MOMENTO CULTURAL: Jaqueira do caminho – por Célio Meira

Olha, Amada, esta jaqueira,
na beira dêste caminho:
– na ponta daquele ramo,
as aves fizeram ninho.

Lembras-te? Certa manhã,
cheia de sol, perfumada,
à sombra da ramaria,
fizemos longa pousada.

Esta jaqueira bem velha,
tem vigor e tem beleza:
– É graça de Deus na terra,
– É benção da Natureza.

(migalhas de poesia – Célio Meira – pág. 21).

Esta entrada foi publicada em Fim de Semana Cultural. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a MOMENTO CULTURAL: Jaqueira do caminho – por Célio Meira

  1. JORDANIA disse:

    Para mim o cheiro que evola deste fruto pão é como fragrância da Chanel.
    O sabor dos seus frutículos no meu paladar são como iguaria finíssima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *