A impiedosa “Liturgia do Poder Vitoriense”

Não é tarefa, das mais difíceis, encontrar, em praticamente todos os bairros da cidade, buracos, esgotos estourados, ruas intransitáveis, entulhos nas ruas etc. A cidade da Vitória, vem passando por uma prova de fogo, no tocante, a esse modelo de gestão implantado por José Aglailson e que Elias vem dando continuidade.

Os dois “caciques” políticos da cidade chegaram, aparentemente, a um impiedosa conclusão: para se manter no poder, não precisa trabalhar pela cidade, basta, as vésperas das eleições super-dimencionar aquilo que não poderia faltar, como por exemplo, merenda escolar e “comprar” com empregos na Prefeitura pessoas de baixa renda e que estejam dispostos a vestir a “camisa” de seus exércitos eleitorais.

O colapso administrativo está se aproximando, ninguém respeita mais nada, invasões a terrenos públicos é a ordem do dia, trânsito entregue a própria sorte, não existe disciplinamento para nada, a qualidade de vida da nossa cidade parece se aproximar do fundo do poço, isso porque não existe uma só ação administrativa, que não se leve em primeiro lugar, o mapeamento Geo-politico-eleitoral. O sentimento da população, na sua grande maioria de pessoas trabalhadoras, é de que estão abandonadas há muito tempo, prova disso é que em algumas localidades, a população está fazendo cota para cuidar daquilo, que por obrigação seria do poder público.

No bairro do Alto José Leal, tem um esgoto que está completando um ano que está estourado, e a Prefeitura só deve chegar “junto” no ano que vem, isso porque é bem pertinho das eleições, segundo a Liturgia do Poder Vitoriense, são nessas horas que se deve apresentar-se como “bonzinho” e “salvadores da pátria”.

Esta entrada foi publicada em A Lupa, Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

13 respostas a A impiedosa “Liturgia do Poder Vitoriense”

  1. Joana disse:

    Foi algum babão de Zé do Rombo que escreveu nesta placa, pois destingo logo não sabe nem escrever e concerteza não deve fazer este tempo todo, mas claro que isso foi para passar na TV Mentira. KKkkkk…

    • Joana disse:

      E outra se não sabe escrever, concerteza não soube contar quantos dias faz… kkkkk

    • J.S. Machado disse:

      Pode até ter sido, pois não faltam na cidade babões dele e nem de Elialira. Agora, uma coisa eu digo, a escrita dele não é pior do que a fala de Elialira, que pronuncia: derna, alvarau, secretaro, vitora, pointe, adiversaro, paralepipo, bicicreta; entre outras “preciosidades lingüísticas”. Então a gente acaba vendo como está o nível da educação em que se encontra Vitória depois de tantos anos de desgoverno destes dois coroolnéis que muito se assemelham ao Odorico Parauguassu.

  2. MARIVALDO ALVES disse:

    Fala dos outro e fácil ne pois bem vamos lá, senhor JS Machado não se escreve Elialira e sim Elias Lira nem coroolnéis e sim coronéis nem tão pouco Parauguassu e sim Paraguaçu. Depois dessa tenho certeza que Você e da parte de Zé do Rombo, o famoso deus grego das 500 obras pelas suas criticas e seu modo de escrever kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    • Hielton disse:

      Zé do Rombo fez foi 500 obradas isso, não tem nada que diga que ele foi bem feito e arrombou nos vitorienes durante 8anos.

    • J.S. Machado disse:

      Marivaldo, continuarei escrevendo Elialira, mesmo que você ou algum outro babão dele se incomode. Nos demais foi erro de digitação. E quanto ao Paraguaçu realmente errei ao trocar o “ç” por “ss”. Tenho humildade prá reconhecer minhas falhas, coisa que a gestão do seu prefeito não tem, mas fica dando desculpas esfarrapadas. E você, como seguidor dele, não deve ter também.

      • J.S. Machado disse:

        Mais uma coisinha, sr.Marivaldo, não sou apoiador nem bajulador dos que já afundaram Vitória. Também não apoio os que até o momento tentam se apresentam como a solução prá nossa cidade, mas de uma coisa tenho absoluta certeza, que enquanto os vitórienses se posicionarem como num pastoril, ou seja: apenas escolhendo duas cores, sempre Vitória dará um passo prá frente e dez para trás. Essas duas velhas raposas precisam ser banidas do governo da nossa querida cidade, antes que seja tarde demais.

  3. MARIVALDO ALVES disse:

    Calma Pilako todo mundo sabe que e vc mesmo quem posta os comentários em nome de J.S machado e Jordania e não e satisfeito com nenhum politico da cidade, e só te corrigi orque você também corrigiu Joana, sim sou vendedor nao dependo de Elias nem de Aglailson nem de candidato nenhum mas a imprensa tem que ser neutra, entenda.

  4. Romario disse:

    Pensei que este blog tinha evoluido nos ultimos dias, mas pelo que estou vendo voltou o amadorismo apelativo e as PEGADINHAS POLITICAS.

    • J.S. Machado disse:

      É uma pegadinha mesmo, Romário. Isso que você está vendo na foto é um chafariz público com uma fonte de água cristalina que foi disfarçada de esgoto estourado, só prà prejudicar a excelente imagem do competente e eficiente GOVERNO DE TOLOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *