EDUCAÇÃO MUSICAL – Abordagem referente as divisões e valores existentes nas peças musicais. (PARTE 1).

Quando trabalhamos um arranjo ou um simples exercício binário, ternário ou quaternário, com o desenvolvimento do mesmo e a produção melódica e harmônica, descobriremos obstáculos a ser trabalhados para que a peça tenha um bom resultado. Para que o Corpo Discente sinta-se a vontade para aprender, entender e absorver a essência da tarefa apresentada, vamos para o exercício prático ao fazermos um desenho com uma fruta denominada de maçã no quadro, e, ao utilizar o exemplo com a fruta maçã, chamará a atenção de toda classe e, isso será positivo para o aprendizado de modo geral. Se dividirmos a maçã em quatro partes e, deste momento até o fim da abordagem compará-la com a Semibreve, a direção do desejo de entender ganhará um novo sentido.

Cada parte da maçã valendo 1 tempo (Semínima), teremos o resultado de 4 tempos. Cada pedaço de 1 tempo, separado, valerá ½ tempo, ( Colcheia). Se separarmos deste ½ tempo, 2 pedaços, teremos a (Semicolcheia). Se partirmos estes pedaços da Semicolcheia, representarão a (Fusa) e, se partirmos os pedaços da Fusa, encontraremos a (Semifusa). E se partirmos a maçã ao meio, em duas partes apenas, representaremos a (Mínima), onde cada pedaço valerá 2. Então, 2 + 2 = 4 . A maçã completa representará a (Semibreve), cujo valor será 4 tempos. O exemplo com a fruta maçã, é apenas para uma simbologia e, ajudar o desenvolvimento do Corpo Discente de modo geral.

http://lattes.cnpq.br/8222363703321930

E-mail: bcarmo45.bcm@gmail.com

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *