Apelidos Vitorienses: Véio Eletricista ou Véio da Prefeitura.

IMG_0555

Dando continuidade à nossa  coluna Apelidos Vitorienses, hoje, revelaremos a origem da alcunha do nosso amigo Leandro Raimundo da Paz. Segundo nos contou Leandro, seu apelido foi uma “invenção” do seu pai, Dário Raimundo da Paz, que ele ainda tinha oito anos de idade e estudava no Colégio Dias Cardoso.

Na qualidade de ajudante de eletricista, na década de 1980,  Leandro trabalhou com os então diretores do Clube dos Motorista, Sitonho do Posto e Javan Ageu de Lima, na produção dos chamados Carros Alegóricos do carnaval vitoriense.

Seu Sitonho, que gostava muito de apelido, quando se referia ao amigo Leandro dizia: “ Véio é pai do mundo e o mundo pai de Véio”. Pois bem, na década de 1990, já conhecido como Véio Eletricita, em função da profissão, ao começar trabalha na prefeitura da Vitória também começou a ser chamado de Véio da Prefeitura.

Contou-nos também Leandro que a única pessoa que lhe chamava pelo nome de batismo era sua mãe. Seus vizinhos,  até suas irmãs e todas as pessoas que ele conhece, só lhe chamam por Véio, apesar de ser o filho mais novo da família.

Portanto, o amigo Leandro Raimundo de Lima é mais vitoriense que é mais conhecido na cidade pelo apelido de que pelo próprio nome e, sendo assim, participará do segundo livro intitulado Apelidos Vitorienses. Veja o vídeo.

Obs: Ainda encontra-se à venda o primeiro Livro Apelidos Vitorienses,  lançado no dia 07 de maio deste ano (2016), no Vitória Park Shopping e custa R$ 30,00.

Esta entrada foi publicada em Apelidos Vitorienses II. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *