Apelidos vitorienses: NININHO

Dando continuidade a nossa coluna – Apelidos Vitorienses – que tem por objetivo revelar o motivo pelo qual alguns conterrâneos ficaram mais conhecido pela alcunha do que pelo próprio nome de batismo, hoje, revelaremos a história do senhor Valdemiro Severino dos Santos.

Contou-nos o senhor Valdemiro Severino dos Santos, filho mais novo de uma prole de cinco filhos, que sua mãe, ao sentir alguns problemas de saúde e procurar seu médico, recebeu a notícia que estava grávida, mesmo depois de haver realizado, há oito anos, a cirurgia de “ligação”. O curioso é que a notícia da gravidez foi dada pelo mesmo médico que havia realizado a referido procedimento cirúrgico.

Pois bem, após não se conformar com o nome que foi atribuído, pelos pais,   ao recém-nascido – Vademiro – por achar grande,  para uma criança tão “pequenininha”, sua madrinha, que tem como apelido Nanãe, começou a lhe chamar de “Pequenininho”. Do então “Pequenininho”,  derivou-se  o desde cedo e  atual apelido,  NININHO.

Segundo NININHO, hoje, apenas um antigo empregador, Zé Andrade, lhe trata pelo nome formal. Eis aí, portanto, a história do senhor Vademiro Severino dos Santos que é um  dos conterrâneo mais conhecido pelo apelido do que pelo próprio nome.

Esta entrada foi publicada em Apelidos Vitorienses II. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas a Apelidos vitorienses: NININHO

  1. Cristiano ferreira da silva disse:

    Pilako, vai na venda do meu pai no loteamento são severino, rua princesa isabel. 30 procura la ze chiranha e vê o porque desse apelido, cuidado que ele é primo de seu lunga

  2. Nininho imóveis disse:

    Kkkkkkkkk Kkkk
    vai lá Pilako,
    Ze chiranha é gente boa!

  3. Cristiano ferreira da silva disse:

    Duvido que o apelido dele esteja no livronde pilako

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *