Vitória de Santo Antão continua mergulhada num mar de incertezas…

Passado pouco mais de sessenta dias do primeiro decreto estadual, atinente à pandemia do Novo Coronavirus, nossa “aldeia” – Vitória de Santo Antão – segue se desfigurando daquilo que aprendemos a chamar de “rotina da cidade”. O mundo segue em descompasso, o Brasil experimenta um “novo caos” no sistema de saúde pública e Pernambuco continua na lista dos “tops” mais infectados. No olho desse furacão a população indefesa e desinformada.

Quando nos aprofundarmos com seriedade nesse  tema  – pandemia -, despindo-se de toda e qualquer armadura política/ideológica,  chegamos a temer e desconfiar  do futuro. Quem estiver  iludido pensando  que as coisas estão perto da porta de saída –  para desatar esse nó  – é bom procurar outras fontes para se  informar mais um pouco. Se em alguns países o contágio tem dado uma trégua em outros estamos ainda ganhando força e na sua esteira, por assim dizer, mais mortandade se apresentará.

Voltando a nossa “aldeia” – hoje,  com mais de 400 casos confirmados e inúmeros sem notificação – todos os dias, através das redes sociais, somos irrigados com notícias de pessoas que conhecemos que estão infectadas e tantas outras lutando pela vida nos leitos hospitalares. Óbitos tem sido uma rotina na cidade.

Noutra ponta, o comércio local começa dá sinais de “insuficiência financeira mínima” para segurar o tranco até ninguém sabe quando.. Na fila da Caixa Econômica um pouco de alento aos chamados informais que foram contemplados com o Auxilio Emergência Federal.

De resto, é conviver com esse “mar de incertezas”…..

 

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *