Exame toxicológico: o que é e para que serve?

Muito se tem falado sobre esse exame, e muitas dúvidas estão surgindo. O exame toxicológico detecta a presença de substâncias ilícitas no organismo. Ele é exigido aos motoristas que precisam renovar ou classificar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH ) nas categorias C, D e E. 

Esse exame é solicitado também aos motoristas profissionais, na admissão ou desligamento de empresas, e aos candidatos a vagas em alguns concursos públicos, como polícia militar, federal, rodoviária, guarda municipal e bombeiros. Quem desejar fazer o exame de forma independente, para identificar substâncias ilícitas no organismo, pode também.

O Laboratório Silvano Sarmento, que fica em Vitória de Santo Antão, tem uma equipe preparada e uma unidade dedicada a coleta do exame toxicológico. Tendo em vista as particularidades para a realização do teste. O laboratório coleta as amostras do cabelo ou pelos corporais e envia para a análise. Para os cabelos precisam ter no mínimo 3,5 cm de comprimento. E para os pelos, 1,5 cm.

Uma dúvida bastante comum é sobre a janela de detecção, as drogas ingeridas e com quanto tempo de uso a droga acusa no exame. Após a ingestão de substâncias ilícitas, elas demoram de 6 a 7 dias para ficarem impregnadas na queratina dos cabelos – parte que será analisada no laboratório. O tempo que a droga continua no fio varia em função de diversos fatores, como o metabolismo de cada organismo, quantidade de drogas ingerida e frequência de uso.

Muita gente não sabe, mas o rebite acusa no exame toxicológico. É uma droga que promete tirar o sono dos motoristas, mas é derivada da anfetamina ou metanfetamina que pode possuir cocaína. Sua atuação no sistema nervoso altera neurotransmissores e, assim, mantém os indivíduos em estado de alerta.  A ação da droga dura de 4 à 12 horas.

O exame toxicológico identifica o rebite ingerido nos últimos 3 meses. Ou seja, apenas um comprimido pode invalidar o exame e, assim, impedir do motorista renovar a carteira de habilitação.

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran),  determina que seja analisado se a pessoa ingeriu alguma substância ilícita no histórico mínimo de 90 dias retroativos.

O exame toxicológico só é feito em laboratório particulares.

Outras informações:

Seguem as drogas que o exame toxicológico identifica:

 -anfetamina (presente no rebite, assim como outras drogas, como a cocaína);

-cocaína e derivados, como o crack;

-codeína;

-ecstasy, conhecido como “bala” (mdma, mda, mde);

-maconha e seus derivados, como skunk e haxixe;

-metanfetaminas, como meth, ice e speed;

-heroína;

-morfina;

-mazindol.

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *