Necrófilos, Necrófagos e Necrófobos – por Sosígenes Bittencourt.

Se existisse alma do outro mundo, os aproveitadores de mortos não estariam tão à vontade.

Antigamente, os NECRÓFILOS desenterravam defuntos para copular. Enguiçavam os muros do cemitério, excitados com corpos em decomposição. Talvez, pela dificuldade de encontra alguém em decomposição que aceitasse o convite.

Em Garanhuns, os NECRÓFAGOS acondicionavam os fragmentos de suas vítimas em geladeira para fazer empadas e coxinhas. Menos por necessidade que por seboseira, pior que abutres esfaimados. Negociantes lúgubres, ainda ofereciam suas frituras à confraria.

Hoje, os NECRÓFOBOS querem roubar os pertences do morto, seu esquife, seus dentes. Porque estão dispensados de matar para roubar, já encontram a vítima morta. Preguiçosos, não querem lutar com a Polícia nem compromisso com a Justiça. Egoístas e ateus, não acreditam no Juízo Final nem na Salvação da Alma.

Sosígenes Bittencourt

Esta entrada foi publicada em Fala, Vitória!. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *