Professora Jarbas: UM PATRIMÔNIO VIVO DA TERRA DO MESTRE ARAGÃO.

Casualmente, há meses, encontrei a professora Jarbas. Disse-me ela: “tenho um presente para você”. Na qualidade de leitora assídua do nosso jornal eletrônico, intitulado Blog do Pilako, e que, naturalmente, acompanha nossas postagens de conteúdo histórico, sobretudo realçando o cotidiano da nossa polis, trouxe-me um exemplar do Anuário dos municípios pernambucanos, relativo ao ano de 2015. Logicamente, agradeci a gentileza.

Trouxe-me também, para a devida apreciação, uma fotografia memorável, datada de 1969, ou seja: com quase 50 anos. Professora Jarbas é uma figura. Apesar das muitas primaveras matem-se totalmente ativa e é portadora de uma memória privilegiada. Atualizada com as novas tecnologias, também interage com vários grupos, no face e no zap, com a mesma  desenvoltura de uma adolescente.

Sobre a foto, disse-me ela: “aqui eu estava com 28 anos”. Relatou, inclusive, detalhes desse dia. “essa fotografia foi numa Festa do Livramento. Naquela época, também se armava parque em frente ao Colégio 3 de Agosto. Doutor Mário Bezerra não está na foto porque ele estava socorrendo um aluno para o hospital, que havia se acidentado”.

Disse ainda o nome dos professores, que estão na fotografia: da esquerda para direita: Jarbas (ela), Gilvanete, Valdomira, Carlos, Maria do Carmo, Nivaldo, Helon, Adeilda, Ubirajara, Lenira, Bibiano, Zuleide, Claudio, Valdinete, Eliáuria, Irecê, Terezinha e Jaime.

Concluímos nosso bate papo, falando do seu filho, Ivair, meu amigo das antigas. Portanto, é oportuno dizer, que conheço a professora Jarbas desde o tempo que me entendo por gente e, indiscutivelmente, é um dos patrimônios vivos da Terra do Mestre Aragão.

Esta entrada foi publicada em Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas a Professora Jarbas: UM PATRIMÔNIO VIVO DA TERRA DO MESTRE ARAGÃO.

  1. Ilza disse:

    Muito obrigada pelo carinho com minha mãe.

  2. Eu estudei em 1974, matematica com o professor Nivaldo, ingles com Claudio Barnabé, portugues com Valdinete e também estudei com a professora Jarbas, historia com Lenira, a maioria deles lembro-me, Carlos Lopes, Helon, Ubirajara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *