Apelidos Vitorienses: BRANCA

IMG_9441

A coluna Apelidos Vitorienses de hoje, pela primeira vez, realçará a origem da alcunha e do nome de batismo de uma mulher, que é mais conhecida na cidade pelo apelido de que pelo próprio nome. Aliás, por ocasião do lançamento do nosso primeiro livro realcei os motivos pelos quais não constou nenhuma mulher.

Pois bem, contou-nos a amiga Sônia Maria Gonçalves que ao nascer, em 12 de janeiro de 1961, sua própria mãe, Iracema, por acha-la com a pele muito alva, passou a lhe chamar de “Branquinha”.

Quando ainda criança, na escola, revelou a amiga Sônia Maria Gonçalves, nos primeiros dias ainda chegava ser chamada pelo nome de batismo, mas em pouco tempo o pessoal passava a lhe chamar por “Branca”, “branquinha”, “branquela” e etc.

Contou-nos também a amiga Branca que, hoje,  adulta e totalmente adaptada ao nome social,  chega a  estranhar quando em algum lugar, como repartição pública, consultório médico e etc a mesma  é chamada por Sônia Maria Gonçalves.

Portanto, nossa amiga Sônia Maria Gonçalves, conhecida por todos pelo apelido de BRANCA, também fica catalogada na nossa coluna e  que também fará parte do segundo volume do livro Apelidos Vitorienses que tem como objetivo revelar a origem do apelido das pessoas que são mais conhecidas pelo mesmo de que pelo próprio nome de batismo. Veja o vídeo.

Esta entrada foi publicada em Apelidos Vitorienses II, Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *