COVID-19: mais uma peça internacional para o enriquecimento do Museu do Instituto Histórico.

Na manhã de hoje (26), excepcionalmente, a “Casa do Imperador” abriu suas portas para receber uma comitiva da prefeitura local que,  em missão especial, ofertou os primeiros frascos e seringa usados na vacinação contra a COVID-19 em solo antonense.  O chefe do executivo, Paulo Roberto Leite de Arruda, acompanhado de secretários e assessoria de imprensa, comandou a missão, por assim dizer.

O nosso Instituto Histórico e Geográfico é o guardião da cultura local. Sua missão, entre outras coisas, é salvaguardar a história dos nossos antepassados, promover eventos  e educar, sobretudo a população nativa. A  diretoria da instituição  tomou a iniciativa de solicitar esse material (frascos/seringa) por entender que “tudo é história”. Aliás, a manutenção e o enriquecimento  do acervo do nosso museu é uma preocupação constante da sua diretoria.

Liderados pelo professor Pedro Ferrer , presidente da instituição, os membros da diretoria – Cristiano Pilako (vice-presidente), Carlos Freire (tesoureiro)  e Fernando Nascimento (diretor de patrimônio)  – prestigiaram o encontro. Viva o Instituto Histórico da Vitória!

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a COVID-19: mais uma peça internacional para o enriquecimento do Museu do Instituto Histórico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *