR REALMENTE INOCENTE , POR FALTA DE PROVAS. O QUE VAI ACONTECER COM O JUDICIÁRIO, VAI VIRAR CHACOTA DA MÍDIA E DO POVO.O JUDICIÁRIO VAI CONSEGUIR RECOMPOR TODAS AS CALUNIAS E DIFAMAÇÕES CLAMADAS AOS QUATRO CANTOS TENDO APENAS SUSPEITAS E INDÍCIOS. JUNTANDO A TUDO ISTO E A FALTA DE DIVULGAÇÃO DOS OUTROS ACUSADOS DO PSDB E OUTROS, VAI ACONTECER ALGUMA COISA ? ENTÃO EU ESTOU DESCRENTE TANTO NA ESFERA JUDICIAL QUANTO NA POLÍTICA. SÓ ESPERO QUE TODOS ESTES ENVOLVIDOS ENCERREM LOGO SENÃO NÃO VAI TER O QUE ADMINISTRAR POR QUE O PAIS ESTA CAMINHANDO PARA UMA DERROCADA TOTAL , ECONÔMICA, ADMINISTRATIVA, POLITICA E SOCIAL. É SÓ VER E ANALISAR O QUE ESTÁ ACONTECENDO TODO DIA NAS INFORMAÇÕES POSTADAS NA MÍDIA .
    SEM MAIS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *