ENSINAR E EDUCAR – ESTUDAR E APRENDER – por Sosígenes Bittencourt.

 No meu tempo, Ensinar e Educar eram palavras bem definidas. Ensinar significava, pela origem da palavra, “imprimir conhecimento”, e Educar, pela origem da palavra, preparar para a vida, preparar para o mundo. Daí, a primeira escola do homem ser o lar, no seio da família. Ao chegar à escola, o aluno deveria estar educado para viver no mundo escolar, conviver com colegas e professores, ou seja, tinha de ser um discente a saber respeitar o corpo docente. Assim como, no caminhar até a escola, na rua, entre as pessoas, por onde andasse. Esta função inicial era função dos pais, com quem convivia.

O resultado desta ordem era silêncio em sala de aula, maior capacidade de concentração e, consequente, melhor condição de aprendizado. Porque o aluno, em sala de aula, ele é coletivo e passivo, ou seja, ele recebe a aula em grupo, enquanto que, em casa, ele é solitário e ativo, ou seja, revê as matérias para retê-las. Observem como a educação doméstica é importante no aprendizado. Porque escola não é lugar de distração, é lugar de concentração. É lá que você recebe o conhecimento para retê-lo em casa. Se isso não acontecer, não havendo aprendizado, não se completou o ensino e todo o tempo foi perdido, todo esforço, inútil. Portanto, não adianta escola toda enfeitada, bem mobiliada, com todo o aparato tecnológico à disposição da transmissão do conhecimento, com alunos dispersos e sem a educação doméstica necessária ao interesse pelo projeto educacional. Apesar de acharem que o importante é se comunicar, que falar e escrever corretamente é coisa do passado, este é um péssimo conselho para quem pretende ser sabatinado por um Concurso Público ou ter acesso à Faculdade através de Vestibular. Um advogado que cometa erros comezinhos de gramática pode ter suas petições relegadas a segundo plano por um juiz exigente.

Portanto, falar e escrever corretamente não é irrelevante quando se trata de conquistar emprego ou profissão liberal. No mais, o conselho que se deve dar a qualquer aluno é não estudar para fazer prova. Quem estuda para fazer prova está tentando decorar para responder questões formuladas. O correto e eficiente é entender para decorar. Quem entende, memoriza; Quem memoriza nem sempre entende o que memorizou. Estudar não dói; pelo contrário, nos alivia do desconhecimento, nos conforta. A capacidade de aprender é o mais importante e belo dom da natureza. Estudar e aprender é uma alegria, não é uma tristeza.

Sosígenes Bittencourt

Esta entrada foi publicada em Fala, Vitória!. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a ENSINAR E EDUCAR – ESTUDAR E APRENDER – por Sosígenes Bittencourt.

  1. A palavra LAR vem de LAREIRA, lugar, na residência onde as pessoas se aquecem. Ou seja, onde cultivam a convivência e a ajuda recíproca. A união familiar é uma força construtora, a desunião familiar é uma força destruidora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *