NADA DE FILHO: quem vai ser o vice de Aglailson Junior é o cacique Henrique Queiroz.

Recentemente, por ocasião da solenidade alusiva à passagem dos 374 anos da Batalha das Tabocas, ocorrida na noite da sexta (02), no nosso Instituto Histórico, encontrei com o ex-deputado e líder do grupo verde local, Henrique Queiroz. Bom de papo, o velho Queiroz não perde a oportunidade de receber “consultoria” gratuita.

Aqui e acolá, fico sabendo que ele está convidando “gregos e troianos” para filiar-se aos seus partidos. Até brinquei, dizendo: dobre o salário do Cabeleira (assessor). Estou vendo ele todos os dias, pra cima e pra baixo, com uma pasta de fichas debaixo do braço.

No bom sentido da palavra, provoquei o cacique, perguntando: diga-me uma coisa diferente – para eu colocar no blog – sobre o processo 2020? Sua resposta foi algo que não vou publicar. Diz repeito aos atos de filiações. Na hora alertei-o, dizendo: Henrique, isso é ilegal. Se botar isso no blog, mais adiante, posso ser obrigado a me explicar e você se prejudicar.

Noutro momento, sobre as possíveis candidaturas à prefeito na Vitória,  ele foi taxativo: “ O Paulo Roberto tem uma estrutura própria para ser candidato, sem precisar do apoio do Elias”. Se referindo ao grupo que caminha em faixa própria (VitóriaSim) ele disse em tom de ironia: “ o Saulo quer ser candidato a prefeito de todo jeito, não abre pra ninguém”.

Perguntado se o que as pessoas comentam na rua é verdade – o filho dele (Carlos Henrique) seria o vice do prefeito – ele me respondeu perguntando: “ o que você acha?”. Pois bem, o matreiro e experiente político  – Henrique Queiroz – não nega suas origens, ou seja: pergunta mais do que responde.

Bom! Daqui para frente não usarei mais nenhuma expressão ou fala – oriunda desse encontro – do Henrique Queiroz. Doravante, nessas linhas, estarão as minhas impressões sobre nossa amistosa conversa.

Primeiro: acho que o candidato ao cargo de vice do Aglailson Junior será o próprio Henrique Queiroz. Sem mandato, Henrique estaria 24 horas focado no processo. Vencendo o pleito – o que não é nada impossível – seria ele a “bola da vez” para suceder o prefeito em 2024. Até porque, reeleito, Aglailson Junior não poderia indicar nenhum parente de primeiro grau.

Segundo: hoje afinados,  eles já superaram as desavenças do passado, onde, na campanha de 2008, em plena via pública,  promoveram uma cena de MMA. Mas maduros e com vistas no futuro dos filhos,  entenderam que há espaço “para todos os seus” , sobretudo em tempo de ebulição na política. Deu-me a impressão, na nossa conversa,  que os dois – Aglailson Junior e Henrique –, além de investir na velha fórmula – carga no final da gestão –  os mesmos deverão apostar e incentivar à divisão dos grupos  opositores.

Terceiro: como o dinheiro das campanhas municipais, a partir de 2020, serão frutos do chamado “fundão”, juntar os partidos do prefeito com os de Henrique, de certa forma,  configura-se numa estratégica bem-vinda e mais que necessária, para que não ocorram “novidades desagradáveis” – na cabeça deles – imagino.

Por fim, acho que o prefeito não teve a habilidade necessária para manter o seu vice – Doutor Saulo – no seu grupo. Assim sendo, o “ator” Henrique Queiroz, nesse contexto, saltou de patamar nessa aliança eleitoral. Com a saída de Saulo, se o “passe” do grupo verde valia “10”, passou para “20”. Pior para o prefeito, melhor para Henrique.  Certamente “aconselhou” o prefeito no  endurecimento da questão, ou seja: – Henrique  apagou o incêndio colocando mais gasolina na fogueira, algo que ele sabe fazer com maestria.

Portanto, eis aí, para o pleito que se avizinha (2020), algumas palavras do velho cacique Henrique Queiroz e algumas das minhas impressões nesse contexto. Quem viver verá….

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a NADA DE FILHO: quem vai ser o vice de Aglailson Junior é o cacique Henrique Queiroz.

  1. JORDANIA disse:

    No próximo sufrágio para a gestão municipal, os eleitores deste município têm a incumbência da reflexão e rejeitar a perpetuação destas duas dinastias Queiroz/Alvares na Prefeitura.
    Chega dos abusos da inteligência dos simplórios que estas duas linhagens tem perpetrado desde o primórdio do século XIX .

  2. Imensa na fe disse:

    Que Deus com seu imenso e infinito poder, despeje um pouco de sabedoria nos eleitores de Vitória para que não permita a desgraça de uma reeleição de juninho com henrique!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *