O DESABAFO – por Lucivânio Jatobá.

Não deixem que a minha covardia me faça silenciar! Não posso silenciar: a culpa desse TSUNAMI DE HORROR, que estamos observando e sofrendo nos últimos meses FOI DAS ELEIÇÕES DO ANO PASSADO. Alertamos tanto aqui…, ESCREVEMOS TANTAS MENSAGENS, inutilmente!

Que tivessem sido adiadas as eleições! Afinal, para que servem mesmo as eleições no país? Que benefícios trazem? Para que servem muitos prefeitos e Câmara de Vereadores? Quem é eleito? O melhor? O mais culto? O mais patriota? O mais dedicado? O mais inteligente? O mais honesto?

Mas insistiram. Envolveram inteligentemente, mediante a Mistificação das Massas pela propaganda política, muitos brasileiros, milhões de brasileiros,no espetáculo da mentira, preparando a todos para que assistissem a um Circo dos Horrores, um espetáculo dantesco.

Os arrastões com puxassacos sem máscaras gritando nomes e pedindo votos para inexpressivos, incultos, inexperientes, o escambau… era o que mais se via, inclusive nas comunidades carentes, com cidadãos sem planos de saúde.

Abraços eram dados! Máscaras faciais? Nem pensar. O desleixo, no tocante aos cuidados à não contaminação pelo virus chinês, era total! O insuportável Guia Eleitoral, em todas as capitais do país, mostravam as aglomerações, os arrastões comandados por políticos que, com RARÍSSIMAS EXCEÇÕES, para nada servem a não ser para… E a contaminação pelo virus chines continuando, de forma exponencial…. silenciosa e eficazmente.

“As consequências viriam depois”- como assegurava o Conselheiro Acácio, figura ímpar de O Primo Basílio. Viriam, sim, depois…. e já chegaram, já tomaram conta do país, como uma invasão de tropas da SS e da SA.

Em Pernambuco, no Ceará, no Rio Grande do Norte, Amazonas, na Região Sul , enfim, em todos os quadrantes do território nacional, as pessoas, agora, morrem aos montes nos hospitais, sem que se saiba o que fazer, como no remoto início do Século XX ou no Medievo. O horror, pior que o decorrente de uma Guerra Mundial, instalou-se. A angústia da morte invadiu a nossa mente, sufocando-nos, adoecendo-nos.

Impotentes, desesperados, os crentes imploram ao Ser Supremo, como recurso derradeiro, Misericórdia….

As igrejas, os templos, os terreiros… as mesquitas estão, por força da Lei dos Homens, fechados, impedindo-se assim que os desesperados façam suas orações, seus batuques e se agarrem como náufragos a um pedaço de madeira.

Nada mais a fazer… A Guerra Biológica atingiu o ápice. O inimigo é preparadíssimo e oculto.

Hay que tener paciencia ou…

(Desculpem-me, amigos, pela mensagem tão azeda, tão pessimista. Ao terminar de ler as notícias desse dia 3 de março de 2021, escrever o que estou sentindo foi o mecanismo de defesa do ego que minha mente encontrou).

 

Professor Lucivânio Jatobá. 

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *