Recordar é Viver: Madre Tarcísia

A vida é feita de tempo e daquilo que fazemos com o tempo que dispomos. O tempo é o tecido de nossas vidas. Portanto, recordar é estender o tecido de nossas vidas.

Esta era uma fotografia muitíssimo aguardada.

Fui recebido por Madre Tarcísia (Dalka Pitanga de Mesquita), no Colégio Nossa Senhora das Graças, por indicação do professor Pedro Moura. Fui ministrar aulas de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira.

Madre Tarcísia era uma religiosa sem perder a compreensão do humano, humana sem perder a fé na conversão do homem. Maleável como um rio que contorna os obstáculos. Por isso, tinha autoridade, servindo de lição ao autoritarismo. Autoritarismo é imposição, autoridade é convencimento. Autoritarismo gera rebeldia, autoridade gera obediência. Fui ensinar e terminei aprendendo.

Sosígenes Bittencourt

Esta entrada foi publicada em Fala, Vitória!. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *