COISA DE DOIDO

O doido passou o dia inteirinho com o ouvido colado na parede da rua. Aí, à tardinha, um vizinho perguntou:

– O que estás ouvindo?

Aí, o doido: – Tu és muito vexado, eu estou aqui desde cedo e ainda não ouvi nadinha.

Aí, pouco depois, chegou outro curioso e botou o ouvido na parede. Não ouvindo nada, revelou ao doido: – Eu não estou ouvindo nada.

Aí, o doido: – Está assim desde de manhãzinha.

Sosígenes Bittencourt

Esta entrada foi publicada em Editorial. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *