Apelidos Vitorienses: Gongué.

IMG_0042 we

Dando continuidade à nossa coluna: Apelidos Vitorienses, que tem como principal objetivo revelar a origem da alcunha dos vitorienses que são mais conhecidos pelo apelidos do que pelo nome de batismo, hoje, revelaremos a história dos senhor José Gonçalves.

Contou-nos o amigo José que desde rapazinho que as pessoas lhe chamam pelo apelido. Faz mais ou menos há 50 anos, hoje, ele já tem quase setenta. Em função do surgimento  de uma escola de samba – TAMBÉM CONHECIDA POR BATUCADA – para  se apresentar no carnaval vitoriense que tudo começou.

Na formação do conjunto musical, coube ao amigo José Gonçalves, tocar o instrumento musical com o nome de Gongué. Após a brincadeira, segundo ele, a turma passou a lhe chamar pelo apelido de “Nego Gongué”.

O apelido deu tão certo que até sua mãe, Dona Maria Formosina Gonçalves, deixou de chama-lo por José  e também passou a referencia-lo por Gongué. Sua esposa, na qualidade de professora no município, também recebeu o “sobrenome” do apelido do marido. Chamavam-a de “Maria de Gongué”.

Eis aí, portanto, a revelação da origem do apelido de mais um apelido vitoriense que é mais conhecido na cidade pelo apelido do que pelo próprio nome. Veja o vídeo:

Esta entrada foi publicada em Apelidos Vitorienses II, Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *