Eleições 2020: um perfil das 7 chapas que estão disputando a prefeitura na Vitória – Henrique é o mais velho e Bruna Morais é a mais nova!!!

Desde ontem, dia 27 de setembro, a campanha municipal 2020 foi deflagrada oficialmente. É bem verdade que esse ano, em função da pandemia do novo coronavírus, o processo se apresenta um tanto enigmático. Restrições às movimentações de rua, mudanças na legislação e a internet como “vedete” da eleição, convenhamos, muitas surpresas poderão acontecer.

Nossa “aldeia” – Vitória de Santo Antão -, nesse pleito municipal (2020), está apresentando um cardápio robusto de candidatos ao cargo de prefeito, ou seja: desde a “Nova Republica”, esse é o maior número da nossa história  (sete postulações) – salve pesquisa mais aprofundada é também o maior da nossa  história republicana (1889).

Assim sendo, com informações fornecidas pelos próprios candidatos aos órgãos competentes e disponíveis no site do TSE, na medida do possível e respeitando a nossa estrutura, procuramos traçar um perfil com informações técnicas e, até certo ponto, curiosa das “nossas” chapas majoritárias, no que se refere ao patrimonial, naturalidade, estado civil, profissão, idade e etc.

Pois bem,  sete chapas estão inscritas na disputa. Apenas duas delas conseguiram formar coligações majoritárias. Encabeçada pelo atual prefeito, Aglailson Junior, a “Frente Popular da Vitória” materializou-se com os seguintes partidos: PSB, PL, AVANTE, REPUBLICANOS, PP e PSC.

 Liderada pelo empresário Paulo Roberto, a “Vitória Merece Respeito” ficou   composta pelas siglas: PSL, PRTB, SOLIDARIEDADE, MDB, PSD e PTB.

Os demais partidos que lançaram candidaturas majoritárias – PT, PTC, PDT, CIDADANIA e DEM  – promoveram as chamadas “chapa puro-sangue”. Detalhe: o Partido Democrático Brasileiro está apresentando uma chapa – prefeita e vice – só com mulheres (Hérika Araujo e Bruna Morais).

Levando-se em conta que cada chapa possui dois membros, procuramos traçar  um perfil dos 14 postulantes (prefeito e vice) – 10 homens e 4 mulheres.

Estado civil: 8 casados – 4 solteiros – 2 divorciados.

Grau de instrução: 11 superior completo – 3 ensino médio completo – 1 ensino fundamenta completo.

No quesito  data de nascimento, podemos dizer que a idade média dos 14 postulantes é de 53 anos – o candidato a prefeito mais velho é o Moacir da Mandioca (64) e o mais novo é o Toninho Nascimento (42). Na qualidade de vice, o mais velho é o Henrique Queiroz (73) e a Bruna Morais é a mais nova, com apenas 23 anos.

 

Raça/cor: 8 brancos ,3 pardos e 3 pretos.

Naturalidade: 11 antonenses, 2 recifenses e 1 limoeirense.

No quesito profissão,  temos: 3 empresários, 2 advogados, 2 administradores, 1 engenheiro, 1 vereador, 1 agricultor, 1 produtora cultural, 1 estudante/estagiária, 1 professora e 1 servidora pública estadual.

Oportunamente, estaremos concluindo essa matéria postando o contexto patrimonial/financeiro dos 14 postulantes. Adiantamos, contudo, que, segundo as informações do site do TSE, apenas um postulante  possui  75% do valor da soma patrimonial dos outros 13 postulantes. Já outro, menos afortunado, declarou possuir até lancha. Em breve, estaremos divulgando todas essas informações.

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *