Há 209 anos fomos elevados à Vila de Santo Antão!

Hoje, 28 de maio de 2021, exatamente  há 209 anos, nosso lugar  – então Freguesia de Santo Antão – efetivava uma mudança na sua estrutura política/administrativa/social que dava inicio, em definitivo, ao que entendemos como  “feição” atual. Foi justamente no dia 28 de maio de 1812 que demos o nosso grito de  “independência”, ou seja:  fomos  elevados à categoria de  “Vila de Santo Antão”.

Naquele tempo, por assim dizer, ascender ao patamar de “vila autônoma” era tomar as rédeas do próprio destino. Nessa configuração (vila), no nosso caso, materializou-se a Câmara de Vereadores. Eleitos os primeiros vereadores (3),  daí por diante,  passamos a ter nessas figuras (vereadores), num só tempo, a encarnação do poderes constituídos, ou seja: Executivo, Legislativo e Judiciário.

Na época aludida – primeiras décadas do século XIX – nosso lugar era uma espécie de “terra sem lei”. Ou melhor: vigorava a famosa “Lei dos Mais Fortes”- Aliás, aqui e acolá, esse mesmo regramento continua  em voga no século atual. O comércio teve que se adaptar às regras gerais. Por exemplo:  pesos e medidas tiveram  que ser padronizados. Um tempo de muitas mudanças e conflitos constantes.

Portanto, se hoje, 28 de maio de 2021, estamos encarando  dias com mais decretos (estaduais e municipais) restritivos, por conta das medidas sanitárias em função da nova onda de contaminação pandêmica do novo coronavírus, lembremos que o mar de incertezas e imposições, no nosso lugar,  já foi bem maior.

Para concluir essas  linhas celebrativas e comemorativas, lembremos que desde o  “tempo lembrando” já éramos antonenses de nascença.  

Esta entrada foi publicada em A Lupa. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *