No dia de ontem, Câmara de Vereadores da Vitória vivenciou um momento histórico!!!

Parafraseando a música que diz que “que todo dia era dia de índio, mas agora ele só tem o dia 19 de abril”, gostaria de dizer que nossa “aldeia” – Vitória de Santo Antão -, ontem, 18 de março de 2021, produziu,  aos olhos da história, principalmente aos que militam na área,  um dia marcante, sobretudo ao nosso Poder Legislativo – ou seja: todo dia estamos fazendo história. 

Ao deixar de ser “Freguesia” –  28 de maio de 1812 –  para  descortinar  a tão sonhada categoria de “Vila” ( Vila de Santo Antão),  isto é, a  verdadeira conquista  da  autonomia política, social, econômica e tudo mais que se almejava (para época) dentro do regime posto,   nosso lugar, sob todos os pontos de vista,  se transformou e ascendeu doravante. Foi  nesse recorte temporal que surgiu  a nossa “Câmara de Vereadores” – há exatos 209 anos.

Outro acontecimento importante da nossa cidade,  em que mais uma vez o Poder Legislativo produziu  papel de relevo, ocorreu em 21 de novembro de 1889. Nesse dia o então presidente da Câmara, Capitão Antônio Melo Verçosa, em sessão extraordinária, comandou o ingresso,  oficialmente, ao regime republicano. Apenas a título de curiosidade, ao final da aludida sessão, uma banda de música executou a Marselhesa.

Pois bem, no dia de ontem – 18 de março de 2021 -, após 209 ano de instituído (208 anos, 9 meses e 20 dias) o nosso Poder Legislativo ( Câmara de Vereadores) realizou a primeira “Sessão Ordinária Remota” da sua história. O referido ato teve como condutor o atual presidente, o  vereador André de Bau.

No meu modesto entendimento acredito que depois dessa matéria, destacando  o ineditismo do acontecimento, o referido fato histórico deverá ser,  mais adiante,  em momento oportuno, comemorado  pelo atual presidente. Aproveito até para sugerir o dia: 28 de maio de 2022 – momento em que o Poder Legislativo local chegará aos 210 anos.

É possível dizer que os tempos pandêmicos alteraram o curso dos acontecimentos globais, sobretudo aos que se refere ao “mundo das tecnológicas”. Mas, por uma questão de justiça,    venho observando que  nesse inicio de legislatura  os parlamentares de primeiro mandato,  André Carvalho, Carlos Henrique e Felipe Cezar , nas mais diversas formas de atuação, tem “puxado” o debate na Câmara  de Vereadores “para cima”,  ajudando assim,   de maneira geral, a  melhoraria  da imagem do parlamento local.

 Vale salientar que,  necessariamente, não há de minha parte um automático alinhamento programático muito menos ideológico com os edis aqui nominados, respectivamente.

Portanto, assim sendo, segue meus parabéns a todos os vereadores que tiveram o privilégio de participar desse momento importante e histórico da “Casa do Povo”, da nossa  Casa Diogo Braga…..

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *