“Tumor Administrativo”: os bons ventos da renovação política!

Sem maiores aprofundamentos no conceito da chamada “renovação política” para o momento, nos últimos dias, circularam pelas redes sócias vídeos constatando o que “todo mundo já tá careca de saber”, ou seja:  o desastre urbanístico, sanitário, patrimonial e tantos outros que se queira elencar – algo semelhante ao estouro da Barragem de Brumadinho. 

Trata-se do conjunto da feira livre e dos mercados históricos da nossa “aldeia”. – Vitória de Santo Antão. Evidentemente que não precisamos lembrar que este “apagão administrativo” não foi obra apenas de uma gestão, de um grupo ou mesmo de uma só figura. Nas últimas quatro décadas o “consórcio administrativo” antonense, ao longo do período,  cuidou de manter as coisas piorando……

Por uma conjugação de fatores eis que, no primeiro ano da terceira década do século 21, assumi na prefeitura local  um sujeito que prometeu alavancar/resgatar, entre outras coisas,   o patrimônio cultural da terra de Diogo de Braga. Em recente transmissão “ao vivo” pela internet, o prefeito Paulo Roberto abriu o debate sobre esse verdadeiro  “tumor”  administrativo local.

Em outra frente, por assim dizer, 4 “marinheiros de primeira viagem”   – vereadores  de um mesmo partido (PP) em primeiro mandato (Beto de Bigode, Biu de Genaro, Filipe Cezar e Carlos Henrique )  –, em postagem recente nas redes sócias,  também cuidaram de levantar a tampa do mesmo  “esgoto fétido” que os políticos da nossa cidade –  com mais quilometragem  – fazem questão de ficar bem distante, ou mesmo ignora-lo por completo.

Na qualidade de cidadão sintonizado com as boas causas do nosso lugar, gostaria de dizer que pelo menos uma coisa já mudou: estão tocando no assunto. Minha esperança, no sentido que se cuide  do referido problema com a devida seriedade, confesso, continua muita tímida,  bem diferente do meu desejo  que é do tamanho do universo.

Assim sendo, para encerrar,  sem nenhum demérito aos políticos aqui nominados, quero creditar esse positivo e inesperado  movimento, realizado pelo prefeito e os 4 vereadores da bancada do partido progressista, a uma  das exigências do processo democrático, ou seja: RENOVAÇÃO – renovar sempre – essa é a regra de ouro!! Esperemos as cenas dos próximos capítulos……

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *