Posse Paulo Roberto: tristeza X alegria – por Pedro Ferrer.

Não fui à posse do prefeito recém eleito, todavia ouvi pela Tabocas FM e li no Blog do Lissandro. Faltar à festa do Paulo deixou-me triste. Fui às últimas posses e não queria faltar a esta. A posse de um mandatário é fato histórico relevante. Nosso Instituto Histórico, relicário da História municipal, não podia estar ausente. Fez se presente na pessoa do artista plástico Fernando do Nascimento, diretor de Patrimônio. Razões de saúde forçaram-me ficar em casa. Sou do grupo de risco; evito aglomerações.

Deixando a tristeza e a choradeira do lado. Ouvindo os discursos, especialmente o do Paulo, entrei em êxtase. Vibrei com as propostas e os compromissos assumidos no momento da posse. O novo prefeito promete um olhar diferenciado para os pilares que fazem brotar o espírito nativista, patriótico enfim de amor à terra natal: história, cultura e tradição. Pulsei e vibrei de alegria com as palavras do novo prefeito. Resta-me torcer pela concretização. Paulo, todos sabem, é um empresário da educação, assim sendo tem um foco diferenciado para a formação das nossas crianças e dos nossos adolescentes.

Sentimos um vácuo histórico na formação dos nossos alunos. Exemplifico: aproximadamente 3 mil alunos visitam anualmente nosso Instituto. Procuro casualmente interrogá-los sobre os fatos mais importantes da nossa história e seus protagonistas. Exemplo: ao aluno do 3 de Agosto, pergunto por que o Educandário carrega aquela denominação?  Ao do Pedro Ribeiro; quem foi esse senhor? Assim o faço com os alunos do Dias Cardoso, Mariana Amália, Duque de Caxias, Severino Ferrer, Guiomar Krause etc, etc, etc. Raramente um acerto. Às vezes sou mais ousado e inconveniente e pergunto aos professores. Poucos acertam.  São fatos que denotam nossas deficiências. A História local é um tópico abordado superficialmente nas escolas. Como incutir, Paulo, o sentimento nativista tão apregoado por V.Sa.? Só se ama aquilo que se conhece, concorda Prefeito?

O Instituto tem propostas para este e outros temas importantes da formação cívica dos futuros cidadãos. Nossas portas estão abertas. Muitas escolas, inclusive particulares, não encaminham seus alunos para visitas ao Instituto Histórico. Instituto rico, cantado e admirado pelos coirmãos estaduais que invejam nosso rico e organizado acervo.

Vale salientar que dr. Paulo visita nossa CASA regularmente, trazendo a tira colo empresários, professores, técnicos do Ministério da Educação, esportistas, futebolistas, juízes, radialistas, engenheiros, jornalistas …….. Extravasa nele orgulho quando ele mostra nosso Instituto aos visitantes. Na saída ele sempre me dizia (diz): professor quando eu for prefeito vou ajudar esta CASA. A hora é chegada. A alegria é chegada. Paulo Roberto não poderá esquecer a CASA DO IMPERADOR, CASA DE TODOS OS ANTONENSES.

Enfim, nossos parabéns a dr. Paulo Roberto Leite de Arruda pela vitória e pela posse. Peçamos a Deus bênçãos e luzes para  o novo mandatário.

Pedro Ferrer – presidente do Instituto Histórico e Geográfico da Vitória. 

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Posse Paulo Roberto: tristeza X alegria – por Pedro Ferrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *