Instituto Histórico: GOL DE PLACA – por Pedro Ferrer

Memória, História. Se superpõem ou se interlaçam. Diz o poeta “bendito o que semeia livros a mão cheia”. Eu plagiaria: bendito o que recolhe livros a mão cheia. Recolher e guardar. Foi a nobre missão do preclaro professor JOSÉ ARAGÃO. No dia a dia o mestre recolhia jornais, revistas, convites, préstitos dos clubes carnavalescos, documentos, papeis e mais papeis. Tudo que se referia à Vitória de Santo Antão era guardado com carinho e zelo. Esta lida foi relativamente seguida pela professora Eunice Xavier. A atual diretoria tem se esmerado nesta azáfama: recolher, selecionar, catalogar e digitalizar. A informática facilitou sobremaneira o trabalho. Sem ela a cadeia seria quebrada. Mas deixemos de lero-lero e voltemos ao mestre JOSÉ ARAGÃO. Hoje, graças a ele, nosso acervo é riquíssimo em documentos impressos e manuscritos. Faltava-nos divulgá-los e facilitar o acesso do pesquisador. Várias tentativas infrutíferas. Dificuldades, sobretudo financeira, tolhiam nossas esperanças. Contatamos a Biblioteca Nacional. Tudo em vão. Resolvemos insistir e afinal a BN ouviu nosso apelo.

Dispõe a Biblioteca Nacional de um rico acervo de jornais e revistas, mais de 200 mil itens. Esta coleção é intitulada: HEMEROTECA. Nela o pesquisador, o curioso ou o mero leitor encontrarão subsídios para pesquisa. O programa facilita e explica a busca na pesquisa. Se antes você era obrigado a ler um jornal por inteiro, hoje o programa põe em destaque o objeto da pesquisa. Tudo a um palmo dos olhos.

Pensando em divulgar nosso acervo e pô-lo à disposição dos pesquisadores entabulamos um contato com a Biblioteca Nacional e inserimos dois dos nossos antigos periódicos: Diário da Victoria e Gazeta da Victoria.

Cabe a você, que gosta de História e ama seu torrão, fazer suas pesquisa. Abra o google e procure Hemeroteca Nacional. Aberta a página clique em Coleção de Jornais e Revistas. O resto virá por acréscimo, fácil, fácil. Bom trabalho e bom lazer nesta quarentena.

Professor Pedro Ferrer – presidente do IHGVSA

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Instituto Histórico: GOL DE PLACA – por Pedro Ferrer

  1. Walmar de Holanda Cavalcanti disse:

    Uma curiosidade: o professor José Aragão era primo do diretor da Gazeta da Victoria, Manoel de Holanda Cavalcanti, e ambos foram prefeitos.

    As mães biológica e de criação de José Aragão (Philonila e Belmira) eram irmãs da mãe de Manoel (Olindina), que eram irmãs da minha bisavó (Elvira) e também irmãs da mãe da escritora Martha de Holanda (Mathilde).

    Todas essas irmãs eram netas de Alexandre José Maria de Holanda Cavalcanti (1830 – 1894), que foi vereador e subprefeito de Vitória de Santo Antão.

    Ele também é avô de José Bonifácio de Holanda Cavalcanti (1890 – 1970), que foi presidente da Câmara e era filho do meu trisavô Vicente Maria de Holanda Cavalcanti (1851 – 1928), também vereador e subprefeito do município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *