Momento Cultural: A última esperança – por Henrique de Holanda.

Lá, pelas quebradas do meu coração,
onde o eco de todas as tristezas
vive a gemer…
foge, dolentemente,
uma caravana inteira de ilusão…
Do meu peito por sobre as asperezas
e sem nada temer,
ficou uma esperança unicamente…
Nela a minha ventura se condensa;
ao seu lado, sereno, hei de seguir;
em si, as minhas mágoas se sumiram…
Ela toda, a grande indiferença
que me anima a sorrir
das outras esperanças que partiram!…
Ao lado dela, pelos mais caminhos,
da vida, pelas trilhas sinuosas,
seguirei, a calcar muitos espinhos,
como se fosse andando sobre rosas…

(Muitas rosas sobre o chão – Henrique de Holanda – pág. 13).

Esta entrada foi publicada em Fim de Semana Cultural. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *