Já está no forno o segundo livro dos Apelidos Vitorienses.

Há pouco mais de um ano estreei no seleto “clube dos escritores”. Na ocasião – todos devem lembrar – lancei o livro Apelidos Vitorienses. Confesso que gostei da experiência. Ao começar a coluna aqui no blog – com o mesmo nome -, por sugestão do amigo Batfino, não havia essa pretensão.

Pois bem, com objetividade o conteúdo do segundo volume fluiu com mais facilidade e rapidez. Estou, agora, materializando a ideia e pretendo, em breve, lançar o “Apelidos Vitorienses II”

Diferentemente do mundo digital, tal qual o nosso jornal eletrônico, intitulado Blog do Pilako, o livro clássico requer um ritual próprio. Exigi-se uma sequência e uma lógica além, claro, dos preparativos para a solenidade festiva, algo que julgo imprescindível para marcar o fato.

Dessa vez espero juntar todos os apelidados já “biografados”. Assim como o volume anterior teremos vinte e cinco novas histórias, ou seja: MOTIVOS PELOS QUAIS OS NOSSOS CONTERRÂNEOS FICARAM MAIS CONHECIDOS PELO APELIDO DO QUE PELO PRÓPRIO NOME.

Para o volume dois os escolhidos foram: Nénen da Joelma, Nininho, Miro da Cachorra, Castanha, Cocota, Eraldo Boy, Lino, Touro, João Potó, Moreno, Pezão, Junior Facada, Pituca, Pirraia do Feijão, Val, Regis do Amendoim, Zé Ribeiro, Bambam Água, Brother, Véio Eletricista, Gongué, Branca, Pea Preta, Novo da Banca e Babai Engraxate.

Estaremos, na medida do possível, adiantando o dia e o local do lançamento!!.

Reveja o vídeo do lançamento do primeiro volume:

Esta entrada foi publicada em Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *