Não sejamos tolos, a Praça Leão Coroado, faz tempo que está destruída…

leao-coroado

Foto acervo pessoal de Tadeu Prado

Durante este pouco mais de dois anos em que nosso jornal eletrônico se manteve no ar, postamos várias matérias atinentes ao ABANDONO de praças pelas últimas gestões comandadas pelo prefeito Elias Lira. Neste quesito, e em tantos outros, Elias deu continuidade à gestão do folclórico  ex-prefeito José Aglailson, mudando apenas os parentes e o pessoal de fora nas tetas da prefeitura.

Disse também, várias vezes, que nossa cidade, portadora de muitas praças, apesar de tantas outras haverem sido destruídas no seu nascedouro, isso porque, nos quatro cantos da Vitória temos exemplos de “praças” doadas pelos prefeitos exterminadores de futuro, ainda quando os loteamentos estavam surgindo, muito deles, “negociado” dentro da própria prefeitura com seus proprietários, atualmente, em nosso município, só existiam três praças aptas a receber dignamente a população (Bela Vista, Matriz e Pirituba).

Pois bem, no domingo passado, 24 de novembro, durante o dia recebi várias ligações de pessoas amigas, leitoras assídua do nosso blog, para comunicar-me que a Praça Leão Coroado estava sendo destruída. Agradeci pela lembrança, mas respondi a todos que aquilo que estavam me dizendo era impossível de acontecer, até porque, ninguém podia destruir uma praça duas vezes ao mesmo tempo… Ora!! Não sejamos tolos, a Praça Leão Coroado, faz tempo que estar destruída….. ou não está?

Vale salientar que a referida praça já foi um dos lugares mais chiques desta cidade, compunha, no século passado, junto com o Prédio da Estação, o Hotel Fortunato e o antigo Hotel dos Viajantes, atual Colégio 3 de Agosto, um dos ponto de convergência mais frequentado pela “fina flor” vitoriense. Na década de 40, por exemplo, o então prefeito José Aragão, inaugurava, de forma pioneira, naquela praça, as primeiras experiências de iluminação com rede elétrica subterrânea.

leao-coroado2

Portanto, espero que o prefeito Elias Lira tenha finalmente “acordado para o serviço”. É bem verdade que já temos conhecimento do seu “modus operandi”, no que diz respeito às operações administrativas relacionadas às eleições, como também, estaremos de olho para denunciar, caso haja um custo de tempo exacerbado assim como desperdício de recursos do erário……. estaremos  acompanhando.

leao-coroado-nova

Esta entrada foi publicada em A Lupa, Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

4 respostas a Não sejamos tolos, a Praça Leão Coroado, faz tempo que está destruída…

  1. Pingback: Jairo Medeiros comenta sobre derrubada de Árvores em nossa Cidade | Blog do Pilako

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *