Esgoto a céu aberto

Como não se bastassem os buracos espalhados por nossa cidade, as ruas e vielas no entorno da Rua Primitivo de Miranda é outro péssimo exemplo da falta de sensibilidade da Prefeitura com todos nós, vitorienses. Lá, não há saneamento, o esgoto corre a céu aberto. Sequer há preocupação da prefeitura em retirar lixo ou fazer uma simples limpeza dos “matos” do local, na tentativa de diminuir aquela situação.

A Assistência Social é um direito obrigatório para quem dela necessite, devendo os órgãos públicos assegurar ao cidadão políticas básicas, mas aqui em Vitória parece que a coisa destoa do contexto, afinal, diante das fotos registradas por nossa equipe, na Rua Primitivo de Miranda, fica difícil acreditar que os nossos governantes se preocupam com a população mais carente de nossa cidade. Nós últimos 10 anos nem o ex-prefeito José Aglailson muito menos o atual prefeito Elias Lira, nada fizeram de concreto para transformar aquela situação, uma coisa que ambos sabem fazer: é usar do assistencialismo com vistas eleitorais. A população, carente que é, acaba trocando o seu voto, em detrimento de ações que já são asseguradas por lei. Lamentável.

Esta entrada foi publicada em A Lupa, Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Esgoto a céu aberto

  1. Pingback: Paisagem começa a mudar… |

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *