CORREÇÃO: o Vereador Marcos da Prestação foi o único vereador que foi reeleito ampliando sua votação!!!

No sentido do bom jornalismo, essa postagem tem como objetivo reparar  equivoco de ordem numérica, ocorrido na matéria imediatamente anterior cujo título foi: “Eleição dos vereadores: todos que renovaram o mandato tiveram suas respectivas votações reduzidas!”.

No conjunto das  informações, em que detectamos redução na votação nominal de todos os vereadores reeleitos – 10 parlamentares –, na verdade, os 3 votos divergentes na eleção  do vereador Marcos da Prestação (2016/1493 – 2020/1497)  não foram “para baixo”, e sim “para cima”.

Sendo assim, é oportuno dizer que apenas o vereador Marcos da Prestação ampliou sua votação na renovação do seu mandato, ocorrida nas eleições municipais 2020. 

Evidentemente que a matéria postada anteriormente usou como critério apenas os números eleitorais, não levando em consideração outras varáveis que compõe uma leitura “política” do resultado nas urnas. Se assim o fizesse, por uma questão de justiça, certamente a votação do próprio Marcos seria considerada bem menor, em relação ao conjunto de fatores da sua primeira disputa, em 2016, quando disputou o pleito  com bem menos recursos financeiros,  pelo Partido Verde, ao lado do então candidato a prefeito Zé Catinga.

E também dentro dessa “leitura ampliada”, relacionada à matéria anterior, é oportuno ressaltar  os elementos “políticos conjunturais” do atual resultado eleitoral  do vereador André de Baú, que visivelmente “dividiu” sua votação com o pai – Baú Nogueira –  que também foi candidato a vereador pelo mesmo partido (PSD).

 

 

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *