Com a candidatura de Túlio Gadelha à prefeitura do Recife, em Vitória, André Carvalho poderá ser o fato novo em 2020.

Para os políticos mais experientes “desenhar” uma campanha eleitoral não é uma tarefa das mais difíceis. Difícil é coloca-la (campanha), sem sobressaltos,  nos trilhos da maquete imaginada. Isso porque, também tem “ninjas” do outro lado,  puxando o “cabo de guerra” no sentido contrário. Certa vez disse Garrincha: “precisa combinar com os russos”

Pois bem, a grande imprensa da Capital, hoje (28),  deu grande cobertura à visita do experiente e preparado presidenciável Ciro Gomes ao Recife, ocorrida ontem (27). Na bagagem, além do pano de fundo (avaliação do Governo Bolsonaro ), o cearense, que é muito sabido, já trouxe algumas peças para colocar no seu xadrez político, visando 2022.

Com boa presença na nossa região (Nordeste) Ciro, ainda magoado com os caciques do PSB pernambucano, lançou a pré-candidatura do articulado deputado federal Túlio Gadelha à prefeitura do Recife (2020). Em rota de colisão dentro do próprio partido com os “Queiroz”, que se autoproclamam donos do PDT estadual, Túlio representa um novo jeito de fazer política, bem diferente dos “viciados” da Capital do Forró.

Antes de chegar no tema central dessas despretensiosas linhas, realcemos que desde a redemocratização –  o chamado pluripartidarismo –  que os dirigentes partidários se utilizam das siglas para fortalecer seus mine-feudos, sem a menor  preocupação da chamada vida orgânica  partidária, mesmos sendo essas siglas entes federativos.

Aparentemente a candidatura do jovem e também preparado Túlio Gadelha não tem nenhuma relação com nossa cidade – Vitória de Santo Antão -,  mas, nas entrelinhas, essa postulação poderá “apimentar” o pleito municipal na terra do Glorioso Santo Antão. Explico:

Com a chamada “fadiga de material” dos tradicionais grupos políticos locais – vermelho e amarelo com o verde de apêndice,  “lá e lô” – observa-se uma inquietação do eleitorado antonense no sentido de uma renovação de verdade. Não à toa, visualizado essa “brecha”,  vários atores políticos locais, antes ferrenhos defensores dos atuais lideres,  já estão “se mexendo” no sentido de ganhar musculatura eleitoral para se apresentarem, mas, até agora,  nenhum deles criou  um fato  novo consistente para turbinar suas hipotéticas candidaturas majoritárias.

No meu modesto entendimento, imagino que a pré-candidatura do Túlio Gadelha à prefeitura do Recife ganhando “corpo”, deverá a mesma provocar um movimento em toda Região Metropolitana e chegar à terra de João Cleofas de Oliveira como um fato novo para o “xadrez eleitoral” local, sem que os caciques daqui possam colocar o “dedo na ferida”. Ou seja: “aniquilar por cima”.

Com uma cadeira “quase garantida” na Casa Diogo de Braga, o jovem e articulado André Carvalho, que já mostrou ser bom de urna e parceiro de  primeira hora do Túlio, poderá ser o fato novo na eleição majoritária em Vitória de Santo Antão.

Com o apoio do seu partido (PDT) e  com o interesse pessoal de Ciro Gomes  nessa engrenagem, a candidatura à prefeitura do deputado federal Túlio Gadelha no Recife, queiram ou não queiram os juízes antonenses, poderá “mexer” no placar eleitoral da Republica da Cachaça. Quem viver verá..

 

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Com a candidatura de Túlio Gadelha à prefeitura do Recife, em Vitória, André Carvalho poderá ser o fato novo em 2020.

  1. Ralfo Penteado disse:

    O namorado dela tem muito que sgradece-la.

  2. Joseph disse:

    Túlio arrumou uma namorada que lhe deu votos em andar arrumou um namorado que lhe deu votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *