O novo Padre, Renato Matheus, visivelmente emocionado, emociona toda comunidade de Santo Antão, na terra de Diogo de Braga.

Em noite concorrida e com bastante simbolismo o jovem Renato Matheus iniciou uma nova fase na sua vida. Desde a infância sempre esteve ligado ao mundo religioso sem  nunca haver perdido o contato dos afazeres comum do microcósmico antonense. Aliás,  se tem algo que bate muito forte no seu coração são os festejos momescos da sua terra natal

Por sugestão da sua avó materna, “Dona Angelina” – mulher religiosa e temente a Deus -,  foi homenageado com o nome de uma das figuras mais importante da história da Vitória de Santo Antão do século XX –  Padre Renato da Cunha Cavalcanti. Matheus fez da Paróquia de Santo Antão, no bom sentido da palavra, sua escola, seu parque de diversão, suas férias, sua juventude, sua formação…..porque não dizer:  seu tudo e muito mais….

Da obediência intransigente aos costumes e regramento religioso e administrativo do Padre Renato forjou-se o caráter e a fé do amigo Matheus, hoje, padre ordenado e com uma história para escrever toda sua,  naquilo que escolheu como missão de vida, como uma espécie de missão divina.

Estava escrito nas estrelas. Reservou-lhe o Glorioso Santo Antão o dia e a hora para acontecer. Às 17h do dia 25 de dezembro 2018. Celebrou,  o novo Padre Renato Matheus, como presidente a Santa Missa na Paróquia Matriz de Santo Antão, ali, como ele mesmo narrou, diante daqueles batentes que um dia, ele ainda menino, decidiu-se pela vida sacerdotal.

Diante de todo esse simbolismo e das escolhas  de Deus, com a igreja lotada,  de autoridades católicas, familiares, amigos, comunidade em geral e de toda sua história de vida, o agora Padre Renato Matheus promoveu, com segurança e propriedade, uma noite memorável e histórica. Eis aí, portanto, um capitulo da história da Vitória de Santo Antão que deverá ser congelado para ser entregue, intacto, às gerações vindouras como um exemplo de fé, obstinação e vontade de servir a Deus e aos homens.  Parabéns, amigo Matheus!!!

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *