15 anos: a vida não espera por ninguém…….

Hoje,  “meu” Gabriel completa 15 anos de vida. Por conta dessa passagem, de ontem para hoje, danei-me a pensar no que  pensa esse danado. É fácil e ao mesmo tempo difícil. Até porque  –  dizem alguns especialistas –  boa parte de tudo aquilo que funcionou bem durante o século XX não terá nenhuma serventia mais adiante. Ou seja: estamos em 2018 e Gabriel é um sujeito do século XXI. Ora!! Quase tudo que eu sei aprendia lá atrás, em meio a tantos valores, hoje, totalmente descartáveis. Mas continuo na estrada do aprendizado…..

 Como ele gosta muito de futebol, algo comum para um garoto da sua idade, na noite de ontem (19), fiz uma viagem no tempo e voltei aos meus 14/15 anos,  para narrar uma das minhas maiores tristezas. Aceitar a seleção brasileira,  de 1982,  sair da Copa, perdendo para a Itália, com  três gols de Paulo Rossi. Diga-se de passagem: perder para um time que não havia vencido  ninguém na primeira fase daquele certame. O tempo passou e,  atualmente, o futebol é algo que não consegue provocar-me a menor euforia e muito menos qualquer incômodo.

Na medida do possível procuro me atualizar para entender esse novo mundo. Confesso que não é fácil. Por exemplo: aceitar uma pessoa – simultaneamente –  ler, ouvir música, assistir TV, conversar no zap e depois compactar todos esses conteúdos nos seus respectivos compartimentos da memória. É algo inimaginável!!!

Por incrível que possa parecer é justamente com mais idade que começamos a entender que poderíamos  – no bom sentido da palavra –  extrair muito mais dos nossos  pais. Na medida do possível estou sendo um bom pai. Tenho a absoluta certeza disso…….

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a 15 anos: a vida não espera por ninguém…….

  1. PEDRO HUMBERTO FERRER DE MORAIS disse:

    Parabens para Gabriel e pais. Quinze anos é a idade limite entre a infancia e adolescencia. Transformações mentais, espirituais e fisiológicas. Que toda esta pujança te encaminhe para o bem. Felicidade, amigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *