Caneta Azul: um festival de besteiras………

Pensando com os “meus botões” imagino que pelo menos em duas situações, no que se refere ao mundo mágico do cinema, a realidade conseguiu chegar primeiro do que a ficção – no ataque do dia  11 setembro (torres gêmeas) e na popularização  das redes sociais. Nem mesmo “Os Jetsons” que, em 1963, tentavam projetar o cotidiano da vida social – tecnologicamente falando –  um século depois (2062),  pensaram nas inúmeras facilidades e operacionalidade dos nossos  “atuais” celulares.

Pois bem, para ficar apenas no tema “internet”,  não consigo imaginar que uma música com as “credencias”  da “Caneta Azul, Azul Caneta”, composta pelo vigilante maranhense de 49 anos, Manoel Gomes, pudesse ser “cantada” pelo Brasil inteiro com poucos dias de lançada. Algo que precisa ser analisado e estudado por cientistas das mais variadas áreas do comportamento coletivo.

Se num passado não muito distante convivíamos,  “estarrecidos”,  com aquilo que aprendemos chamar de “boato”, hoje, na qualidade de sociedade usuária das redes sociais, estamos perfeitamente familiarizados com os “memes” – termo grego que quer dizer “imitação” – e com as fake news.

Pois bem, nos últimos dias, assim como praticamente todos os internautas brasileiros, fui impactado com a obra da “Caneta Azul”- num movimento conhecido como “efeito manada”.  Não ignorei, apenas fiz a minha parte, isto é: não enviei nada do que recebi,  atinente ao tema aludido – acredito haver contribuído para uma internet menos “toxica”.

Vez por outra,  imagino,  que,  na qualidade de população, estamos perdendo uma oportunidade de amadurecer. Já pensou se todo esse “tempo perdido” com o envio de mensagens da “Caneta Azul”, tivéssemos, todos,  “enfiado o pé” para mostrar o caos na saúde nacional? O brasileiro precisa se levar a sério……..Isso,  apenas nos mostra o tanto de estrada  – longa e sinuosa – que ainda teremos de percorrer……

 

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *