Apelidos Vitorienses: BILLY SHOW

Hoje considerado o “Príncipe do Gueto da Vitória”, o artista Billy Show é aquilo que podemos chamar de “fruto” do seu talento, da perseverança e do espaço que as novas tecnologias e, sobretudo, das redes sociais oportuniza aos que sonha com o sucesso artístico. Com  seu nome de batismo o Iranilson Gomes da Silva  não é conhecido nem pelos vizinhos da comunidade aonde mora – Doutor Bido (Antigo 13).

Desde criancinha, por manter os cabelos grandes, costume que mantém até hoje, seu apelido na escola sempre foi associado ao modelo estiloso: “Cabeludo”, “Cabelo de Índio” e etc. Mas foi só em 1994, com pouco mais de dez anos, que o seu apelido começou a ganhar forma.

Seu pai, o senhor Severino Gomes da Silva, para arrancar o sorriso do filho, ainda um bebê de colo, cantava a musica do “bilú, bilú teteia”. Foi daí que, inicialmente, surgiu seu apelido de “Bilo”. Mas  tarde foi o próprio Iranilson que começou a dá forma ao seu nome social atual que, para ele, é motivo de orgulho.

Foi através de um personagem dos jogos eletrônico que o “Bilo” virou “Billy”. Ao passo que sua carreira como artista, através dos shows e dos vídeos postados na internet, começou a ganhar forma,  sua  alcunha ficou acrescida do “sobrenome” Show.

Atualmente, porém, o senhor Iranilson Gomes da Silva vem investindo pesado na sua carreira artística, o que nos possibilita imaginar que seu apelido ainda será muito reconhecido no meu artístico regional e até no cenário nacional. O “Billy Show”, contudo, se configura em mais um vitoriense que é mais conhecido pelo apelido do que pelo próprio nome.

Esta entrada foi publicada em Apelidos Vitorienses III, Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *