Governador Paulo Câmara continua estático!!

Segundo informações recentes o Banco do Brasil pretende fechar uma dúzia de agencia em Pernambuco. As informações não são claras. Fala-se em desmonte e reestruturação, assim como inviabilidade dos agentes financeiros localizados nas cidades pequenas, tais como Poção, Jataúba, Riacho das Almas, Vertentes e etc.

O fato é que as explosões de caixas eletrônicos no interior do nosso estado, promovidas por quadrilhas estruturadas, tem criado muitos problemas para o setor. Os bancos cobram mais segurança ao Governador Paulo Câmara. Muitas das agencias danificadas continuam desativadas  sem atender a população, fazendo com que seja necessário o deslocamento para outras cidades. O comércio local sofre pela evasão da já escassa receita. A gritaria é geral. O Governador Paulo Câmara continua estático.

Eis aí, portanto, um exemplo clássico do adágio popular que diz: “na briga do mar com o rochedo, quem se lasca é o caramujo”.

O curioso dessa história é que os bancos oficiais – do governo – não cumprem sua função, que seria o social. Ora!! Bancos não podem ser comandos por políticos. Praticamente todos  os bancos dos estados brasileiros fecharam – em Pernambuco o Bandepe. Critérios e regras  políticas,  em negócios bancários fomentam campeões nacionais em corrupção. Produz malas com dinheiro. O ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Geddel Vieira Lima, sabe muito bem como essas coisas funcionam.

Esta entrada foi publicada em A Lupa, Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *