Nota do Presidente: “causou-me pasmo a colocação da dra. Teresa da Saúde”.

Causou-me pasmo a colocação da dra. Teresa da Saúde, na entrevista de ontem (20), nesse conceituado veículo de comunicação, quando a mesma se referiu à divulgação e à frequência de visitantes ao Instituto. O Instituto controla a frequência dos visitantes através de assinatura. Todos, salvo algum descuido, assinam o livro de frequência. Para maior informação comunico que nos últimos três anos tivemos uma frequência em torno de 3.000 pessoas, incluindo alunos e visitantes em geral. Quanto à divulgação nunca estamos satisfeitos, por mais que façamos sempre consideramos que falta algo. A dra. abordou uma visita à Vitória de Santo Antão quando aqui aportou em busca de um busto de um do seu antepassado, parece-me do tenente Cleto Campelo, que foi morto em Gravatá. O busto encontra-se na Casa da Memória de Gravatá e foi confeccionado por Luís Ferrer de Morais. O fato de ter sido confeccionado por um antonenese com certeza induziu as pessoas ao erro.

Professor Pedro Humberto Ferrer de Moraes – presidente do Instituto Histórico e Geográfico da Vitória. 

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *