O caso da vitoriense Tássia Mirella: A SOCIEDADE TEM QUE SE MOBILIZAR!!

Apesar de não fazer parte da rotina da nossa pauta, hoje, irei comentar sobre o caso que vitimou, no Recife, a vitoriense Tássia Mirella, ocorrido na manhã da quarta-feira (05). Com grande repercussão dentro e fora do Estado, o lamentável acontecimento levanta vários debates. Não que a vida da jovem Mirella, seja mais  ou menos importante que tantas outras, que também sucumbiram diante do seus algozes, na escalada crescente dos crimes bárbaros que, infelizmente, ocorre quase que diariamente no nosso País.

Por incrível que pareça são nos casos de grande repercussão, onde a sociedade se mobiliza e também a imprensa reproduz, com ênfase, que as coisas acabam se transformando. Realçamos, porém, que foi por conta da grande repercussão, envolvendo um pobre engraxate, cujo nome era Bernadino (12 anos), no Rio de Janeiro, em 1926, que o então presidente Washington Luiz assinou o Código de Menores, estabelecendo a distinção entre os que podiam ser punidos como adultos – os maiores de 18 anos.

Outro caso emblemático, desta feita envolvendo a prática do racismo, no nosso País, que  também teve grande repercussão na mídia, sobretudo no noticiário internacional, foi o constrangimento pelo qual passou uma  bailarina americana, negra, quando, em 1950, também no Rio de Janeiro, sua hospedagem foi recusada pelo hotel Serrador. Esse fato, inclusive, inspirou a Lei 1.390 que transformava em contravenção penal qualquer prática resultante de preconceito de raça ou cor. A referida lei ficou batizada com o nome do seu autor – Afonso Arinos.

Com pouco mais de Dez anos, a Lei Maria da Penha, ganhou espaço em decorrência  da  violência contra a mulher,  que teve  por finalidade tornar mais severas as punições para a os crimes de violência contra mulher.

Talvez por falta de leis mais duras e até por conta dos históricos de impunidades é que casos como o que ocorreu com  Mirella, estejam se multiplicando na nossa sociedade.  À brutalidade e a irracionalidade com que a jovem vitoriense perdeu a vida, dentro da própria residência, é algo extremamente preocupante. Quantos caras desses, acima de qualquer suspeita e com bons antecedentes, estão circulando pelas ruas? Como podemos avaliar se um vizinho tem um perfil psicopata?

Portanto, a sociedade deve se organizar em movimentos populares, não esperar dos políticos, da justiça  ou da polícia soluções mágicas para essas questões reais. Nossa cidade, Vitória de Santo Antão, deveria promover um ato público, para cobrar das autoridades punição exemplar para o assassino da jovem, seria uma forma, nesse momento,  de se  solidarizar com a família e os amigos da jovem Tássia Mirella.

Esta entrada foi publicada em A Lupa, Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a O caso da vitoriense Tássia Mirella: A SOCIEDADE TEM QUE SE MOBILIZAR!!

  1. CONCEIÇÃO GOMES DA SILVA disse:

    FATOS TERRÍVEIS COMO ESSE INFELIZMENTE VÃO SE REPETIR.JESUS ESTÁ VOLTANDO A DESPEITO DE TODA E QUALQUER INCREDULIDADE.ELE COM CERTEZA ABSOLUTA VAI FAZER JUSTIÇA,INCLUSIVE DO PRÓPRIO ASSASSINATO QUE SOFREU PELAS MAOS DE SACERDOTES E ROMANOS.POR ENQUANTO MUITOS VÃO GRITAR DESESPERADOS PELA DOR DA POUCA JUSTIÇA OU DA IMPUNIDADE.MULHERES,CRIANÇAS,ANIMAIS SENDO ARRASTADOS AO SOFRIMENTO E MORTE,PELAS MÃOS DOS SEGUIDORES DE CAIM E DO CHEFE DELE(SATANÁS).QUE A NOSSA CORAJOSA ESCOLHA SEJA A DE FICAR FIRME DO LADO DE JESUS,PORQUE ELE VAI CUMPRIR O QUE PROMETEU:VOLTAR,LEVAR SEUS FILHOS P/ O CÉU E DESTRUIR PELO FOGO TODOS OS QUE REJEITARAM FAZER A VONTADE DELE.QUANTA MALDADE NESSE MUNDO!QUANTAS FAMÍLIAS SUPLICANDO POR JUSTIÇA,QUANTOS CORAÇÕES DESPEDAÇADOS PELA DOR.NOS APEGUEMOS CADA DIA MAIS A JESUS E AOS ENSINOS DELE NA BÍBLIA SAGRADA.COM ABSOLUTA CONVICÇÃO NAO VAMOS NOS DECEPCIONAR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *