Eleição dos vereadores: todos que renovaram o mandato tiveram suas respectivas votações reduzidas!!!

O processo eleitoral é algo muito dinâmico. Um turbilhão de sentimentos eclodem  dessa possibilidade de uma “pessoa comum” ascender ao cargo de legitimo representante do povo. Em nossa “aldeia” – Vitória de Santo Antão -, nessas eleições 2020, postularam às vagas pouco mais de 250  candidaturas.

Na qualidade de “campeão de votos” em 2020, o jovem doutor em publicidade,  André Carvalho,   consagrou o seu lugar na história política do nosso município, conseguido ser o 2º vereador mais bem votado de todos os tempos.  Sem “padrinho”, sem promiscuidade eleitoral e com uma estrutura mínima financeira fez valer, com louvor, a mais nova ferramenta eleitoral. Ou seja: a internet.

“jogou-se”, de corpo e alma, nas telas dos sem números de celulares da população,  com inteligência e um punhado de propostas  sinceras. Prometeu  fiscalizar o dinheiro com rigor e viu seu trabalho de “formiguinha” abocanhar um expressivo conjunto  de eleitores sedentos por novas práticas políticas.

Se levarmos em consideração que três vereadores não disputaram a renovação do mandato  – por motivos diversos (Baixa Emiliano, Duda de Pacas e Toninho Nascimento) – podemos dizer que apenas 10 conseguiram se manter no cargo. Com a exceção de Doutor Saulo,  que em outras legislaturas já ocupou assento nesse parlamento, podemos dizer que 8 novos parlamentares são estreantes na “casa”, isto é: uma renovação em torno de 50%.

Se jogarmos um “feixe de luz” nessa escolha do eleitor pela permanência de uma dezena de vereadores no mandato, levando em consideração apenas o resultado eleitoral – votos na urna -,   logo identificaremos que suas excelências não passaram no teste das urnas (2020) com louvor. Ou seja: todos renovaram seus respectivos mandatos com menos sufrágios, em relação ao pleito imediatamente anterior (2016), com redução média de 30% na votação. O destaque negativo, por assim dizer, seria do vereador “Marcone da Charque” que obteve uma redução na votação  nominal de pouco mais de 100% – (2016/2.858 votos – 2020/1403 votos).

Ainda nesse contexto, dos que conseguiram renovar o mandato, deve-se destacar o “6º mandato consecutivo” do vereador Edmilson Zacarias – o Novo da Banca – o único com esse título atualmente.  Novo, disputou pela primeira vez, como “azarão” na eleição de 2000. Conseguiu ser o 1º lugar  do partido e de lá para cá – duas décadas – segura o troféu de parlamentar que nunca perdeu uma eleição, ou seja: “Novo é Hexa” – apesar de ser tricolor (apaixonado), se igualou ao Náutico.

Já com relação aos 6 vereadores que não conseguiram renovar o mandato, nesse pleito, também deve-se dizer que os mesmos sofreram da mesma “patologia redutora” que acometeu os colegar.  Ou seja: tiveram  suas respectivas votações encolhidas, algo em torno de 28% – o vereador “Danda da Feijoada” foi o campeão de oscilação  negativa, isto é:  na proporção de 50% (2016/1292 votos – 2020/661 votos).

Na outra ponta, por assim dizer,  podemos afirmar que os “novatos” – novos vereadores eleitos –  contrariaram  a  “lógica redutora” . Sem exceção, todos que disputaram uma vaga, em 2016, e não conseguiram um assento na Casa Diogo de Braga, melhoraram suas respectivas votações no patamar de quase 100% (98,75%). O destaque nesse conjunto ficou por conta do vereador eleito “Felipe Cezar” (2016/679 votos – 2020/1504 votos).

Sem referências eleitorais, ou seja, disputando pela primeira vez um mandato eletivo na nossa cidade,  destacamos o vereador eleito” Biu de Genário” que consagrou a expressiva votação de 1.978 sufrágios, conseguindo assim o primeiro lugar no seu partido (PP) e a 5ª colocação no quadro geral.

Para concluir esse simples resumo do pleito 2020, no sentido da Casa Diogo de Braga, podemos dizer que o eleitorado antonense enviou uma mensagem cifrada – através dos votos – aos nobres legisladores,  dizendo-lhes que novas práticas tornou-se algo imperativo para que os mesmos permaneçam por lá. Aliás, deve-se se dizer, também, com letras garrafais, que  faz-se necessário oxigenar nossa acanhada política representativa. Assim sendo, aproveito o ensejo, para parabenizar pela vitória os 19 vereadores eleitos  e, em ato contínuo,  desejar-lhes boa sorte nessa nova etapa política.

Abaixo, segue, votação dos vereadores eleitos no pleito 2020. 

André Carvalho – 3.692 – Josias da Militina – 2.881 – Lourinaldo Júnior – 2.190 – David Frutas – 2.003 – Biu de Genário- 1.978 – Mano Holanda – 1.954 – Edmilson de Várzea Grande –  1.893 – Romero Querálvares  – 1.819 – Novo da Banca – 1.642 – Felipe Cézar – 1.504 – Marcos da Prestação – 1.497 – André de Bau – 1.416 – Marcone da Charque – 1.403 – Doutor Saulo – 1.292 – Irmão Celso Bezerra – 1.236 – Jota Domingos – 1.226 – Carlos Henrique Queiroz – 1.178 – Beto de Bigode – 1.103 – Gold do Pneu – 1.063. 

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *